Porto Velho (RO) domingo, 26 de setembro de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

CANDEIAS: Produtores participam de palestras AEI Rural


A Polícia Militar Ambiental, Emater e Idaron realizaram mais uma etapa do Projeto AEI Rural, levando esclarecimentos ao homem do campo, uma preocupação constante com a proteção do meio ambiente, a existência da fauna e da flora e, consequentemente, do próprio homem.

O encontro aconteceu na sede da Associação de Pequenos Produtores da Linha 647 e contou com a participação de 12 associados, que mostraram interesses nos temas abordados.

Os policiais militares ambientais Agerdânio Andrade e Valdinei Teixeira, da Seção de Educação Ambiental do BPA, abordaram o tema sobre Licenciamento Ambiental para o Produtor Rural, Desmatamento e Reflorestamento. "O licenciamento é preciso, para recuperar áreas e garantir cada vez mais o controle ambiental", ressaltou Andrade, frisando que o Licenciamento chegou para salvar o meio ambiente.

A Polícia Ambiental leva ainda aos produtores rurais, explicações precisas sobre a área a ser desmatada por Lei. De acordo com o policial, o licenciamento ambiental é uma obrigação legal, seja para qualquer empreendimento ou atividade potencialmente poluidora ou degradadora do meio ambiente. "Os interessados devem procurar os órgãos ambientais competentes, que por sua vez, permitirão a localização, instalação, ampliação e operação de empreendimentos e atividades utilizadoras de recursos ambientais", explica Andrade.

Na palestra da Emater, ministrada pelo técnico em agropecuária Adevar José Dantas, os produtores receberam todas as orientações necessárias para a criação de uma Associação organizada e com responsabilidades. "Para uma associação funcionar corretamente, é necessário que haja organização entre os produtores rurais", explica Adevar.

Antônio Fortunato, gerente do Idaron, explicou sobre os cuidados com a aplicação de agrotóxicos, para o controle de doenças, pragas e plantas invasoras, que podem ser facilmente espalhados para além de seus alvos. De acordo com Fortunato, os impactos de agrotóxicos não se restringem ao meio ambiente. Eles podem também prejudicar a saúde de quem os aplica no campo, de membros da comunidade e de consumidores de alimentos contaminados por resíduos. Fortunato fez ainda uma explanação geral sobre o controle da Raiva Animal, causada pelo morcego.

De acordo com o major Josenildo Jacinto, comandante do Batalhão de Polícia Ambiental, o Projeto A, E, I Rural é baseado em um plano interinstitucional de educação ambiental estadual que tem por objetivo: orientar, informar, instruir e capacitar o produtor no campo, propondo meios sustentáveis de uso dos recursos naturais, como instrumento inovador de controle ambiental. Além disso, permite ajustar e estimular a conduta de cada produtor rural através de campanhas educativas.

Fonte: Marlene Mattos

Mais Sobre Municípios

Ariquemes: avenida Canaã recebe obras de esgotamento sanitário

Ariquemes: avenida Canaã recebe obras de esgotamento sanitário

O acesso ao saneamento básico é um dos fatores principais que pode classificar um país como desenvolvido. Diante desta realidade, a Águas de Ariquem

Nota de esclarecimento sobre a Operação Esculápio

Nota de esclarecimento sobre a Operação Esculápio

Em meados de Julho de 2021, o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, foi informado sobre uma possível atividade ilícita envolvendo servidores públi

Deputado Anderson Pereira se reúne com prefeito Hildon Chaves para discutir o asfaltamento no bairro Nova Esperança

Deputado Anderson Pereira se reúne com prefeito Hildon Chaves para discutir o asfaltamento no bairro Nova Esperança

O Deputado Anderson Pereira (PROS) se reuniu nesta, segunda-feira (20), com o prefeito Hildon Chaves e o seu vice, Maurício Carvalho, para discutir