Porto Velho (RO) quinta-feira, 16 de setembro de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

CACOAL: Cacique assume administração da Funai


Eli Batista  

Cacoal/RO - O cacique Pio Cinta Larga, um dos principais líderes da Reserva Roosevelt, é o novo administrador regional da Fundação Nacional do Índio (Funai) em Cacoal. Ele assume o cargo interinamente, em substituição ao antigo administrador, Trajano Fonseca Azevedo, exonerado pelo presidente nacional da Funai, Marcio Augusto Freitas de Meira. Além de Trajano foram exonerados outros 15 funcionários que exerciam cargos de confiança. É a primeira vez em Rondônia que um indígena assume a função.

Os 16 funcionários foram exonerados a pedido de lideranças indígenas da região. Segundo o presidente, todos deverão ser reaproveitados pelo novo administrador. Ele não quis detalhar os motivos das demissões. Disse apenas que trata-se de decisões políticas.

O presidente, que desde terça-feira vinha mantendo reuniões na região, com lideranças das etnias Cinta Larga, Suruí, Apurinã e Mequéns, disse que nomeou o indígena no cargo a pedido dos índios. Segundo Marcio Meira, o cacique será assessorado por toda a equipe da Funai. “É um ato legítimo e um momento importante para a população indígena”, disse.

Ainda ontem o presidente nomeou também o novo coordenador do Grupo da Força Tarefa Cinta Larga da Reserva Roosevelt, João Batista Maglia, que trabalhava na Funai em Brasília. Quanto a situação do garimpo de diamantes, o presidente disse que a garimpagem está paralisada e que enquanto não houver uma legislação favorável, a atividade será ilegal.

Com a reativação do Grupo de Força Tarefa, o presidente acredita que os índios Cinta Larga terão maior apoio para administrar a situação na reserva. “Estive no garimpo e a situação na área hoje é tranqüila”, disse.

Índios serão ouvidos

O cacique José Itabira Suruí, líder geral do Povo Suruí, disse que Pio Cinta Larga teve muita coragem em assumir o cargo de administrador da Funai e que terá que ter muita força e fé em Deus para conseguir fazer um bom trabalho. “É uma tarefa muito difícil para nós índios”, definiu.

Segundo Itabira, a principal estratégia de Pio deverá ser o diálogo com as demais etnias. “Ele tem que conversar muito com os parentes. Espero que ele consiga o que o branco não conseguiu”, disse.

Questionado sobre suas metas, Pio disse que primeiro vai montar uma equipe de confiança e depois vai analisar a situação da Funai para depois por seus projetos em prática. Ele prometeu também manter constante diálogo com os índios de todas as etnias.

fonte: amazoniaavista.com

Mais Sobre Municípios

Sine Municipal de Porto Velho realiza cadastro de jovens na Associação Luz do Alvorecer

Sine Municipal de Porto Velho realiza cadastro de jovens na Associação Luz do Alvorecer

Com o propósito de fazer o cadastro de jovens aprendizes para encaminhá-los ao primeiro emprego por meio da Intermediação de Mão de Obra (IMO), equipe

Empenhado: Buritis recebe R$ 800 mil para iluminação em LED, ciclofaixa e fabricação de bloquetes

Empenhado: Buritis recebe R$ 800 mil para iluminação em LED, ciclofaixa e fabricação de bloquetes

O presidente Alex Redano (Republicanos) confirmou a destinação de R$ 800 mil em recursos para Buritis, assegurados através de seu mandato junto ao G

População se revolta e coloca fogo em ponte de madeira de União Bandeirantes

População se revolta e coloca fogo em ponte de madeira de União Bandeirantes

Uma ponte de madeira que permitia a travessia no distrito de União Bandeirantes o rio, foi parcialmente reduzida a cinzas, na madrugada desta segund

Presidente Alex Redano prestigia assinatura do Tchau Poeira em Cacoal

Presidente Alex Redano prestigia assinatura do Tchau Poeira em Cacoal

Na tarde desta quinta-feira (09), o presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), acompanhou em Cacoal o lançamento do projeto Tch