Porto Velho (RO) terça-feira, 15 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

Audiência Pública define pista paralela para o aeroporto de Ji-Paraná


 
Audiência Pública realizada na tarde de ontem, na Câmara de Vereadores de Ji-Paraná, definiu o direcionamento que será dado ao aeroporto da cidade, o José Coleto. Deputados, vereadores, empresários e representantes de diversos seguimentos da sociedade local decidiram pela construção de uma pista paralela para que o aeroporto não pare de operar durante as obras de reforma e ampliação da pista atual e reforma geral do terminal de passageiros. A Audiência Pública foi proposta pelo vereador Marcos Rogério, a pedido da classe empresarial e política de Ji-Paraná.

O diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes (DER), engenheiro Jacques Albagli, como chefe do órgão responsável pelo projeto de execução da obra, respondeu aos questionamentos de políticos, empresários e da população em geral por cerca de duas horas. Esclareceu os pontos mais polêmicos, como a destinação de recursos para a obra, o contingenciamento de verba, execução de projeto, tempo estimado de obra e valor a ser investido. Albagli afirmou que, a partir de janeiro engenheiros do DER iniciam os trabalhos do projeto da pista paralela.

O deputado federal Anselmo de Jesus, que tem se responsabilizado em alocar recursos para a reforma geral do aeroporto, disse que continuará buscando verbas para que a obra seja executada. O deputado estadual Jesualdo Pires enfatizou a importância do funcionamento do Aeroporto José Coleto e destacou que, o maior objetivo do evento era buscar uma solução para Rondônia com o desafio de executar a obra sem paralisar as operações. Foi exatamente esse o acordo firmado depois de quase quatro horas de debates, explanações e sugestões de vários segmentos. O secretário Regional de Ji-Paraná, Ari Saraiva, falou do empenho do Governo do Estado em manter o funcionamento da atual pista, que tem apresentado constantes problemas.

Durante a Audiência o diretor falou do empenho do governador Ivo Cassol em manter o funcionamento do Aeroporto José Coleto. “O DER tem feito constantes reparos na pista de pouso e decolagem, caso contrário as aeronaves não estariam mais operando em Ji-Paraná. O governador autorizou no final deste ano a compra de aproximadamente R$ 800 mil de massa asfáltica para reparos no aeroporto de Ji-Paraná”, explicou. Além disso – lembrou Albagli – o DER custeou o projeto de reforma e ampliação da pista atual e custeará o projeto da pista paralela e da reforma do terminal de passageiros, que já tem R$ 2,5 milhões assegurados pelo deputado Anselmo de Jesus.

O engenheiro explicou que a licitação da obra de reforma e ampliação da atual pista está em avaliação judicial, pois uma das empresas entrou com um mandado de segurança. Citou a situação do Aeroporto de Cacoal, que durou quase dez anos e está sendo finalizado agora. “São muitos entraves que precisamos resolver e a bancada federal precisa se unir para buscar recursos para que esse aeroporto saia o mais rápido possível”, ressaltou. 

Fonte: Decom

Mais Sobre Municípios

Equipes de obras realizam serviços em 11 bairros de Porto Velho

Equipes de obras realizam serviços em 11 bairros de Porto Velho

Equipes de obras da Prefeitura de Porto Velho seguem em ritmo acelerado nesta segunda-feira (14), com serviços estruturantes em 11 bairros. Elas reali

Presidente Alex Redano comemora o início das obras de asfalto do Tchau Poeira em Ariquemes

Presidente Alex Redano comemora o início das obras de asfalto do Tchau Poeira em Ariquemes

Em pleno domingo (13), foram iniciadas as obras de asfaltamento do programa Tchau Poeira, do Governo do Estado, em Ariquemes. O início dos trabalhos