Porto Velho (RO) sábado, 19 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

Ariquemes tem mais roubos e homicídios que Rio de Janeiro


 

Em 2008 foram mais de seis mil furtos e roubos e 81 mortes violentas 

A população de Ariquemes convive com uma onda de criminalidade sem precedentes, com registro de 6.051 furtos e roubos e 81 homicídios registrados oficialmente em 2008.  Esses índices, segundo integrantes da Comissão de Segurança e Cidadania da subseção da OAB, são superiores aos registrados no Rio de Janeiro e aponta que pelo menos 20 por cento dos moradores da cidade já foram vítima de alguma ação criminosa.

Entre as causas que contribuem para o crescimento da violência, a sociedade aponta deficiência no policiamento e a superlotação do sistema prisional, cuja Casa de Detenção está interditada judicialmente por falta de condições de funcionamento, o baixo número de policiais civis e delegados e a completa ausência de policiamento ostensivo.

São esses números que motivaram entidades de classe, como a subseção da Ordem dos Advogados do Brasil, e a sociedade a se unir em audiência pública na sexta-feira da semana passada para debater o problema e buscar soluções, como a reunião realizada na manhã desta quarta-feira, com o governador Ivo Cassol, presidente da subseção da OAB Ariquemes, Fernando Martins, e os advogados Alexandre Jenner e Alex Sarkis, presidente e membro da Comissão de Segurança Pública e Cidadania da subseção; presidente da OAB Rondônia, Hélio Vieira, e o promotor de justiça Charles Martins, além dos secretários Evilásio Sena, da Sesdec, e Gilvan Ferro, da Seapen.

Na reunião, o presidente da subseção da OAB em Ariquemes, fez uma explanação ao governador sobre a situação da segurança pública em Ariquemes, relatando a existência de 3.500 inquéritos não concluídos na delegacia regional, o que, segundo ele, acarreta em descrédito para o trabalho da polícia e ocorrência de mais de seis mil roubos e furtos e 81 homicídios na cidade em 2008. Fernando também sugeriu a construção de delegacias de polícia nos municípios do entorno de Ariquemes (Alto Paraíso, Cujubim, Rio Crespo, Cacaulândia e Monte Negro) como forma de diminuir o volume de trabalho para os policiais da delegacia regional.

Ao final da reunião, ficou definido que o sistema prisional em Ariquemes deverá ganhar quatro novas celas para aliviar o problema da superlotação e outras mazelas denunciadas em audiência pública realizada pela subseção da Ordem dos Advogados do Brasil para debater soluções para amenizar a onda de violência e criminalidade. Também ficou definido que nesta sexta-feira, dia 29, o promotor Charles Martins, coordenador de Planejamento e Gestão do Ministério Público e diretor do centro de apoio Operacional Criminal, Fiscalização e Controle Externo da Atividade Policial, e o secretário Gilvan Ferro seguem para Ariquemes para, em conjunto com membros da OAB e do Judiciário levantar os principais problemas na área de segurança e encaminhar soluções.

O presidente da OAB Rondônia, Hélio Vieira, disse ao governador que a instituição está ao lado da sociedade na busca por uma saída para esses problemas que aviltam a cidadania. Hélio acredita que a partir de entendimento do Ministério Público com o Executivo e Judiciário será possível acelerar medidas paliativas visando eliminar essa chaga que atormenta a sociedade.

Fonte: Ascom/OAB-RO

Mais Sobre Municípios

Equipes de obras realizam serviços em 11 bairros de Porto Velho

Equipes de obras realizam serviços em 11 bairros de Porto Velho

Equipes de obras da Prefeitura de Porto Velho seguem em ritmo acelerado nesta segunda-feira (14), com serviços estruturantes em 11 bairros. Elas reali

Presidente Alex Redano comemora o início das obras de asfalto do Tchau Poeira em Ariquemes

Presidente Alex Redano comemora o início das obras de asfalto do Tchau Poeira em Ariquemes

Em pleno domingo (13), foram iniciadas as obras de asfaltamento do programa Tchau Poeira, do Governo do Estado, em Ariquemes. O início dos trabalhos