Porto Velho (RO) terça-feira, 15 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

Amorim quer transformar DNPM em agência reguladora


   
A transformação do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) em agência reguladora, nos moldes da Anatel e Anel, que controlam respectivamente as telecomunicações e energia elétrica no país, é o que está sendo proposto pelo deputado federal Ernandes Amorim (PTB) como forma de valorizar o quadro técnico funcional, a questão mineral, e a visibilidade técnica devida.

A proposta, de acordo com o parlamentar, decorre do esvaziamento político do DNPM na atualidade. "Há um vazio e isolamento do Departamento, nesse momento em que se discute no Congresso Nacional os projetos de lei de regularização da exploração mineral no país, principalmente em terras indígenas, que o atual diretor geral do DNPM (Miguel Cedraz) prestou concurso público, conforme noticiou a Imprensa, para o Ministério do Planejamento", justifica Amorim.

A proposta da transformação do DNPM em agência reguladora deve ser enviada, no início da próxima semana, segundo o parlamentar, à Casa Civil da Presidência da República.

Para o deputado, a entidade jurídica de direito público interno, papel da agência, evitará ingerências políticas, pois seu papel primordial é regular e fiscalizar a atividade de setores da economia, nesse particular, a atividade mineral. Amorim enumera ainda outras vantagens relevantes de competência da eventual agência reguladora, sem prejuízos do quadro funcional do DNPM, como levantamento de dados, análise e realização de estudos sobre o mercado objeto da regulação, elaboração de normas disciplinadoras do setor e execução da política setorial determinada pelos poderes Executivo e Legislativo; fiscalização do cumprimento, pelos agentes do mercado, das normas reguladoras; defesa dos direitos do consumidor; incentivo à concorrência, minimizando os efeitos dos monopólios naturais; gestão de contratos de concessão e termos de autorização e permissão de serviços públicos delegados, principalmente fiscalizando o cumprimento dos deveres inerentes à outorga, à aplicação da política tarifária, além de arbitragem entre os agentes do mercado.

Entende Amorim que esse novo papel é fundamental para a atividade mineral no país, principalmente na atual conjuntura, em que o Congresso Nacional discute normatizações do setor. A proposta esboçada está passando por análise da assessoria parlamentar, antes de ser enviada à Casa Civil

Fonte: Yodon Guedes

Mais Sobre Municípios

Equipes de obras realizam serviços em 11 bairros de Porto Velho

Equipes de obras realizam serviços em 11 bairros de Porto Velho

Equipes de obras da Prefeitura de Porto Velho seguem em ritmo acelerado nesta segunda-feira (14), com serviços estruturantes em 11 bairros. Elas reali

Presidente Alex Redano comemora o início das obras de asfalto do Tchau Poeira em Ariquemes

Presidente Alex Redano comemora o início das obras de asfalto do Tchau Poeira em Ariquemes

Em pleno domingo (13), foram iniciadas as obras de asfaltamento do programa Tchau Poeira, do Governo do Estado, em Ariquemes. O início dos trabalhos