Porto Velho (RO) quinta-feira, 16 de setembro de 2021
×
Gente de Opinião

Municípios

Amorim pede envio da Polícia Federal em Ariquemes


O recrudescimento da violência em Ariquemes, com assassinatos periódicos, destruição de bens públicos e barbárie de toda espécie, foi relatado hoje (14), ao ministro da Justiça, Tarso Genro, com pedido de envio de força da Polícia Federal, pelo deputado Ernandes Amorim (PTB).. Cópias do documento foram encaminhadas também aos Ministérios Público Federal e Estadual em Rondônia.

Amorim alega ao ministro já ter levado ao conhecimento da situação em Ariquemes das autoridades estaduais, tanto ao Ministério Público quanto a Secretaria Estadual de Segurança Pública, mas que "até a presente data não tivemos conhecimento de ações em torno do caso". De acordo com o parlamentar, a escalada da violência em sua região tem aumentado desde as eleições de 2004.

Segundo ele, o fato mais grave, registrado recentemente, foi o assassinato de Adgar Resende, cidadão bastante conhecido no município, e que alegava ter recebido ameaças e sofrido atentado supostamente patrocinado por adversários políticos. No dia três de agosto passado, um pistoleiro foi preso e teria confessado ter recebido R$ 3 mil para matar Adgar.

"E já na prisão o processo de barbárie teve andamento com a agressão covarde ao pistoleiro que teve seus dois olhos perfurados, sem que ninguém saiba o autor da agressão, e nem do seu mandante. Em que pese a minha ação pessoal, denunciando os fatos, pedindo providências às autoridades do Estado, até a presente data não temos conhecimento de nenhuma ação efetiva para desvendar a autoria ou os mandantes do atentado", relata Amorim ao ministro.

O deputado justifica seu pedido ao Ministério da Justiça para que o caso não "caia na vala do esquecimento",  como caso rotineiro e impune e que no futuro o caso não se repita, principalmente com as proximidades de ano eleitoral.

Amorim relata ainda que outras pessoas foram vítimas de atentados e cita o caso de Dona Cleir, que jurada de morte teve que se mudar de Ariquemes. "Por essa razão, deposito no Ministério da Justiça e em sua força, a Polícia Federal, diligências que esse caso requer para se dar cabo a essa escalada da violência que tanta dor tem causado às famílias em Ariquemes e em nosso Estado", clama Amorim ao ministro Tarso Genro.

Fonte: Yodon Guedes

Mais Sobre Municípios

Empenhado: Buritis recebe R$ 800 mil para iluminação em LED, ciclofaixa e fabricação de bloquetes

Empenhado: Buritis recebe R$ 800 mil para iluminação em LED, ciclofaixa e fabricação de bloquetes

O presidente Alex Redano (Republicanos) confirmou a destinação de R$ 800 mil em recursos para Buritis, assegurados através de seu mandato junto ao G

População se revolta e coloca fogo em ponte de madeira de União Bandeirantes

População se revolta e coloca fogo em ponte de madeira de União Bandeirantes

Uma ponte de madeira que permitia a travessia no distrito de União Bandeirantes o rio, foi parcialmente reduzida a cinzas, na madrugada desta segund

Presidente Alex Redano prestigia assinatura do Tchau Poeira em Cacoal

Presidente Alex Redano prestigia assinatura do Tchau Poeira em Cacoal

Na tarde desta quinta-feira (09), o presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), acompanhou em Cacoal o lançamento do projeto Tch

Sine de Porto Velho oferta 118 vagas de emprego nesta sexta-feira

Sine de Porto Velho oferta 118 vagas de emprego nesta sexta-feira

O Sine Municipal oferta 118 vagas de emprego para Porto Velho. Os postos de serviços são destinados a quem busca o primeiro emprego ou recolocação no