Porto Velho (RO) sábado, 19 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Municípios

Advogado é preso por injuria e invasão de domicilio



O advogado e professor aposentado, José Santos de Oliveira, 60, residente na Rua Olavo Bilac, bairro União, foi preso em flagrante pelos crimes de injuria e invasão a domicilio. O advogado José Santos, foi preso por uma guarnição da Polícia Militar comandada pelo cabo – Ednaldo, após invadir a residência da sua ex-esposa a comerciante Maria Deuzadethe Ascascibas Correa e agredir com palavras ofensivas a honra e moral a filha do próprio ex-casal.

De acordo com relato da vitima a Polícia Militar, o seu ex-esposo o advogado José Santos, que reside ao lado da sua residência em estado descontrolado fez ameaças de morte contra o namorado da sua filha uma menor de idade que também foi agredida com palavras ofensivas. Diante da situação a comerciante solicitou ajuda da Polícia Militar que compareceu ao local e conduziu o advogado José Santos até a DP local para adoção das medidas cabíveis.

Na DP local o advogado José Santos passou a agredir com palavras provocativas os delegados Cristiano Martins Matos e Marcos Vinicius Filho que foram desacatados insistentemente pelo infrator. Em tom de deboche o advogado José Santos ao saber que sua fiança seria arbitrada em três salários mínimos, disse que isso não é nada e que o delegado poderia arbitrar em 20 (vinte) salários mínimos que Ele (advogado tinha dinheiro para pagar). O presidente da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil - OAB em Ouro Preto do Oeste, Dr. Marcos Donizette Jani esteve na DP e prestou assistência ao advogado que provocou o maior tumulto.

Após os procedimentos legais o delegado titular da DP local Cristiano Martins Matos, lavrou o ato de flagrante delito em desfavor do advogado com base nos Artigos: 140 (injuria) e 150 (invasão a domicilio) ambos do Código Penal Brasileiro – CPB. Ao ser encaminhado para a Casa de Detenção local o advogado armou o maior barraco e se agarrou em um poste de iluminação pública que fica em frente a unidade prisional e começou a gritar que a Polícia podia algemá-lo ali mesmo, foi preciso muita paciência para convencer o advogado que com aquela atitude as coisas só iriam piorar para o seu lado. O advogado foi convencido pelos policiais e em seguida foi recolhido a uma cela da Casa de Detenção local ficando sua custódia a cargo da Justiça.

Fonte: Alexandre Araujo / ouropretoonline.com    
 

Mais Sobre Municípios

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Semusa promove ações de valorização da vida para profissionais de saúde

Setembro é o mês de intensificação das ações de prevenção ao suicídio através da campanha Setembro Amarelo. Em um ano de pandemia, com o isolamento

Prefeitura de Rolim de Moura: Nota de pesar Doutor  Renê

Prefeitura de Rolim de Moura: Nota de pesar Doutor Renê

É com profunda tristeza que a prefeitura de Rolim de Moura (RO) comunica o falecimento do médico Renê Alfredo Delgadillo Salgueiro, vítima da COVID-

Doações do Imposto de Renda beneficia entidades sociais de Ji-Paraná

Doações do Imposto de Renda beneficia entidades sociais de Ji-Paraná

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolesce