Porto Velho (RO) segunda-feira, 6 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

No Japão, helicópteros jogam água para esfriar reatores



Da BBC Brasil

Agência Brasil, Brasília - O governo do Japão anunciou hoje (17) a intensificação dos esforços para resfriar os reatores da Usina Nuclear Fukushima Daiichi, atingida pelo tsunami da semana passada. Helicópteros do Exército jogaram milhares de litros de água para tentar prevenir o derretimento de bastões de combustível nuclear.

Canhões de água deverão ser incluídos hoje na operação. Ontem (16) à noite, autoridades norte-americanas afirmaram que os danos na Usina de Fukushima parecem ser mais sérios do que o divulgado pelo Japão.

O tsunami que danificou a usina foi gerado após um terremoto de 9 graus na escala Richter, que atingiu o Nordeste do Japão no último dia 11. Os helicópteros militares CH-47 Chinook começaram a jogar toneladas de água nos reatores 3 e 4 de Fukushima, localizada a cerca de 220 quilômetros de Tóquio, às 9h48 (21h48 de quarta-feira em Brasília), segundo as autoridades locais.

As aeronaves descarregaram quatro cargas de água antes de deixar o local, para tentar reduzir ao máximo a exposição das tripulações à radiação. Ontem os helicópteros haviam sido forçados a abortar uma operação semelhante por conta das preocupações com os altos níveis de radiação. Porém, com os fortes ventos na região fica difícil saber se ela atingiu o local desejado.

O porta-voz do governo japonês, Yukio Edano, afirmou, em entrevista coletiva, que especialistas em energia nuclear estão agora investigando o resultado da operação. Paralelamente, os caminhões-tanque estão a postos para jogar mais água nos reatores a qualquer momento.

A operação tinha como objetivo resfriar os reatores e repor a água da piscina de resfriamento para bastões de combustível nuclear usados. As autoridades japonesas esperam restabelecer nesta quinta-feira o suprimento de energia elétrica para a usina, necessária para o sistema de resfriamento e para os geradores de emergência.

 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia