Porto Velho (RO) sexta-feira, 10 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Khadafi pede aos líbios que resistam


Renata Giraldi*
Agência Brasil


Brasília – Depois de duas semanas sem se manifestar, o presidente líbio, Muammar Khadafi, enviou ontem (6) mensagem de áudio a uma emissora de televisão árabe em que faz um apelo à população. Ele pede para o povo líbio ir às ruas e iniciar campanha de desobediência civil contra os novos líderes do país.

"[Apelo para que todos] saiam às ruas em novas manifestações, em todas as cidades e aldeias”, disse o presidente na mensagem. "Sejam corajosos, levantem-se e vão para as ruas. Ergam a bandeira verde [que era a oficial durante sua gestão]. As condições na Líbia estão insuportáveis", acrescentou.

Khadafi disse que os líderes do Conselho Nacional de Transição (CNT) não têm legitimidade para assumir poderes. Segundo ele, os oposicionistas não foram nomeados ou apontados pelo povo. Porém, o CNT foi autorizado pela Organização das Nações Unidas (ONU), na última asssembleia geral realizada no mês passado em Nova York, a participar das reuniões.

A mensagem, sem imagem, apenas com a voz do presidente líbio, foi transmitida pela emissora de televisão síria Al Rai TV. A emissora tem sido a escolhida por Khadafi para suas manifestações desde que começaram os conflitos na Líbia, em fevereiro.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, a Lusa.//Edição: Graça Adjuto

 

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia