Porto Velho (RO) sexta-feira, 3 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Dilma chega à França para participar do G20


Luciana Lima
Agência Brasil

Brasília - A presidenta Dilma Rousseff chegou na tarde de hoje (1º) a Nice, na França, de onde seguiu para Cannes, onde participará da 6ª Cúpula do G-20, de acordo com o Blog do Planalto. A reunião dos chefes de Estado das principais economias do mundo está marcada para quinta-feira (3) e sexta-feira (4).

Nos dois dias trabalho estarão em discussão a crise financeira internacional, o crescimento econômico, a geração de emprego, a reforma do sistema monetário, o comércio internacional, a regulação financeira, as mudanças climáticas e a governança global.

A presidenta deve destacar em seus discursos que o combate à crise deve ser associado à adoção de políticas inclusivas, de investimentos em geração de emprego e renda e da suspensão de quaisquer ações protecionistas. Ela citará as medidas adotadas pelo Brasil em 2008 como exemplo de saída para os efeitos da crise.

A posição brasileira deverá ser acompanhada também por outros países emergentes como a Índia e África do Sul, conforme acordo firmado no mês passado no encontro do Ibas (grupo de países formado por Índia, Brasil e África do Sul).

Dilma Rousseff deverá ressaltar ainda que o Brasil está disposto a colaborar na busca por soluções para a crise. Ela também deve falar sobre a necessidade de buscar alternativas de desenvolvimento econômico sustentável. Ações, inclusive, que serão debatidas na Conferência Rio+20, no ano que vem no Rio de Janeiro.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia