Porto Velho (RO) sábado, 4 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Congresso do Equador destitui corte suprema


Agência O Globo SÃO PAULO - O Congresso do Equador aprovou ontem uma medida que determinou o afastamento dos juízes da mais alta corte do país. A votação, que aumenta ainda mais o clima de caos institucional, foi realizada um dia depois de a corte ter devolvido os mandatos a 50 deputados da oposição que haviam sido cassados no mês passado por tentarem bloquear os planos do presidente Rafael Correa de reescrever a Constituição. Não estava claro se a decisão do Congresso teria efeito prático sobre os juízes, nem se líderes da oposição tentariam revertê-la. Correa, que havia criticado na segunda-feira restituição dos 50 parlamentares dizendo que se tratava de um " acordo desavergonhado " , mandou ontem cerca de 300 policiais para a frente do Congresso para impedir a entrada dos 50 deputados. Dezenas de manifestantes também se concentraram diante do prédio. Um deles, Fausto Cobo, pediu que o Executivo respeitasse a decisão do tribunal superior e disse que o grupo não tentará bloquear a realização da Constituinte, aprovada em um referendo na semana passada por esmagadora maioria dos equatorianos. Os mesmos deputados se opunham ao referendo e criação de uma nova Carta para o país, algo que vinha sendo defendido por Correa desde sua campanha eleitoral no ano passado. Segundo ele, uma nova Constituição ajudaria o país a ficar menos sujeito à influência de grupos políticos, cuja imagem é marcada por uma imagem de corrupção. Mas críticos dizem que Correa quer apenas ampliar os poderes presidenciais, nos moldes do presidente da Venezuela, Hugo Chávez. (Valor Econômico, com agências internacionais)

Mais Sobre Mundo - Internacional

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisa mostra características de pessoas infiéis

Pesquisadores de universidades americanas sugerem que os potenciais infiéis têm um perfil: Apresentam níveis educacionais e financeiros acima da méd

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

O minério Niobium da Amazônia brasileira desperta cobiça internacional por ser estratégico para as indústrias

Quem pensa que o presidente francês Emmanuel Macron foi o primeiro presidente de uma potência europeia a questionar a soberania brasileira sobre a 

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Suicídio - OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia