Porto Velho (RO) sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Porto Velho tem dia mais quente do ano



As altas temperaturas e a baixa umidade relativa do ar estão contribuindo para a propagação dos focos de incêndios urbanos na capital de Rondônia.

Daniel Panobianco – A cidade de Porto Velho registrou nesta quarta-feira, 09, o dia mais quente do ano, até o momento. O dia que começou com temperaturas agradáveis em todos os bairros apresentou grande amplitude térmica – diferença entre a temperatura mínima e máxima – nas duas estações meteorológicas em funcionamento atualmente.

Na estação automática do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), que fica às margens da rodovia BR-364, próxima ao Aeroclube de Rondônia, a temperatura mínima observada às 7 horas foi de 19,7°C. No período da tarde, às 14 horas, a máxima do dia foi alcançada, com 34,4°C.

Em outra estação, a do Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira de Oliveira, a mínima no inicio do dia foi de 21°C e a máxima às 15 horas atingiu o pico de 35°C, com umidade relativa do ar de apenas 30%.

Esta é, por enquanto, a maior temperatura deste ano registrada em ambas as estações na capital de Rondônia. Tanto na automática do INMET quanto na da REDEMET (Rede de Meteorologia do Comando a Aeronáutica), a quarta-feira lidera como o dia mais quente e mais seco do ano.

Com um valor de umidade do ar de apenas 30%, Porto Velho, assim como praticamente todo o Estado estão em Estado de Atenção devido à secura do ar. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), valores de umidade entre 20% e 30%, são considerados como Estado de Atenção; Entre 12% e 20%, como Estado de Alerta; E abaixo de 12%, como Estado de Emergência.

A combinação entre calor intenso e baixa umidade relativa do ar é fator determinante para que qualquer faísca de fogo vire um grande foco de incêndio. Somente em Porto Velho, nos últimos dias, mais de 17 notificações foram realizadas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente a moradores que de alguma forma foram responsabilizados por incêndios urbanos.

As altas temperaturas também permanecem no interior. Em Vilhena, a maior máxima do ano, até esta data, pertence o dia 05 deste mês, quando foram registrados 32,3°C no aeroporto Brigadeiro Camarão. O menor índice de umidade na cidade foi registrado no dia 1° deste mês, com apenas 24%.

Em Ji-Paraná, a máxima do ano alcançou 35,1°C na terça-feira, 08, com umidade relativa do ar de apenas 30%. Outros municípios como Cacoal, Machadinho d' Oeste e Ariquemes, também registraram as maiores temperaturas do ano, com picos de até 36°C, como em Machadinho, na segunda-feira, 07, segundo dados da plataforma de coleta de dados, cuja responsabilidade é da SEDAM (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental).

Segundo dados do CPTEC/INPE (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos) do (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), não há previsão de mudança no tempo nos próximos dias. Uma friagem é sinalizada apenas na última semana do mês, mesmo assim com alto grau de incerteza e baixa previsibilidade.

Dados: INMET- REDEMET – SEDAM
Fonte: De olho no tempo


Mais Sobre Meio Ambiente

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir

ADVOGADO DA EMPRESA DIZ,  "A VALE NÃO É A RESPONSÁVEL POR BRUMADINHO E DIRETORIA NÃO SE AFASTARÁ"

ADVOGADO DA EMPRESA DIZ, "A VALE NÃO É A RESPONSÁVEL POR BRUMADINHO E DIRETORIA NÃO SE AFASTARÁ"

Um dos mais importantes advogados da Vale, Sergio Bermudes, apresentou de público a visão da companha sobre o crime de Brumadinho: a companhia não é r