Porto Velho (RO) sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

ONG internacional convoca cidades a compartilharem sua atuação frente a mudanças climáticas


No dia 28 de março de 2014, encerra-se o prazo para que as cidades brasileiras compartilhem informações sobre sua atuação frente a mudanças climáticas por meio do programa CDP Cities, da organização internacional sem fins lucrativos, CDP. As cidades interessadas em participar devem acessar a plataforma global que o CDP oferece gratuitamente por meio de seu site: www.cdp.net

As informações coletadas vão gerar o relatório CDP Cities 2014, cujo objetivo é proporcionar uma troca de experiências entre uma centena de cidades no mundo e incentivar ação e investimentos em uma economia de baixo carbono. Das 110 cidades que participaram do CDP Cities 2013, 11 eram brasileiras (contra três em 2012). Esse ano, o CDP enviou convite para 40 cidades de variados estados brasileiros, porém aceita participação de qualquer cidade que queira voluntariamente compartilhar informações. A meta é aumentar a cada ano o número de participantes.

Em 2013, o CDP Cities mostrou que as iniciativas que as cidades estão tomando para reduzir as emissões impulsionam a economia local, já que 62% dessas ações têm potencial para atrair novos investimentos de negócios. São Paulo, por exemplo, apontou um crescimento de novas indústrias ligadas a tecnologias limpas, incluindo veículos abastecidos com energia elétrica e etanol. A previsão de divulgação do CDP Cities 2014 é de meados de junho.

Graças a sua atuação desde 2000 em todo o mundo (no Brasil desde 2006), o CDP possui o maior volume de informações sobre mudanças climáticas e água do planeta e procura colocar estes insights na pauta das decisões estratégicas, dos investidores e das decisões políticas.

Sobre o CDP

O CDP é uma organização internacional sem fins lucrativos que provê um sistema global único para que as empresas e cidades meçam, divulguem, gerenciem e compartilhem informações vitais sobre o meio ambiente. O CDP trabalha com as forças do mercado, incluindo 722 investidores institucionais com ativos na ordem de US$ 87 trilhões para motivar as companhias e as cidades a divulgarem seus impactos no meio ambiente, assim como suas ações para reduzí-los.

Fonte: Camila Curado- ccurado@fundamento.com.br- (11)5095-3895 / Fernanda Bernardini - fbernardini@fundamento.com.br - (11) 5095-3868

Mais Sobre Meio Ambiente

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir

ADVOGADO DA EMPRESA DIZ,  "A VALE NÃO É A RESPONSÁVEL POR BRUMADINHO E DIRETORIA NÃO SE AFASTARÁ"

ADVOGADO DA EMPRESA DIZ, "A VALE NÃO É A RESPONSÁVEL POR BRUMADINHO E DIRETORIA NÃO SE AFASTARÁ"

Um dos mais importantes advogados da Vale, Sergio Bermudes, apresentou de público a visão da companha sobre o crime de Brumadinho: a companhia não é r