Porto Velho (RO) sábado, 16 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Momento não é de contestar dados, mas de combater desmatamento


Ana Luiza Zenker
 Agência Brasil


Brasília - A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, disse que não é momento de se discutir os dados sobre desmatamento na Amazônia apresentados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

"No meu entendimento, neste momento não temos que ficar contestando os dados do Inpe. Nós temos é que agir para que em 2008 nós também tenhamos uma queda no desmatamento".

A ministra afirmou desconhecer o levantamento que o governador do Mato Grosso, Blairo Maggi, diz ter e que contesta os dados do Inpe apresentados pelo governo federal.

O secretário de Meio Ambiente do estado, Luiz Daldegon, informou hoje que o levantamento deve ser concluído esta semana para depois ser levado ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O governador pretende pedir a revisão da lista que aponta 19 municípios do estado como alguns dos principais responsáveis pelo avanço do desmatemento nos últimos meses de 2007.

"O pior dos mundos seria ficarmos correndo atrás de verificar se o desmatamento está ou não acontecendo em vez de tomar as medidas", disse Marina.

Segundo ela, a discussão sobre se há ou não desmatamento em uma determinada área faria com que em 2008 se chegasse à conclusão de que o desmatamento cresceu e nada foi feito.

Ela afirma ainda que os critérios para a inclusão dos municípios nessa lista dificilmente serão contestados. A ministra diz que o ideal é haver um movimento de mão dupla.

"Todos somos favoráveis às medidas de combate ao desmatamento. E todos somoes favoráveis às ações de desenvolvimento sustentável".
 

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir