Porto Velho (RO) quinta-feira, 2 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

GRIPE DE AVES: Rondônia obtém conceito 'C' de eficiência


As ações da Agência de Defesa Agrosilvopastoril (Idaron), no sentido de dar suporte técnico à atividade avícola e também a participação dos criadores no cumprimento de normas sanitárias, levaram Rondônia a uma posição de destaque na avicultura nacional. O Ministério da Agricultura faz anualmente um levantamento com a finalidade de demonstrar a eficiência dos Estados e do Distrito Federal, no controle da Gripe Aviária e da doença de Newcastle.  A classificação é feita de “A” a “D”. O conceito “A” será aplicado ao estado que apresentar maior eficiência. Até o momento, nenhum estado conseguiu atingir esta classificação. Por outro lado, o conceito “D” é aplicado às unidades da federação com maior necessidade de ações de vigilância para doenças das aves.

Rondônia obteve a classificação “C”. Está junto com o Distrito Federal, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Sergipe e Tocantins. Isto se deve à eficiência da infra-estrutura e da mão de obra especializada na execução das normas para combate da Gripe Aviária e doença de Newcastle. À frente de Rondônia, somente o Estado de Santa Catarina, único a obter a classificação “B”. Na hipótese da entrada de um surto de gripe das aves ou da doença de Newcastle, Rondônia está em condição intermediária na capacidade de contenção da ameaça. 

Com a classificação “D” foram contemplados os estados do Ceará, Espírito Santo, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte. Alagoas, Roraima, Acre, Amazonas, Maranhão e Amapá não aderiram ao Programa Nacional de Saúde Avícola, o que poderá ocorrer no levantamento de 2008.

Após a adesão de 21 estados ao Programa Nacional de Saúde Avícola (PNSA), o Departamento de Saúde Animal (DAS) realizou as auditorias. Com o resultado, o empresariado do setor avícola está atento à classificação de Rondônia. Os investimentos no setor serão incentivados pela boa capacidade de reação do estado no controle e prevenção de enfermidades ou numa eventual ameaça de surto.

Para Fabiano Alexandre dos Santos, coordenador do Programa Estadual de Sanidade Avícola e Suídea, a classificação “C” obtida por Rondônia tem um significado especial. “O Programa de Sanidade Avícola do estado é um dos mais recentes do Brasil e, mesmo assim, o nível sanitário local é o mesmo de outros estados detentores de anos de experiência na avicultura, como Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Minas Gerais”, observou.

Lorival Ribeiro de Amorim, presidente da Agência Idaron, observa que “o Governo de Rondônia, por meio da nossa agência programará ações buscando melhorar ainda mais sua classificação nacional. Para tanto, será dispensada especial atenção às normas do Programa Nacional de Sanidade Avícola do Ministério da Agricultura, pois sucessivas avaliações positivas darão ao estado o destaque necessário para que grandes investimentos possam ser direcionados para cá. Com o apoio que sempre recebemos do governador Ivo Cassol, tudo fica mais fácil”, conclui o presidente.

Fonte: Decom

Mais Sobre Meio Ambiente

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Sessenta Policiais Militares do Batalhão de Polícia Ambiental, de todo o Estado, participaram na manhã desta sexta-feira (28/2) da Oficina sobre