Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Após 35 anos, onda de frio deve ultrapassar linha do Equador


Daniel Panobianco – A próxima semana será de mudanças bruscas nas condições atmosféricas em boa parte do Brasil. Uma intensa onda frontal – como há muito tempo não se verificava – deverá atingir com força toda a Região Sul e grande parte do Sudeste, Centro-Oeste e Norte.

O ar seco que determinou várias semanas de céu azul e baixos valores de umidade relativa do ar já perdeu força e agora, o impulso do ar polar, de origem continental ditará as condições do tempo nestas regiões na próxima semana.

O valor em pressão atmosférica da onda de frontal é muito expressivo e até a próxima quinta-feira (15) deverá atingir no centro da Argentina, 1042 hPa (hectopascais), que é a unidade de medida da pressão atmosférica.

O ar polar será mais intenso no Centro-Oeste e em parte da Amazônia do que no Sudeste do Brasil, justamente pela sua continentalidade. A previsão de temperaturas mínimas para parte de Mato Grosso e Rondônia é de apenas 5°C, algo não registrado há mais de 3 décadas.

Os modelos de previsão vão além do surreal. A potente onda de frio avançará Amazônia adentro atingindo também o Acre, Amazonas e até o sul de Roraima. A última onda de frio que ultrapassou a linha do Equador foi a de 19 de julho de 1975, onde dados sinóticos da época comprovaram tal intensidade do ar gelado.

Em áreas de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e São Paulo, as temperaturas mínimas deverão oscilar entre 0°C e 4°C. Já no Sul como um todo, as mínimas serão negativas.

Como a frente fria vem acoplada a um ciclone extratropical no oceano, muito próximo ao continente é muito grande a probabilidade de ocorrência de neve acumulativa nas áreas serranas entre o norte gaúcho e o sul paranaense. Nas áreas de serra de Santa Catarina, os modelos globais projetam temperatura mínima de até -6°C e máxima de apenas 2°C. A sensação térmica, devido aos ventos fortes que soprarão do quadrante sudoeste poderá ultrapassar os -30°C.

Dados: Wyoming – Weather Underground
(Fonte: De olho no tempo)

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir