Porto Velho (RO) domingo, 22 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Lente Crítica

Secel parece não existir, pois fecham os olhos diante das calamidades que existem


Secel parece não existir, pois fecham os olhos diante das calamidades que existem - Gente de Opinião


A cada dia que passa a situação dos Cedels – Centro de Desporto e Lazer fica pior. Os "gestores" deveriam criar vergonha na cara, e não deixar isso acontecer. Continua a cada dia o desrespeito com a nossa Comunidade. Não temos lazer, cultura e esporte, e a única coisa que seria para o lazer dos jovens e adultos e até os idosos, tornou-se uma verdadeira calamidade e total abandono.

Além dos buracos a comunidade enfrentam outros problemas. Na pista de caminhada, cheia de buracos e falta areia (nas pista e nos campos e até quadras de vôlei de areia.

A primeira é a frase usada sempre pelo Boris Casoy "ISTO É UMA VERGONHA".

Tive também informações que a noite, o ambiente tornou-se um verdadeiro lugar para as pessoas se prostituírem e usarem drogas. Isso é muito sério. Atenção Polícia Militar, em nome da comunidade Cohabense, faça uma visita ao local à noite no Cedel do Cohab e no Campo do Abobrão. Está um caso sério, o que vem acontecendo neste recinto.

 
Daqui alguns dias vou trazer mais detalhes sobre a secretaria de cultura e a vergonha deste Cedels. Temos que juntar provas daquilo que vamos dizer, não podemos nos precipitar, e sim procurar fazer um trabalho de imprensa sério. 
 
Nada contra a secretaria e muito menos a gestão se quiser podem se manifestarem diante da situação. Mas, eu, particularmente não vou me omitir diante de tal descaso.
 
Faço um apelo em meu Facebook aos senhores gestores responsáveis, que imediatamente, possam tomar as devidas e cabíveis providências, diante de tal situação caótica, em que se encontra o único ambiente que seria para lazer.
 
Finalizo com a frase do grande jornalista Boris Casoy "ISTO É UMA VERGONHA".
 
Aguardem em breve mais fotos do péssimo estado em que se encontra o nosso único ambiente que seria para lazer.
 
Fonte: Amauri Leal – Diretor da Juventude Trabalhadora da CTB-RO
 

Mais Sobre Lente Crítica