Porto Velho (RO) quinta-feira, 16 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Lente Crítica

Ministro diz que “reduzir recursos da cultura é incentivo à criminalidade”


Ministro diz que “reduzir recursos da cultura é incentivo à criminalidade”  - Gente de Opinião

Por Agência Brasil - O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, reagiu hoje (12) à Medida Provisória 841, que cria o Fundo Nacional de Segurança Pública. Segundo ele, a MP reduz “drasticamente” a participação do Fundo Nacional de Cultura na receita das loterias federais. De acordo com os dados do ministro, o percentual, que era de 3%, poderá cair a partir de 2019 para 1% e 0,5%.

“Trata-se de uma decisão equivocada, que não tem o apoio do Ministério da Cultura”, diz o ministro, em nota divulgada à imprensa. “Reduzir os recursos da política cultural é, na verdade, um incentivo à criminalidade, não o oposto. Mais cultura significa menos violência e mais desenvolvimento.”

Sérgio Sá reconheceu que o investimento em segurança pública é “crucial neste momento crítico que o país vive”. Mas ressaltou que o “combate à violência urbana, porém, não deve se dar em detrimento da cultura”.

“As atividades culturais e criativas representam atualmente 2,64% do PIB geram um milhão de empregos formais, reúnem 200 mil empresas e instituições e cresceram entre 2012 e 2016 a uma taxa média anual de 9,1%, apesar da recessão.”

Impactos

O ministro destacou que o investimento em cultura também pode gerar efeitos no combate à violência nos municípios.

“A cultura já faz muito e pode fazer ainda mais pela superação da barbárie cotidiana em nossas cidades. Trata-se de uma poderosa arma contra a criminalidade e a violência, por seu elevado potencial de geração de renda, emprego, identidade e pertencimento.”

O ministro apelou para que o Congresso modificasse a medida provisória sob risco de ameaçar a cultura no país.

“A MP põe em risco esta política e penaliza injustamente o setor cultural. Esperamos que o Congresso Nacional modifique a MP. Trabalharemos incansavelmente por isso. Trata-se de um imperativo ético.”

No passado, Sérgio Sá lembrou que foi apresentada ao governo uma medida provisória propondo que a Caixa Econômica Federal passasse a destinar diretamente a projetos culturais o equivalente a 3% dos recursos arrecadados com as loterias, evitando assim contingenciamento e desvio de finalidade.

Veja Mais

Mais Sobre Lente Crítica

Temer paralisa 40 mil obras do 'Minha Casa Minha Vida'

Temer paralisa 40 mil obras do 'Minha Casa Minha Vida'

Os problemas vão desde a falta de recurso até a burocracia e invasões aos imóveis; a situação faz com que moradores de baixa renda sigam pagando alugu

Ação popular pede que Justiça barre aumento de salários de ministros do STF

Ação popular pede que Justiça barre aumento de salários de ministros do STF

O advogado Carlos Alexandre Klomfahs ingressou com uma ação popular para que a Justiça Federal impeça o aumento de 16,38% dos salários dos ministros d