Porto Velho (RO) segunda-feira, 16 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Intereclesial

Intereclesial confirma Casaldáliga e Marina Silva e ainda Rigoberta Menchú


 

 

O bispo emérito de São Félix do Araguaia dom Pedro Casaldáliga e a ex-ministra e senadora Marina Silva (PT-AC) confirmaram presença em Porto Velho no dia 24 de julho, ocasião em que participam do 12º Encontro dos Representantes das Comunidades Eclesiais de Base - ou 12º Intereclesial das CEBs –, evento que será realizado na capital entre os dias 21 e 25 do mês que vem. Embora ainda sem confirmação, está prevista também a participação da líder indígena guatemalteca Rigoberta Menchú, Prêmio Nobel da Paz de 1992.

 

A informação é do secretariado do 12º Intereclesial de Porto Velho, acrescentando que, entre outras ações, a programação prevê essas pessoas como protagonistas da atividade “Testemunho de Pessoas Proféticas”, que acontece das 14h às 17h do dia 24, na Plenária do Porto, no auditório do Serviço Social da Indústria (Sesi).

 

De acordo com a coordenação do 12º Intereclesial, por se tratar de três vidas comprometidas com a defesa do meio ambiente e com as lutas por soluções de alguns dos mais agudos e aflitivos problemas da região amazônica, a confirmação destas presenças se reveste de grande impIntereclesial confirma Casaldáliga e Marina Silva e ainda Rigoberta Menchú   - Gente de Opiniãoortância para enriquecer e assegurar a autenticidade do encontro, uma vez que nesta sua 12ª versão o evento terá como tema: "CEBs: Ecologia e Missão" e como lema: "Do Ventre da Terra, o Grito que vem da Amazônia".

Criador da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), dom Pedro Casaldáliga foi o primeiro a denunciar trabalho escravo no Brasil, em 1971, ano em que divulgou a primeira carta pastoral "Uma Igreja da Amazônia", em conflito com o latifúndio e a marginalização social. A partir dessas denúncias, tornou-se referência para os movimentos de oposição à ditadura, sendo preso e torturado pelos militares. Aos 81 anos, Casaldáliga segue firme em suas reivindicações pela reforma agrária e pela defesa dos indígenas.

Originária de uma família de camponeses índios e pobres, ainda adolescente Rigoberta Menchú envolveu-se em atividades de reformas sociais promovidas pela Igreja católica e destacou-se no movimento das mulheres. Perseguida, fugiu para o México e tornou-se organizadora da resistência contra a opressão na Guatemala e da luta pelos direitos humanos dos índios camponeses. Defensora da reconciliação étnico-cultural, recebeu reconhecimento mundial e vários doutorados “honoris causa”. Intereclesial confirma Casaldáliga e Marina Silva e ainda Rigoberta Menchú   - Gente de Opinião

 

A jovem professora Maria Osmarina Silva Souza, a Marina Silva, chamou a atenção nacional ao eleger-se para o Senado com a maior votação da história do Acre, em 1994, aos 38 anos, tornando-se a senadora mais jovem da história da República. O combate ao desmatamento da Amazônia, cujas florestas estão sob o olhar atento de todo o mundo, foi seu grande desafio enquanto esteve à frente do Ministério do Meio Ambiente (MMA).

Entre os organizadores locais do 12º Intereclesial a expectativa é a de que o conjunto de relatos produzidos por Dom Pedro Casaldáliga, Marina Silva e Rigoberta Menchú resultem num testemunho com qualidades proféticas, humanas e éticas, de forma a não permitir que o passado seja esquecido e apagado da memória pela pressa e pela superficialidade impostas pela modernidade do cotidiano. “Reviver e narrar são formas de resistência à brutalidade e injustiças de um passado que não se quer ver no futuro”, lembra um dos responsáveis pela organização do evento.

Fonte: Paulo Queiroz

Mais Sobre Intereclesial

Tudo nas mãos da Trindade: Celebração de encerramento lota ginásio do Moringão

Tudo nas mãos da Trindade: Celebração de encerramento lota ginásio do Moringão

Por Ana Paula Ramos Carnahiba “Conseguimos trabalhar com tranquilidade porque vocês fizeram”, disse o arcebispo de Londrina, dom Geremias Steinmetz, à

14º Intereclesial: Irmãos indígenas e suas lutas, que são nossas

Por Marcelo Chalréo e Ana Paula Carnahiba O 14ª Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base conta com a presença de inúmeras etnias indígenas, den

Entrevista com presidente da CNBB, dom Sérgio da Rocha. 14º Intereclesial

Por Rosinha Martins /  Mestranda pela Cásper Líbero Por ocasião do 14º Intereclesial das CEBs, realizado em Londrina-PR, de 23 a 27 de janeiro, o pres