Porto Velho (RO) segunda-feira, 18 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

História

ZEKATRACA: Waldik Soriano ia na rádio Caiari e anunciava que estava em P.Velho



Morre Waldick Soriano, o rei do Brega


O cantor e compositor, Waldick Soriano morreu na manhã de ontem (4), aos 75 anos. Ele estava internado desde o último domingo (31), no Instituto Nacional do Câncer, no Rio de Janeiro, onde tratava de um câncer na próstata, diagnosticado há dois anos.

Nascido na Bahia, na cidade de Caetité, Waldick Soriano tornou-se ícone da música "dor de cotovelo" que depois passou a ser chamada de "brega". 

Antes de ingressar na carreira artística, Waldick Soriano trabalhou como lavrador, engraxate e garimpeiro.

Na década de 60, Waldik Soriano vinha a Porto Velho constantemente, seu sucesso era tanto na cidade, que ele não precisava de empresário para promover seus shows. "Quando a gente via, o Waldik chegava ao estúdio da rádio, dizendo que naquela noite, estaria se apresentando no Cine Lacerda. À noite, o cinema estava superlotado". Vale salientar que naquela época, o Cine Lacerda não tinha cobertura e seus bancos eram de madeira, sem encosto e sem apoio para os braços, mesmo assim, a disputa por um ingresso, para assistir aos shows do Waldik Soriano era acirrada. Era o tempo do garimpo manual de cassiterita e dinheiro em Porto Velho circulava como folhas caídas no outono. 

Waldik Soriano era tão popular em nossa cidade que às vezes abusava dos fãs. 

Certo dia, ele foi à rádio Caiari e anunciou que estava na cidade e que à noite, estaria se apresentando no Cine Lacerda, seus fãs correram para o cinema no horário marcado e nada do cantor chegar. Depois de muita expectativa, Waldik subiu ao palco aos tombos, cheio da "mutamba" (cachaça), pediu desculpa, dizendo que vinha da pensão da Anita (uma casa que abrigava prostitutas), que era freqüentada pelo cantor quando por aqui passava, mesmo assim, o público o aplaudiu de pé, quando ele começou a cantar o repertório recheado de sucessos como "A Carta" - Minha querida, Saudações! Escrevo essa carta e não repare os senões... E emendou com "Tortura de Amor" – Hoje que a noite está calma e que minh’alma, esperava por ti – finalizando o show com "Eu não sou Cachorro, Não" – Pra viver tão humilhado - Outra vez, o encontraram na hora do show, no bairro Arigolândia sentado no meio da rua Rui Barbosa bebendo cachaça com seu amigo Côco e outros.
 
O primeiro sucesso do Waldik Soriano, aquele que o tornou conhecido em todo o Brasil aconteceu no início da década de 60 com a música "Quem és tu?". Waldik também ficou famoso por seu visual: sempre usava roupas negras, chapéu e óculos escuros.

Waldick Soriano gravou 28 discos ao longo de mais de 40 anos de carreira. 

Ano passado, o cantor foi tema do documentário "Waldick, Sempre no Meu Coração", dirigido pela atriz Patrícia Pillar. Também teve a carreira radiografada no livro "Eu não sou cachorro, não - Música popular cafona e ditadura militar", do historiador e jornalista Paulo César de Araújo

O cantor era casado e deixa oito filhos.

Fonte: Sílvio Santos

Mais Sobre História

Iniciadas as gravações para o Museu da imagem e do Som do Cremero

Iniciadas as gravações para o Museu da imagem e do Som do Cremero

Começaram na manhã desta terça 27 as gravações para o Museu da Imagem e do Som do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero), que

Por dentro da história: Diálogo é apontado como fator primordial na Assembleia Constituinte em 1983

Por dentro da história: Diálogo é apontado como fator primordial na Assembleia Constituinte em 1983

Os deputados constituintes de Rondônia eleitos em 1982 assumiram em 1983 diante de um clima tenso, e o diálogo foi fundamental nesse contexto. A par

Fecomércio/RO parabeniza Estrada de Ferro Madeira Mamoré pelos 107 anos

Fecomércio/RO parabeniza Estrada de Ferro Madeira Mamoré pelos 107 anos

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia (Fecomércio/RO) parabeniza os 107 anos de existência da Estrada de Ferro Mad

Palestra sobre história de Rondônia será ministrada na Reitoria do IFRO

Palestra sobre história de Rondônia será ministrada na Reitoria do IFRO

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia sediará na próxima sexta-feira (19) a palestra “RONDÔNIA: história e curiosidades”.