Porto Velho (RO) sexta-feira, 6 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

História

Porto Velho comemora 101 anos de instalação neste domingo, 24


Gente de Opinião

Porto Velho é o maior e mais populoso município de Rondônia; sua instalação se deu em 1915


Porto Velho tem duas datas importantes para comemorações: 2 de outubro, quando o município foi criado, e 24 de janeiro, data de sua instalação. A segunda não é das mais lembradas, a de outubro está sempre bem mais viva na lembrança da população, mas o fato não lhe tira o mérito e não a torna menos importante.

A instalação de Porto Velho se deu em 1915, quando Venceslau Brás era o presidente do Brasil, mas durante a sua criação, apesar de eleito, a presidência ainda era exercida pelo Marechal Hermes da Fonseca. A área territorial de Porto Velho estendia-se do Rio Madeira até Santo Antônio. A localidade pertencia ao Amazonas e, a partir Santo Antônio, pertencia ao Mato Grosso. Jônatas de Freitas Pedrosa era governador do Amazonas e o médico Pedro de Alcântara Bacelar, o então prefeito de Humaitá, a quem Porto Velho estava politicamente ligada.

Há quem não acredite que Alcântara tenha concordado espontaneamente com  a emancipação de Porto Velho de Humaitá, afinal, pela envergadura dos investimentos na construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, recursos nacionais e estrangeiros, Humaitá lucraria e muito, caso continuasse a ser a sede municipal. Ninguém podia imaginar que o investimento iria naufragar anos depois.  Mas há que se observar que, em 1916, Alcântara foi nomeado por Venceslau Brás para o cargo de governador do Amazonas. E em  1º de  janeiro de 1917 foi empossado e permaneceu no Palácio Rio Negro, adquirido na sua gestão, até 1921.

O fato é que em 24 de janeiro de 1915 Porto Velho era o mais novo município brasileiro. A posse do superintendente Major Fernando Guapindaia de Souza Brejense, militar do Exército, reformado, ocorreu em uma residência na rua Barão do Rio Branco, conta a professora Yedda Borzacov. “O major Guapindaia como superintendente exerceria a função de prefeito e os cinco conselheiros, empossados no mesmo ato, o equivalente a vereadores”. A primeira formação do Conselho Municipal  ficou então constituída por Guapindaia, e os intendentes: José Jorge Braga Vieira, Antônio Sampaio, Manoel Félix  de Campos, José Camargo e Luzitano Barreto.

“O povoado cresceu espontaneamente com tanta gente que chegava aqui”. Yedda Borzacov, professora.

A professora Yedda salienta que Porto Velho não tem um criador ou um fundador, “o povoado cresceu espontaneamente com tanta gente que chegava aqui”. Caribenhos, europeus e americanos eram em maior número, chegavam e se instalavam.

A urbanização do novo município foi uma das prioridades do prefeito Guapindaia, que encomendou a primeira planta da cidade a José Ribeiro de Souza, visando normatizar as construções e arruamentos. O primeiro prefeito de Porto Velho é homenageado com uma escola de ensino médio batizada com  o seu nome. Segundo Yedda Borzacov, que está finalizando um livro no qual conta  história dos 67 bairros oficiais de  Porto Velho, a avenida Rogério Weber inicialmente recebeu o nome de Major Guapindaia. Depois passou a ser Norte e Sul, designada assim  pelo 5º Batalhão de Engenharia e Construção por ligar as duas regiões e mais tarde de Rogério Weber, em homenagem ao jovem filho do então comandante do 5º BEC, Aluizio Weber, que morreu em um acidente na referida avenida.

O TERRITÓRIO

Porto Velho permaneceu município amazonense até 1943, quando foi criado o então Território Federal do Guaporé, redimensionando partes de áreas na Amazônia pertencentes aos estados de Mato Grosso e Amazonas. No ano seguinte, houve um reordenamento territorial. E em 1956 a mudança do nome que passou a ser Território Federal de Rondônia, em homenagem ao desbravador Cândido Mariano da Silva Rondon.

Getúlio Vargas, presidente do Brasil, em 13 de setembro de 1943 assina o decreto-lei 5.812 e em 24 de novembro, no Rio de Janeiro capital federal, Aluizio Ferreira é empossado como o primeiro governador do Território. Mas somente em 24 de janeiro de 1944 é que o Coronel  Aluizio Pinheiro Ferreira  assume o governo e instala o Território, em ato solene na Escola Barão do Solimões e Porto Velho de fato passa a ser capital do Território.
 


Fonte
Texto: Alice Thomaz
Fotos: Maicon Lemes
Secom - Governo de Rondônia

Mais Sobre História

Iniciadas as gravações para o Museu da imagem e do Som do Cremero

Iniciadas as gravações para o Museu da imagem e do Som do Cremero

Começaram na manhã desta terça 27 as gravações para o Museu da Imagem e do Som do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero), que

Por dentro da história: Diálogo é apontado como fator primordial na Assembleia Constituinte em 1983

Por dentro da história: Diálogo é apontado como fator primordial na Assembleia Constituinte em 1983

Os deputados constituintes de Rondônia eleitos em 1982 assumiram em 1983 diante de um clima tenso, e o diálogo foi fundamental nesse contexto. A par

Fecomércio/RO parabeniza Estrada de Ferro Madeira Mamoré pelos 107 anos

Fecomércio/RO parabeniza Estrada de Ferro Madeira Mamoré pelos 107 anos

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia (Fecomércio/RO) parabeniza os 107 anos de existência da Estrada de Ferro Mad

Palestra sobre história de Rondônia será ministrada na Reitoria do IFRO

Palestra sobre história de Rondônia será ministrada na Reitoria do IFRO

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia sediará na próxima sexta-feira (19) a palestra “RONDÔNIA: história e curiosidades”.