Porto Velho (RO) sexta-feira, 15 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

História

ANTÔNIO CÂNDIDO COMENTA: 4 DE JULHO DE 1907 – SIM, VAMOS REFLETIR


O historiador e analista político Francisco Matias nos convida através de artigo publicado no dia 4 do corrente mês, a refletir sobre o que teria acontecido nas terras do “Antigo Ponto Militar”, no dia 4 de julho de 1907.

Como não me deixam ser historiador e de política entendo o bastante para não ser enganado duas vezes pelo mesmo político, fico na minha condição de pesquisador e asseguro com convicção e documentos, que naquele dia, naquele ano, naquele local, com relação à história de Rondônia, não aconteceu absolutamente NADA.  CLIQUE, LEIA E COMENTE O ARTIGO DO HISTORIADOR E  MEMBRO DA ACADEMIA DE LETRAS DE RONDÔNIA ANTÔNIO CÂNDIDO DA SILVA.

Mais Sobre História

Iniciadas as gravações para o Museu da imagem e do Som do Cremero

Iniciadas as gravações para o Museu da imagem e do Som do Cremero

Começaram na manhã desta terça 27 as gravações para o Museu da Imagem e do Som do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero), que

Por dentro da história: Diálogo é apontado como fator primordial na Assembleia Constituinte em 1983

Por dentro da história: Diálogo é apontado como fator primordial na Assembleia Constituinte em 1983

Os deputados constituintes de Rondônia eleitos em 1982 assumiram em 1983 diante de um clima tenso, e o diálogo foi fundamental nesse contexto. A par

Fecomércio/RO parabeniza Estrada de Ferro Madeira Mamoré pelos 107 anos

Fecomércio/RO parabeniza Estrada de Ferro Madeira Mamoré pelos 107 anos

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia (Fecomércio/RO) parabeniza os 107 anos de existência da Estrada de Ferro Mad

Palestra sobre história de Rondônia será ministrada na Reitoria do IFRO

Palestra sobre história de Rondônia será ministrada na Reitoria do IFRO

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia sediará na próxima sexta-feira (19) a palestra “RONDÔNIA: história e curiosidades”.