Porto Velho (RO) segunda-feira, 18 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

História

AM, berço de profissionais da imprensa e a descontração com o esporte


AM, berço de profissionais da imprensa e a descontração com o esporte - Gente de Opinião
Momento de descontração no esporte, Carlos Neves (equipado como atleta),
Linguiça, Euro Tourinho e Heitor Costa (FFER), ouvindo a histórias de Águido Melo


 

Carlos Neves *                       
 

Berço de profissionais da imprensa que até hoje servem de referência para muitos e de exemplos para quem almeja a prática do bom jornalismo, o Jornal Alto Madeira chega aos 97 anos em pleno vigor, com os olhos, lentes e com tudo que é possível registrar, apto a levar ao conhecimento dos leitores o dia a dia não apenas de Rondônia, mas da Amazônia, dos demais Estados brasileiros e por que não dizer do mundo. É 15 de abril de 2014!

Por conta disso, fui convocado pelo diretor Euro Tourinho, com o reforço da editora Minéia Capistrano, escrever algo sobre este quase centenário veículo de comunicação. Afinal de contas, passei quase vinte anos (décadas de 80 e 90) na aconchegante redação deste AM, onde cativei conhecimentos e amigos e aprendi muito como profissional da área de imprensa, bem como com cidadão.

Vamos ao que interessa!

Tempos bons. Trabalhávamos bastante, mas sempre com o olhar focado no bom desempenho da função. Éramos polivalentes (todos integrantes do corpo jornalístico), capitaneados pelo versátil Euro Tourinho. Cobríamos todos os tipos de eventos, independente de horário e da preferência. Privilegiávamos sempre a notícia e, em particular, a informação precisa para que o leitor pudesse formar conceito sobre os fatos noticiados. Mas convivíamos, também, com os momentos de descontração e de lazer para que pudéssemos recarregar as “baterias”. Não poderia ser diferente. Não só de trabalho vive o ser humano.

O esporte, então, era a nossa válvula de escape. O diretor Euro gostava disso. Incentivava e, na maioria das vezes, era o grande patrocinador. O AM tinha um razoável time de futebol (bicampeão da Imprensa) e, de vez em quando, formava uma equipe de voleibol. Foram muitos finais de semanas e feriados em que fomos nos apresentar (como diziam os saudosos Ivan Marrocos e Paulinho Correia) nos municípios de Humaitá (AM), Ariquemes (RO), Itapuã (RO) e Candeias do Jamari (RO). Os resultados dos jogos eram o que menos importavam. O congraçamento e a amizade ficavam sempre em primeiro plano para que, no dia seguinte, pudéssemos reiniciar mais um dia de labuta. Em Porto Velho, o estádio Aluízio Ferreira e os campos da 17ª Brigada, do Grilão, do Botafogo, do Ferroviário e do Flamengo (no antigo aeroporto da capital), da AABB e do comando da Polícia Militar, do próprio Alto Madeira (hoje comporta a Fatec), entre outros, assim como os ginásios Cláudio Coutinho, Fidoca e as quadras do Ferroviário e das escolas Rio Branco e Barão do Solimões serviram de palcos para os momentos de lazer e descontração da turma do AM.

Aliás, o Alto Madeira, não deixando de lado os demais assuntos de interesse geral, sempre reservou grande espaço para a divulgação do esporte, não importando a modalidade. Os Jogos Escolares (Joer), Jogos Intermunicipais (Jir) e Jogos Universitários (Jubs), voltados para a classe estudantil, tinham páginas reservadas para divulgação. O Copão da Amazônia, campeonato de futebol amador de Porto Velho, campeonatos de bairros, jogos dos industriários e dos comerciários, bem como o futebol profissional de Rondônia, do Brasil e do Mundo, foram sempre notícias nas páginas deste quase centenário Jornal.

Reitero que o Jornal Alto Madeira é sim uma referência histórica e um ponto de apoio do jornalismo. Pertencente à família Tourinho, tendo à frente Euro, Luiz, Neusa e Liz. Perto de alcançar um século já enfrentou dias de glórias e de tristeza e, também, de um misto das duas coisas. Nunca perdeu a plena consciência de bem informar e formar opinião. Tem passado, vive o presente e vislumbra o futuro com bastante disposição e idealismo profissional.

Parabéns Alto Madeira !

* Carlos Neves é ex-repórter; ex-editor de esportes e de política; ex-editor-chefe e diretor de redação do Jornal Alto Madeira.
 

Mais Sobre História

Iniciadas as gravações para o Museu da imagem e do Som do Cremero

Iniciadas as gravações para o Museu da imagem e do Som do Cremero

Começaram na manhã desta terça 27 as gravações para o Museu da Imagem e do Som do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero), que

Por dentro da história: Diálogo é apontado como fator primordial na Assembleia Constituinte em 1983

Por dentro da história: Diálogo é apontado como fator primordial na Assembleia Constituinte em 1983

Os deputados constituintes de Rondônia eleitos em 1982 assumiram em 1983 diante de um clima tenso, e o diálogo foi fundamental nesse contexto. A par

Fecomércio/RO parabeniza Estrada de Ferro Madeira Mamoré pelos 107 anos

Fecomércio/RO parabeniza Estrada de Ferro Madeira Mamoré pelos 107 anos

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia (Fecomércio/RO) parabeniza os 107 anos de existência da Estrada de Ferro Mad

Palestra sobre história de Rondônia será ministrada na Reitoria do IFRO

Palestra sobre história de Rondônia será ministrada na Reitoria do IFRO

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia sediará na próxima sexta-feira (19) a palestra “RONDÔNIA: história e curiosidades”.