Porto Velho (RO) quinta-feira, 14 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

História

Alto Madeira é a referência histórica do jornalismo


Alto Madeira é a referência histórica do jornalismo - Gente de Opinião

Carlos Neves *

Sem titubear: o Jornal Alto Madeira é nossa referência histórica. Mantém-se como ponto de apoio do jornalismo. É o veículo de comunicação que, a cada ano, destaca-se por ser uma verdadeira fonte de pesquisa para quem pensa no jornalismo e na própria história desse pedaço de Brasil chamado de Rondônia.

Chegar aos 96 anos consciente e sabedor do que é importante ao leitor, não é para qualquer um. Digo sempre por onde passo que o Jornal Alto Madeira, o nosso AM, como qualquer empreendimento, foi jovem, aprendeu e ensinou. Enfrentou dias de glórias, dias de tristeza e, também, de um misto das duas coisas, mas nunca perdeu a plena consciência de bem informar e formar opinião. As agruras com que se deparou nos quase cem anos de existênciaAlto Madeira é a referência histórica do jornalismo - Gente de Opinião serviram para amoldar a linha coerente e de responsabilidade de saber que o mais importante é sempre atender ao clamor e a expectativa do exigente leitor.

Há pouco menos de um ano, o AM perdeu dois grandes apoiadores. Edmar Mota Davis, o Pepê, e Sued Pinheiro. O baque foi grande, mas os irmãos Tourinho (Euro e Luiz) mantêm firme o propósito de levar em frente o quase centenário Jornal que está entre os dez mais antigos do País. As edições continuam saindo diariamente, mantendo-se fiel ao público leitor.

O Alto Madeira, durante estes 96 anos, acompanhou o progresso dessa parte do Brasil. Rondônia deixou de ser Território Federal para ser um pujante e aguerrido Estado da República Federativa do Brasil. A construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré deu início a tudo, quando ainda éramos Guaporé. O progresso, no entanto, chegou aqui bem mais acelerado do que se imaginava. A exploração da borracha, da ocupação das terras devolutas, da abertura de estradas, da exploração da cassiterita e do ouro e, agora, da construção do Complexo do Rio Madeira (usinas de Jirau e de Santo Antônio). Tudo foi e ainda está sendo registrado nas páginas do nosso AM que, historicamente, foi o berço de grandes profissionais da imprensa de Rondônia.

Tive o prazer de, por quase 20 anos, pertencer a família Alto Madeira. Mantive a convivência salutar e de grande respeito com todos os integrantes dos mais diversos setores do veículo de comunicação. Sinto-me gratificado e honrado por haver integrado uma equipe de profissionais da imprensa que até hoje serve de referência para muitos e de exemplos para quem almeja a prática do bom jornalismo.

Neste 15 de abril de 2013, são 96 anos de existência.

Parabéns Alto Madeira ! 
 

* Carlos Neves é ex-repórter; ex-editor de esportes e de política; ex-editor-chefe e diretor de redação do Jornal Alto Madeira.

 

Mais Sobre História

Iniciadas as gravações para o Museu da imagem e do Som do Cremero

Iniciadas as gravações para o Museu da imagem e do Som do Cremero

Começaram na manhã desta terça 27 as gravações para o Museu da Imagem e do Som do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero), que

Por dentro da história: Diálogo é apontado como fator primordial na Assembleia Constituinte em 1983

Por dentro da história: Diálogo é apontado como fator primordial na Assembleia Constituinte em 1983

Os deputados constituintes de Rondônia eleitos em 1982 assumiram em 1983 diante de um clima tenso, e o diálogo foi fundamental nesse contexto. A par

Fecomércio/RO parabeniza Estrada de Ferro Madeira Mamoré pelos 107 anos

Fecomércio/RO parabeniza Estrada de Ferro Madeira Mamoré pelos 107 anos

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia (Fecomércio/RO) parabeniza os 107 anos de existência da Estrada de Ferro Mad

Palestra sobre história de Rondônia será ministrada na Reitoria do IFRO

Palestra sobre história de Rondônia será ministrada na Reitoria do IFRO

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia sediará na próxima sexta-feira (19) a palestra “RONDÔNIA: história e curiosidades”.