Porto Velho (RO) segunda-feira, 16 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Folclore Político

Perguntem ao Ciro Pinheiro ou à Jussara Gotlieb o que foi aquele discurso


A História política rondoniense, desde os tempos do Território, consagrou algumas figuras por causa de seus discursos. Tivemos por esses lados um cidadão que, de tanto repetir a abreviatura, ficou conhecido por ‘capitão exmo’.
Em Cacoal, quando da posse do primeiro prefeito, em 1977, o discurso do empossado, Catarino Cardoso dos Santos, construído, a pedido do governador Humberto Guedes, por um grupo de seus assessores ficou tão destoante da figura de Catarino que este, em determinado momento, abandonou as laudas e anunciou que falaria no seu estilo.
Perguntem ao Ciro Pinheiro ou à Jussara Gotlieb o que foi aquele discurso, tudo debaixo de um sol de 40 graus e num poeiral violento.
Na Câmara porto-velhense, em 1977, o vereador João Bento, que gostava de emplumar as frases, acusa a taquigrafia da Casa de não registrar o que ele dizia. Um dia anuncia que ‘a partir deste momento eu só falo por escrito’. E, colocando um gravador sobre a bancada, tascou discurso de improviso.
Fonte: Lúcio Albuquerque

Mais Sobre Folclore Político

Barroso suspende proibição do ensino sobre sexualidade em Palmas

Barroso suspende proibição do ensino sobre sexualidade em Palmas

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, suspendeu os efeitos do artigo 1º de uma lei municipal de Palmas (TO) que vetava o ensino sobre gênero e sexu

Temer edita decreto para confiscar caminhões

Temer edita decreto para confiscar caminhões

“autoriza a requisição de veículos particulares necessários ao transporte rodoviário de cargas consideradas essenciais pelas autoridades”

PT discute o vice para rodar o país em nome de Lula: Haddad ou Amorim

PT discute o vice para rodar o país em nome de Lula: Haddad ou Amorim

247 - A senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, discute hoje com governadores do PT a nomeação do candidato a vice-presidente para compor a chapa

Polícia faz operação e 7.500 alunos ficam sem aulas no Rio

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil Uma operação das polícias civil e militar deixou mais de 7.500 alunos sem aulas hoje (27) no Rio de Janeiro.