Porto Velho (RO) segunda-feira, 16 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Folclore Político

Os superpoderes do Teixeirão


Seja por suas bombas de araque, por pronunciamentos equivocados, ou até mesmo promessas não cumpridas, o folclore político rondoniense é bastante rico, com fatos curiosos e divertidos que remontam aos idos do Território Federal do Guaporé. Em ocasiões anteriores relatei o caso de uma amante de governador que tinha até poder de Polícia, ou o caso de um outro  governador que projetou uma barreira em Vilhena para impedir a chegada de migrantes que chegavam as pencas no final dos anos 70.
Hoje a coisa é com Teixeirão. Com apoio do ministro do Interior Mário David Andreazza, o coronel Jorge Teixeira, prefeito de Manaus, assumiria em 79 o governo  de Rondônia com a missão de dotar de infra-estrutura o território para sua transformação em estado.
Logo que chegou Teixeirão criou o governo itinerante como forma de interiorizar as ações governamentais. Com uma energia incomum ele dava um baita cansaço nos políticos, assessores e jornalistas que lhe acompanhavam. Caminhava até 20 quilômetros pelas matas deixando muita gente para trás ou até mesmo desistindo das andanças.
O que mais chamada atenção da imprensa, dos seus assessores e dos políticos era o fato de Teixeirão acordar mais cedo do que tudo mundo e muitas vezes nem tomava café e já chamava todo mundo, ao nascer do sol, para acompanhar suas ações itinerantes, as vezes com gozações, chamando os amigos de “molengas” ou “bananas”. Nomes como Capitão Silvio, Assis Canuto, William Curi, Chiquilito eram presenças constantes, além da imprensa, que tinha o radialista Camata, Amizael (na época ele escrevia para o Guaporé) e outros.
Tanta energia de Teixeirão acabou despertando a curiosidade dos acompanhantes do governador. Se indagava então, se ele tinha superpoderes, pois era  o primeiro que acordava, caminhava o dobro que todo mundo, e nem ao menos precisava tomar café da manhã!
Cheia de dúvidas, uma certa noite a comitiva de Teixeirão foi dormir em Ouro Preto do Oste, onde ficava o mais importante projeto de colonização do antigo território. Foi aí que o falecido Amizael  resolveu desvendar a coisa: acordou de madrugada e ficou de campana, perto do quarto de Teixeirão. E desvendou o mistério:  sem que ninguém soubesse, Teixeirão recebia as cinco da matina,  no seu quarto baitas bifes a cavalo, farto café com leite, além de mel e doce de leite em abundância...
Fonte: Carlos Sperança - Gentedeopinião

Mais Sobre Folclore Político

Barroso suspende proibição do ensino sobre sexualidade em Palmas

Barroso suspende proibição do ensino sobre sexualidade em Palmas

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, suspendeu os efeitos do artigo 1º de uma lei municipal de Palmas (TO) que vetava o ensino sobre gênero e sexu

Temer edita decreto para confiscar caminhões

Temer edita decreto para confiscar caminhões

“autoriza a requisição de veículos particulares necessários ao transporte rodoviário de cargas consideradas essenciais pelas autoridades”

PT discute o vice para rodar o país em nome de Lula: Haddad ou Amorim

PT discute o vice para rodar o país em nome de Lula: Haddad ou Amorim

247 - A senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, discute hoje com governadores do PT a nomeação do candidato a vice-presidente para compor a chapa

Polícia faz operação e 7.500 alunos ficam sem aulas no Rio

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil Uma operação das polícias civil e militar deixou mais de 7.500 alunos sem aulas hoje (27) no Rio de Janeiro.