Porto Velho (RO) domingo, 8 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Folclore Político

O pesadelo de Joaquim Azevedo em 82


O pesadelo de Joaquim Azevedo em 82 - Gente de Opinião

Não é de hoje que a surpreendente política rondoniense causa estragos. Já no primeiro pleito de Rondônia como Estado, em 1982, tivemos registros interessantes. É o caso do comerciante Joaquim Azevedo, que dormiu deputado estadual, eleito pelo PMDB de Cacoal e amanheceu suplente do vilhenense Ângelo Angelim. O último, anos depois seria governador tampão do Estado em 85/86.
Eleição dura aquela de 1982, amigos do gentedeopinião! Pelo escrutínio dos votos, expressões políticas regionais se elegeram por um triz, como os casos do advogado Amir Lando (PMDB) e do professor Amizael Silva (PDS). Lando hoje senador, já chegou a ministro. Miza, depois de ser deputados por duas legislaturas seria vice-prefeito de Chiquilito em 89/92. Prefeito e vice já falecidos, deixaram saudades.
Encerrado a contagem das urnas em novembro de 1982 se constatava uma disputa palmo a palmo, voto a voto pela nona vaga do PMDB, entre Azevedo e Angelim. Uma peleja sensacional, das mais emocionantes. De matar cara cardíaco. Azevedo findou vencedor por minguados votos e viajou para visitar os familiares aliviado. Cacoal festejou até de manhã a vitória sobre Vilhena, ampliando sua bancada que já tinha emplacado Ronaldo Aragão e Zuca Marcolino.
Natural de Siqueira Campos, Paraná, Joaquim Azevedo foi bancário nos idos de território federal e depois comerciante na Capital do Café. Não esperava que um pedido de recontagem de votos, quase sem muita pretensão, pudesse mudar seu destino. Mas mudou totalmente: a revisão garantiu por pouco menos de duas dúzia de votos a cadeira de deputado para o paulista Ângelo Angelim.
Quando soube que tinha caído do poleiro, comunicado por um assessor, na central de campanha do PMDB – o jornal O Guaporé do empresário Múcio Athayde – Joaquim Azevedo que ainda estava festejando sua eleição acabou doente, de cama. Foi de fato, um duro golpe.
Natural de Capivari, São Paulo, o professor Ângelo Angelim, teria com esta ascensão na Assembléia Legislativa, sua trajetória política totalmente modificada. Com a Aliança Democrática, formada pelo PMDB e PFL, em 85, ele substituiria o governador Jorge Teixeira de Oliveira.
Joaquim Azevedo, por sua vez, com a indicação de Angelim ao Palácio Presidente Vargas, finalmente, em 16 de maio de 1985, conseguiria concretizar finalmente seu sonho de ser deputado estadual. Coisas da política rondoniense...
 
* Carlos Sperança, para gentedeopinião

Mais Sobre Folclore Político

Barroso suspende proibição do ensino sobre sexualidade em Palmas

Barroso suspende proibição do ensino sobre sexualidade em Palmas

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, suspendeu os efeitos do artigo 1º de uma lei municipal de Palmas (TO) que vetava o ensino sobre gênero e sexu

Temer edita decreto para confiscar caminhões

Temer edita decreto para confiscar caminhões

“autoriza a requisição de veículos particulares necessários ao transporte rodoviário de cargas consideradas essenciais pelas autoridades”

PT discute o vice para rodar o país em nome de Lula: Haddad ou Amorim

PT discute o vice para rodar o país em nome de Lula: Haddad ou Amorim

247 - A senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, discute hoje com governadores do PT a nomeação do candidato a vice-presidente para compor a chapa

Polícia faz operação e 7.500 alunos ficam sem aulas no Rio

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil Uma operação das polícias civil e militar deixou mais de 7.500 alunos sem aulas hoje (27) no Rio de Janeiro.