Porto Velho (RO) segunda-feira, 16 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Folclore Político

Nosso folclore político


  
Do nosso rico folclore político tenho pinçado através dos tempos passagens das mais pitorescas e curiosas. Neste espaço já foram contadas as histórias de uma amante de um governador que "governava" no antigo território, do caso da terrível "bomba" num trio elétrico de Múcio Athaide, de "atentados" Rondônia afora, e até de um deputado federal que invadiu uma colônia de naturalismo (mudistas) e participar do evento na marra etc, etc.

Hoje quero lembrar de uma homenagem a um pioneiro rondoniense, o Francisco Gomes, do Incra, que resultou numa baita gafe do ex-deputado estadual Leudo Buritis (PTB) lá da capital da BR. Buriti, que é advogado é um verdadeiro língua solta e volta meio comete suas papagaiadas.

Como se sabe, Gomes tinha sido escalado para integrar uma comissão destinada a cuidar da criação de novos municípios.  Entre as bandas do Vale do Jamari e Bacia Leiteira estava brotando um próspero povoado do qual o funcionário do Incra cuidava com carinho. Por ele tratar do projeto, resolveu prestar uma homenagem a sua esposa Anary. Então estava pronto: o nome da nova cidade que estava se formando se chamaria Vale do Anary.

Pelos seus longos serviços prestados à Rondônia, o então deputado Leudo Buritis resolveu prestar uma homenagem a Francisco Gomes em vista da sua larga folha de serviços prestada ao nosso amado estado de Rondônia.

Como de praxe quando ocorre as homenagens no plenário da Assembléia Legislativa, o autor vai a tribuna tecer louvaminhas e enfatizar a história do homenageado que leva toda família e amigos para o evento. E foi o que o zeloso parlamentar jiparanaense fez.

Abriu o discurso enaltecendo o homenageado em seguida fez o arrazoado lembrando a trajetória de Francisco Gomes pelos rincões rondonienses. Aí veio a justificativa do nome da cidade: "naquela época sua esposa era jovem e bela e ele resolveu dar o seu nome para aquele povoado que estava nascendo". Ao lado alguém cutucou o parlamentar dizendo que aquele "outrora jovem e bela" – ela estava presente com seus familiares ao acontecimento - não estava gostando nadica de nada das comparações. Afinal, Leudo estava querendo dizer o que daquela mulher que tinha doado seu nome para uma cidade? Leudo gaguejou tentou corrigir, mas a gafe estava pronta e acabada.

A cerimônia prosseguiu sem maiores gafes e Leudo Buriti fez  como se nada tivesse acontecido. Emocionados com a homenagem nem Francisco Gomes, tampouco Anary chiaram e tudo acabou em festa. Que todo mundo se cuide com a boca grande de Buriti. Ele é o rei das gafes!

Fonte: Carlos Sperança

 

Mais Sobre Folclore Político

Barroso suspende proibição do ensino sobre sexualidade em Palmas

Barroso suspende proibição do ensino sobre sexualidade em Palmas

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, suspendeu os efeitos do artigo 1º de uma lei municipal de Palmas (TO) que vetava o ensino sobre gênero e sexu

Temer edita decreto para confiscar caminhões

Temer edita decreto para confiscar caminhões

“autoriza a requisição de veículos particulares necessários ao transporte rodoviário de cargas consideradas essenciais pelas autoridades”

PT discute o vice para rodar o país em nome de Lula: Haddad ou Amorim

PT discute o vice para rodar o país em nome de Lula: Haddad ou Amorim

247 - A senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, discute hoje com governadores do PT a nomeação do candidato a vice-presidente para compor a chapa

Polícia faz operação e 7.500 alunos ficam sem aulas no Rio

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil Uma operação das polícias civil e militar deixou mais de 7.500 alunos sem aulas hoje (27) no Rio de Janeiro.