Porto Velho (RO) sábado, 23 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Esporte

Valdivia chora e tem futuro incerto


A reunião entre Valdivia e o gerente de futebol do Palmeiras, César Sampaio, terminou sem uma definição sobre o destino do jogador. As condições do jogador durante o encontro desta terça-feira assustaram o dirigente, que tenta recuperar emocionalmente o chileno antes da decisão em relação ao seu destino.

“Ele está muito abalado e, quando toca no assunto, chora”, relatou o dirigente. “Fiquei muito assustado com o estado dele. Tinha visto sua imagem pela internet, mas está muito abatido e mais magro, desfigurado. Está sendo muito difícil para ele”.

Sampaio conversou sozinho com o jogador durante duas horas e ainda não chegou a um consenso sobre a melhor resolução do caso. Ao término da reunião, o técnico Luiz Felipe Scolari e o coordenador Galeano também chegaram para conversar com o camisa 10. Valdivia sofreu o sequestro relâmpago na noite de quinta-feira e, depois de passar o fim de semana no Chile, só voltou ao Palmeiras na manhã desta terça.

Apesar do contrato até 2015,o Palmeiras evita uma postura mais contundente neste momento, pois acredita que o mais importante é recuperar emocionalmente o atleta. Apesar de não ter pedido efetivamente a rescisão do contrato, o atleta confirmou que sua esposa, Daniela Aranguiz, está irredutível em não viver mais em São Paulo. Por isso, César Sampaio confirma que o jogador pode sair.

“O que não podemos é ter um ‘sim’ do Valdivia sobre o contrato e um ‘não’ dentro de campo. Não adianta ficar aqui com a cabeça lá. Neste primeiro momento, no estado em que está, dificilmente ele vai ajudar tecnicamente e também no astral do grupo. Estamos recuperando o emocional dele, mas toda tomada de decisão dele tem um custo, uma equação a ser resolvida ainda”, afirmou o dirigente, que acrescentou: “O Palmeiras tem o poder de obrigá-lo a ficar, pois tem contrato conosco, mas acho que não cabe este tipo de discussão hoje para o quadro emocional que ele apresentou. Até sexta, as coisas estarão mais claras. Se for para não ficar, caberá ao jurídico e ao financeiro resolver isso.”

Sampaio, Felipão e Galeano explicaram ao jogador que contam com sua presença em campo, depois de se recuperar do trauma vivido. Mesmo assim, o dirigente aguarda a decisão do meio-campista até sexta-feira e não pensa em tentar persuadi-lo de um eventual desejo de saída.

“Lógico que ficar aqui sem família e filhos é muito difícil. O Felipão disse que gostaria muito que ele ficasse e que contaria com ele. Mas eu falei a ele que não gosto de convencer ninguém, porque posso ser cobrado depois. Como pai, esposo e chefe do lar, ele vai ter de se posicionar e definir o futuro da família. Se não tinha argumentos suficientes hoje (terça) para sim ou o não, falei para que ele desse um tempo”, concluiu.

Fonte: Gazeta Esportiva. NET
 

Mais Sobre Esporte

Morre ex-jogador Coutinho, célebre parceiro de Pelé no Santos  e campeão mundial

Morre ex-jogador Coutinho, célebre parceiro de Pelé no Santos e campeão mundial

Morreu hoje (11), aos 75 anos de idade, o ex-jogador de futebol Antônio Wilson Vieira Honório, mais conhecido como Coutinho, lendário parceiro de Pelé

Tetracampeão Juventude estreia com vitória na Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol

Tetracampeão Juventude estreia com vitória na Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol

O Juventude Esporte Clube da Linha 6, tetracampeão da Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol Amador (2010, 2013, 2015 e 2016) , começou bem sua pa

Pela terceira vez Brasil: Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe no Havaí

Pela terceira vez Brasil: Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe no Havaí

O paulista de Maresias, Gabriel Medina, conquistou o bicampeonato nesta segunda-feira ao vencer o sul-africano Jordy Smith e avançar à final em Pi

Ginasta da rede municipal concorre a prêmio esportivo em Porto Velho

Ginasta da rede municipal concorre a prêmio esportivo em Porto Velho

Estudante foi indicada ao prêmio pela Federação Rondoniense de GinásticaA Ginasta Wenddy Naelly Cruz Pimentel, de 11 anos, do Clube Escola Municipal