Porto Velho (RO) sábado, 23 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Esporte

OMS defende mais testes bacteriológicos para melhorar qualidade da água do Rio



Da Agência Brasil

Faltando menos de 300 dias para os Jogos Olímpicos de 2016, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou oficialmente ontem, sexta-feira (16), testes bacteriológicos mais frequentes e focados nas bactérias Enterococci e E. coli nas águas da Baía de Guanabara para garantir a saúde dos atletas e das pessoas que entrem em contato com a água durante a competição.

De acordo com a OMS, dados epidemiológicos mostram que o teste bacteriológico, especialmente o que detecta a bactéria Enterococci, “é o indicador com a evidência mais forte por prever doença gastrointestinal de águas marinhas impactadas pela contaminação fecal humana, incluindo doenças virais”. No entanto, a OMS ressalta que não há necessidade de serem feitos testes virais rotineiros por causa da falta de métodos padronizados e de dificuldades na interpretação dos resultados.

O diretor executivo de Comunicação do Comitê Rio 2016, Mário Andrada, disse que o relatório da OMS será respeitado e que as orientações serão seguidas. Andrada destacou a necessidade de ações na Baía de Guanabara para garantir a qualidade da água para os atletas e para o público dos Jogos. “O relatório não pode servir de desculpa para não se fazer mais nada", afirmou.

"A primeira ação é terminar a obra do cinturão coletor, que vai desviar o esgoto para a Marina da Glória. A segunda é completar a instalação de novas ecobarreiras para impedir que o lixo saia dos rios e chegue na Baía [de Guanabara].  O terceiro ponto é estabelecer o sistema de coleta de lixo nas ecobarreiras para impedir este passe por cima delas quando a maré subir."

Por fim, acrescentou Andrada, é preciso aumentar o número de ecoboats para tirar o lixo da Baía de Guanabara, além de uma campanha de conscientização para que o público não jogue nos rios o lixo, que acabaria indo para a Baía de Guanabara, além de monitoramento constante das águas.

Orçamento para os Jogos

Segundo Andrada, o orçamento de R$ 7,4 bilhões está mantido, mas ainda serão feitos cortes de despesas em áreas que consomem mais recursos, principalmente nas áreas de infraestrutura e operações. Ele informou que cerca de 10% das despesas serão cortadas e defendeu o equilíbrio do orçamento até os Jogos, com despesas iguais às receitas.

“É possível que o número previsto de voluntários, que é de 70 mil, seja reduzido, o que representaria um corte importante nas despesas. Mas o nosso compromisso não muda com a necessidade de rever algumas despesas. O compromisso é fazer jogos excelentes, hospedar comemorações memoráveis e dar aos atletas e ao público as melhores condições de acompanhar o evento”, afirmou

A primeira onda de eventos-teste passou, e o Comitê Rio 2016 divulgou um balanço sobre os 12 primeiros. Em 44 dias, 1.873 atletas participaram de provas em noves instalações diferentes espalhadas pela cidade. Em números, 3.128 voluntários trabalharam nesses eventos, nos quais foram servidas 29.423 refeições e 94.893 garrafinhas de água.

Andrada destacou nessa fase a integração com a cidade e o reconhecimento dos atletas e das federações internacionais. ”Os atletas e as federações perceberam nossa capacidade de organização, tiveram a primeira experiência olímpica no Rio e viram que deu certa a nossa capacidade de resposta para os problemas que surgiram.”

Ele falou também sobre problemas identificados nas provas, que devem ser solucionados até agosto do ano que vem, quando começam os Jogos. No triatlo e no ciclismo de estrada, por exemplo, o Comitê deve trabalhar junto com a prefeitura e o governo estadual para repavimentar alguns pontos do percurso. “É preciso rever também os planos referentes aos voluntários, porque identificou-se a necessidade de alocar essas pessoas em áreas específicas e de revezar as funções entre elas.”

Ainda faltam sete eventos-teste para este ano. A próxima modalidade testada será a bocha, com provas no período de 12 a 14 de novembro. O tênis encerrará a fase de testes de 2015, com jogos de 10 a 12 de dezembro.

Ingressos

Os sorteios de ingressos acabaram, e agora os interessados em assistir à competição terão de acessar o site do Rio 2016 e comprar diretamente por lá. Ainda há cerca de 2 milhões de ingressos para venda em 518 sessões, com 51% abaixo de R$ 100 e 30% abaixo de R$ 70. Além disso, algumas sessões que estavam esgotadas voltam a ter entradas disponíveis porque foram recebidas 4 mil devoluções de ingressos. Há entradas disponíveis para cerimônia de abertura e encerramento e para as finais dos 100 metros rasos, do basquete masculino e do futebol feminino.

Para o diretor de Ingressos do Comitê Rio 2016, Donovan Ferreti, o retorno de 4 mil bilhetes é bem baixo, pois foram vendidos 2 milhões no Brasil. “Estamos satisfeitos com as vendas. Até o momento, 40% dos ingressos foram vendidos, e a receita estimada foi alcançada em 60%. Com a venda online, no dia 20 de outubro, às 10h, esperamos grande número de acessos e grande volume de vendas.”

No total, há cerca de 7,5 milhões de ingressos para os Jogos Rio 2016, dos quais 30% destinados ao exterior e 70% ao mercado interno, o que dá 5,2 milhões de ingressos para os brasileiros. Dos 5,2 milhões de ingressos, 4,5 milhões foram colocados à venda e, até agora, mais de 2 milhões já foram vendidos.

O revezamento da tocha começa em Olímpia, na Grécia, no dia 21 de abril do ano que vem. Seis dias depois, a tocha chega à capital grega, Atenas. No Brasil, a tocha chega no dia 3 de maio. De Brasília. a tocha seguirá por mais de 300 cidades, em todo o país, até aportar no Rio de Janeiro, cidade-sede dos Jogos.
 

Gente de Opinião

Carlos Nuzman leva proposta de trégua olímpica
à ONU no próximo dia 26Arquivo/Agência Brasil

Trégua olímpica

No próximo dia 26, o presidente do Comitê Organizador do Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman apresentará a proposta de trégua olímpica na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, nos Estados Unidos, com o tema escolhido para os Jogos de 2016, que será dedicado às crianças.

“Todas as crianças têm direito à educação, ao acesso ao esporte, a proteção e cuidado. Devemos protegê-las da escravidão, do abuso e da negligência. Para que as crianças construam um futuro, precisamos dar a elas as ferramentas necessárias, como a proteção e o respeito”, explicou o diretor de Comunicação do Comitê Rio 2016, Mário Andrada.

Mais Sobre Esporte

Morre ex-jogador Coutinho, célebre parceiro de Pelé no Santos  e campeão mundial

Morre ex-jogador Coutinho, célebre parceiro de Pelé no Santos e campeão mundial

Morreu hoje (11), aos 75 anos de idade, o ex-jogador de futebol Antônio Wilson Vieira Honório, mais conhecido como Coutinho, lendário parceiro de Pelé

Tetracampeão Juventude estreia com vitória na Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol

Tetracampeão Juventude estreia com vitória na Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol

O Juventude Esporte Clube da Linha 6, tetracampeão da Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol Amador (2010, 2013, 2015 e 2016) , começou bem sua pa

Pela terceira vez Brasil: Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe no Havaí

Pela terceira vez Brasil: Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe no Havaí

O paulista de Maresias, Gabriel Medina, conquistou o bicampeonato nesta segunda-feira ao vencer o sul-africano Jordy Smith e avançar à final em Pi

Ginasta da rede municipal concorre a prêmio esportivo em Porto Velho

Ginasta da rede municipal concorre a prêmio esportivo em Porto Velho

Estudante foi indicada ao prêmio pela Federação Rondoniense de GinásticaA Ginasta Wenddy Naelly Cruz Pimentel, de 11 anos, do Clube Escola Municipal