Porto Velho (RO) segunda-feira, 15 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Esporte

Muricy vai encarar forte pressão no centenário


Em 22 de junho do ano passado, a conquista da terceira Libertadores da história do Santos consagrava Muricy Ramalho como alguém que fez a diferença no time que por pouco não foi eliminado logo na primeira fase da competição.

Já em 18 de dezembro, a opção do mesmo "salvador da pátria" em escalar o time com três zagueiros levou parte da torcida a contestar sua postura na final do Mundial.

Eleito na última semana o sexto melhor técnico de clubes do mundo pela Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS), o treinador terá de fazer valer o reconhecimento em 2012, já que o ano promete trazer alguns problemas para o técnico.

Um deles será novamente nas laterais. Jonas foi o único reforço para a ala direita, agora sem Danilo. Do outro lado, Léo está em fim de carreira e Durval, que chegou a ser improvisado em 2011, comprometeu no setor e voltou ao setor de origem em meio ao Mundial.

A zaga, motivo de preocupação até a chegada de Muricy, segue com a mesma dupla principal - Edu Dracena e Durval - e tem a desconfiança de
parte da torcida. A opção por um 3-5-2 contra o Barcelona rendeu ao técnico o rótulo de "retranqueiro".

Não bastassem os problemas dentro de campo, o imbróglio envolvendo Ganso, somado à pressão que ronda todos os clubes quando chegam
aos 100 anos - o que rendeu o fantasma da "Maldição do Centenário" - devem deixar o sexto melhor técnico do mundo ainda mais preocupado
este ano.–Só posso dar nota 10 ao Guardiola quando ele trabalhar no Brasil, porque a pressão e as condições de trabalho aqui são muito maiores que na Europa – chegou a dizer Muricy.

Para ganhar nota máxima no centenário peixeiro, o comandante santista terá de trabalhar muito e readquirir a confiança da torcida até o chocolate catalão de dezembro.
 

Problemas que Muricy terá em 2012

Falta de laterais

Com Léo em fim de carreira e apenas a incógnita Jonas para a ala direita, Muricy terá dificuldades para firmar jogadores nas laterais do time. Tal
qual em 2011, a falta de nomes de peso pode trazer dores de cabeça.

Zaga contestada

Como em 2011, o setor defensivo segue como um dos mais criticados no time. Com a mesma dupla do ano passado, pós-Mundial trará ainda mais pressão do que anteriormente.

Novela Ganso

As especulações envolvendo o camisa 10 podem atrapalhar seu desempenho dentro de campo. Cresce a pressão para que ele mostre que o clube deve fazer esforço para mantê-lo no elenco.

Pressão no Centenário

Os 100 anos do clube trarão mais cobrança para que o técnico leve o time de volta ao Mundial de Clubes.
 

Trajetória de Muricy desde sua chegada ao Santos

Salvador da Pátria

O treinador chegou ao Santos em março do ano passado, quando o time, que iniciou a temporada sob o comando de Adilson Batista, estava virtualmente eliminado na primeira fase da Libertadores. Com sua chegada, o time mudou de postura, classificou-se e ainda venceu o Campeonato Paulista e a Libertadores pela terceira vez - primeira na carreira do técnico. A conquista do título continental do clube aconteceu 48 anos após o bicampeonato, ainda na era Pelé.

Brasileiro de lado

Na "ressaca" pós-Libertadores, o time chegou a estar na zona de rebaixamento. Com lesões e desfalques pelas convocações à Seleção Brasileira, o time deixou o nacional de lado e usou a competição apenas como laboratório para a disputa do Mundial de Clubes. Com direito a
ausência do técnico em alguns jogos devido a uma hérnia de disco, o Peixe terminou em 10º lugar.

Contestação pós-Mundial

Antes da viagem para o Japão, Muricy falava que o time entraria em campo "com alegria", já que não achava ser possível haver um esquema para barrar Messi e o Barcelona. Na decisão, a formação com três zagueiros gerou muitas críticas após a goleada por 4 a 0.

FONTE: LANCENET

Mais Sobre Esporte

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.086 da Mega-Sena, realizado hoje (10) em Joaçaba (SC).As dezenas sorteadas foram  04 - 35 - 43

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

O Presidente Gualter Amélio recebe das mãos de Luiz Carlos o Certificado de Registro de Entidade Esportiva devidamente qualificada, no Conselho Estadu

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 19 milhões

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 19 milhões

Nenhuma aposta acertou o prêmio principal do concurso 2084 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite dessa quarta-feira (3), no Caminhão da Sorte