Porto Velho (RO) domingo, 21 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Esporte

Mistão do Vasco engrena e goleia Madureira na Colina


O Mistão do Vasco demorou um tempo para acordar e vencer o Madureira por 3 a 0, neste domingo, em São Januário, em jogo válido pela terceira rodada da Taça Rio. Macaram para o Gigante da Colina Juninho, Fellipe Bastos e Allan todos na segunda etapa da partida. Com o resultado, o Vasco chegou aos sete pontos e não pode ser mais alcançado na liderança do Grupo B. Já o Madureira fica estacionado com três pontos, na quinta posição do Grupo A.

O Vasco agora volta suas atenções para o duelo da próxima quarta-feira frente ao Libertad, no Paraguai, pela Copa Santander Libertadores. O Cruz-Maltino está na segunda posição do Grupo 5 da competição. Já o Madureira encara o Bangu, no próximo sábado, pela quarta rodada da Taça Rio.
 

MUITA TRANSPIRAÇÃO E POUCO INSPIRAÇÃO

Com uma escalação, predominantemente, de jogadores jovens, o técnico Cristovão Borges confiou na liderança de Juninho no meio de campo e na motivação dos novatos para mostrar serviço para o comandante e para os torcedores.

Porém, não foi o que se viu na primeira etapa em São Januário. Os primeiros minutos foram do Madureira. Aproveitando os avanços do lateral Bill - formado na base cruz-maltina, o Tricolor Suburbano levava perigo em bolas cruzadas.

Aos 4 minutos, o goleiro Fernando Prass assustou a torcida ao errar uma saída de bola, não sofrendo o gol em função de uma cabeçada errada de Paulo Victor. Aos 6 minutos, Bill faz boa jogada pela esquerda, cruza e Renato Silva tira a bola da cabeça de Leandro Cruz.

Com o decorrer do jogo, o Vasco equilibrou, mas não ameaçou o goleiro Cléber. Aos 9 e aos 10 minutos, Juninho dando o passe e Diego Souza finalizando levaram perigo. No primeiro lance, o Reizinho lançou, mas Diego não alcançou a bola, tirada pelo goleiro. Já na tentativa seguinte, o camisa 8 levou até a linha de fundo e cruzou para o atacante desviar para fora.

Depois dos 15 minutos, os times começaram a abusar dos erros de passes. Tanto o vasco, quanto o Madureira não conseguiam criar boas jogadas de ataque, ficando a mercê de chutes esporádicos de fora da área. Em dois lances aos 41 minutos, Paulo Victor e Caio Cezar levaram perigo. O primeiro passou rente ao travessão vascaíno, enquanto o segundo obrigou Prass a grande defesa.

O primeiro tempo acabou com vaias dos torcedores presentes a Colina Histórica.


JOGO ANIMA A TORCIDA

Nos primeiros minutos do segundo tempo, os presentes em São Januário já percebiam que o jogo iria mudar. O ritmo lento saiu e entrou em cena um futebol mais agradável. O Madureira começou perigoso, aproveitando os erros de passe do Vasco na saída de bola. Aos 6 minutos, se Paulo Victor não estivesse em impedimento, o Tricolor Suburbano abriria o placar.

No Vasco, a entrada de Abelairas melhor o desempenho da equipe. Aos 10 minutos, a pressão ficou intensa. O Cruz-Maltino teve três chances claras de abrir o placar em chances com Juninho. Na primeira a defesa desviou o chute, na segunda o goleiro Cléber salvou e na terceira a batida foi para longe do gol.

Mas Juninho não desistiu. Aos 14, em boa trama no ataque vascaíno, a bola chega para o lateral Max que olhou para área, percebeu a entrada do Reizinho entre os zagueiro e colocou na cabeça do ídolo.

O Madureira respondeu aos 17 minutos, quando Fernando entrou frente a frente com Fernando Prass, mas parou no camisa 1 da Colina. Logo após o tempo técnico, o Vasco fez uma verdadeira blitz no ataque. Fellipe Bastou roubou a bola na saída para o ataque do Tricolor Suburbano, ajeitou e chutou no canto direito do goleiro. Era o segundo do Vasco aos 21 minutos. O camisa 19 dedicou seu gol a filha recém nascida.

Com o placar adverso, o Tricolor Suburbano se jogou com tudo ao ataque, mas teve azar em função da grande tarde de Fernando Prass. O camisa 1 defendeu chute de Marciel frente a frente ao atacante ao atacante aos 31 minutos. Aos 35, lance confuso na área vascaína e outra boa intervenção do arqueiro.

A pressão do Madureira não durou muito e o Vasco aproveitou para colocar o adversário na roda. Dos 36 até os 40 minutos, a bola passou por todos os jogadores de meio de campo e ataque do Gigante da Colina. Com espaço para criar as jogadas, aos 40, Allan recebeu grande passa de Max, cortou o zagueiro e chutou para ampliar o marcador. O Vasco ainda reclamou de pênalti em Max, aos 45 minutos.

Fonte: LanceNET

 

Mais Sobre Esporte

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.086 da Mega-Sena, realizado hoje (10) em Joaçaba (SC).As dezenas sorteadas foram  04 - 35 - 43

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

O Presidente Gualter Amélio recebe das mãos de Luiz Carlos o Certificado de Registro de Entidade Esportiva devidamente qualificada, no Conselho Estadu

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 19 milhões

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 19 milhões

Nenhuma aposta acertou o prêmio principal do concurso 2084 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite dessa quarta-feira (3), no Caminhão da Sorte