Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Esporte

Melhoria do sistema de transporte é um dos principais legados da Copa do Mundo




Akemi Nitahara
Agência Brasil

 

Brasília - Um dos principais legados que uma Copa do Mundo pode deixar para as cidades-sede é a melhoria do sistema de transporte.

Tudo tem que estar previsto no caderno de compromissos, apresentado à Federação Internacional de Futebol (Fifa) ainda durante a candidatura das cidades, explica a secretária-geral para Grandes Eventos Esportivos da França, Thérèse Salvador.

“O dossiê de candidatura se volta, evidentemente, sobre os equipamentos esportivos, porque é preciso respeitar uma lista de exigências. As infraestruturas, normalmente, ficam um pouco longe das cidades e, muitas vezes, fora do estádio. É preciso melhorar tudo o que diz respeito ao acesso, às rodovias, aos trens, aos aviões, dobrar a capacidade de recepção para transportar uma quantidade enorme de pessoas ao mesmo tempo, sem criar riscos para a população”.

Tanto a França em 1998 quanto a Alemanha em 2006 não fizeram muita coisa, pois já havia um bom sistema de transportes. Na França, a região de Saint Dennis, na periferia de Paris, onde foi construído o estádio para a Copa, ganhou novas estações de metrô e de trem. O bonde e o ônibus complementam essa rede para atender a toda a cidade.

O jornalista esportivo Thomas Kilchenstein, de Frankfurt, lembrou que as principais construções que o país recebeu foram as reformas dos estádios. “A infraestrutura é grande, tudo já estava aí. Os estádios velhos foram demolidos e reconstruídos. Mesmo durante o campeonato nacional, enquanto ocorriam os jogos na parte velha, a parte nova estava sendo construída e assim por diante”.

A diretora da Secretaria de Transportes de Frankfurt, Nora Pullmann, explicou que todo o sistema foi melhorado nos preparativos para a Copa do Mundo. “Nada foi novo, mas todo o sistema foi ampliado. As estações receberam alargamento nas plataformas, para suportar mais passageiros, as ruas foram alargadas, o compartimento dos estacionamentos e garagens foi bem fixado para garantir organização e mais lugares. Não fizemos nada que não existisse, nós desenvolvemos, reconstruímos e ampliamos tudo nos transportes”.

De acordo com ela, todo o planejamento foi feito pensando no longo prazo. “Já ficou claro desde o início que nada seria feito ou construído que fosse usado somente durante a Copa do Mundo. Tudo foi feito, como as vias de acesso, a modernização de pontos e estações dos bondes, dos metrôs e trens, a construção de estradas, as garagens, guias, os sinais de itinerário com estabilidade e vai durar por muito tempo. Será usado durante os jogos da liga nacional e outros eventos”.

Na África do Sul, o transporte mais usado nas cidades é o táxi, mas as sedes também têm sistemas de metrô e ônibus.

Para 2014, o Brasil vai investir quase R$ 11,5 bilhões em projetos de transporte nas 12 cidades-sede. O ministro das Cidades, Márcio Fortes, lembrou que foi lançado, no começo do ano, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Copa do Mundo e, simultaneamente, o PAC da Mobilidade Urbana na Copa.

“É importante a circulação rápida e segura dos torcedores e turistas entre o estádio e a rede hoteleira, o aeroporto, a rodoviária e também aqueles lugares onde haverá telões. Por outro lado, também deixar um legado para a cidade”. De acordo com o ministro, o PAC da Mobilidade é para atender à Copa e deixar uma contribuição para a melhoria do transporte nas cidades.

Márcio Fortes explicou que foram selecionados projetos que tenham um cronograma confortável para execução até 2014. “Todas as sedes têm projetos, seja o monotrilho para duas cidades, o VLT [Veículo Leve Sobre Trilho], uma espécie de bondinho de cidade, também foi atendido para duas cidades, 21 BRTs, que são corredores exclusivo de ônibus.” Além disso, o ministro cita obras viárias para melhorar o acesso às cidades e a circulação dentro delas, como o alargamento de uma avenida ou a construção de um viaduto.

Mesmo com a mudança de governo a partir de 2011, Márcio Fortes garantiu que não haverá problemas com os recursos dos projetos, já que a verba é do programa Pró-Transporte, do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e já foi aprovada pelo Conselho Monetário Nacional.

Mais Sobre Esporte

Morre ex-jogador Coutinho, célebre parceiro de Pelé no Santos  e campeão mundial

Morre ex-jogador Coutinho, célebre parceiro de Pelé no Santos e campeão mundial

Morreu hoje (11), aos 75 anos de idade, o ex-jogador de futebol Antônio Wilson Vieira Honório, mais conhecido como Coutinho, lendário parceiro de Pelé

Tetracampeão Juventude estreia com vitória na Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol

Tetracampeão Juventude estreia com vitória na Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol

O Juventude Esporte Clube da Linha 6, tetracampeão da Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol Amador (2010, 2013, 2015 e 2016) , começou bem sua pa

Pela terceira vez Brasil: Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe no Havaí

Pela terceira vez Brasil: Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe no Havaí

O paulista de Maresias, Gabriel Medina, conquistou o bicampeonato nesta segunda-feira ao vencer o sul-africano Jordy Smith e avançar à final em Pi

Ginasta da rede municipal concorre a prêmio esportivo em Porto Velho

Ginasta da rede municipal concorre a prêmio esportivo em Porto Velho

Estudante foi indicada ao prêmio pela Federação Rondoniense de GinásticaA Ginasta Wenddy Naelly Cruz Pimentel, de 11 anos, do Clube Escola Municipal