Porto Velho (RO) terça-feira, 26 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Esporte

Japão surpreende e vence a Colômbia por 2 a 1


Quintero marcou o gol da Colômbia, mas não evitou a derrota diante do Japão - Damir Sagolj/Reuters/Direitos Reservados - Gente de Opinião
Quintero marcou o gol da Colômbia, mas não evitou a derrota diante do Japão - Damir Sagolj/Reuters/Direitos Reservados

Não foi a estreia que a Colômbia esperava. A derrota para o Japão por 2 a 1 podia não estar nos planos do time sul-americano, mas também não estava previsto ficar com um jogador a menos logo aos 3 minutos de jogo.

Na base da raça, os colombianos chegaram ao empate, mas não seguraram o ímpeto oriental.

Os japoneses fizeram uma boa partida, com velocidade e volume de jogo, e, assim, surpreenderam os colombianos. Tiveram oportunidades mais claras de gol no segundo tempo até que foram recompensados.

A partida começou com muita intensidade, com o Japão marcando forte já no meio campo. Logo aos 3 minutos, em um contra-ataque rápido do time asiático, Sánchez desviou a bola dentro da área com o braço.

A bola ia para o gol e o goleiro Ospina já estava batido. Como manda a regra, o juiz marcou pênalti e expulsou o jogador colombiano. Foi a primeira expulsão desta Copa. Kagawa foi para a cobrança e fez o primeiro gol do jogo:Japão 1x0.

Com um a menos e atrás no placar, a Colômbia tentava atacar pelos lados do campo, explorando a velocidade de Izquierdo e Cuadrado. Mas o técnico colombiano decidiu, aos 30 minutos, tirar Cuadrado e colocar o volante Barrios, para recompor a defesa.

Aos 33 minutos, Falcão recebeu um bom lançamento na área, se esticou todo para alcançar a bola, mas conseguiu apenas um toque com o bico da chuteira, para fácil defesa do goleiro Kawashima.

Aos 38 minutos, a Colômbia chegou ao empate. Falcão caiu perto da área japonesa e juiz marcou a falta. Quintero, com inteligência, bateu rasteiro e a bola passou por baixo da barreira, que pulou esperando um chute alto. O goleiro só alcançou a bola após ela cruzar a linha.

Finalmente, a torcida colombiana, que pintou as arquibancadas de amarelo, pôde comemorar.

Segundo tempo

Aos 8 minutos, o primeiro lance de ataque. Kagawa deu bom passe para Osako já dentro da área. Ele protegeu bem do zagueiro e bateu para o gol. O goleiro Ospina mandou para escanteio.

Aos 11, o Japão roubou a bola e atacou com velocidade. Inui recebeu na entrada da área e chutou no canto esquerdo de Ospina, que espalmou para o lado.

Aos 27 minutos, o Japão fez o segundo gol. Após cobrança de escanteio, Osako ganhou de cabeça, Ospina saiu mal do gol e a bola entrou: 2x1. O gol traduziu um maior volume de jogo dos japoneses. No lance que originou o escanteio, Sakai já havia ficado perto de marcar.

Aos 32 minutos, a Colômbia finalmente chegou com perigo no segundo tempo. James Rodríguez, que havia entrado na segunda etapa, recebeu na área com espaço para dominar e bateu para o gol, mas a bola desviou e subiu demais.

O Japão, com um jogador a mais, continuou tendo mais organização no ataque. Nos últimos minutos, a Colômbia tentou pressionar o adversário, mas de forma desorganizada. Falcão trombava com a defesa sem conseguir dar sequência ao ataque.

Os japoneses comemoraram muito a vitória, se abraçando e se emocionando. Com o resultado, chegam a três pontos no grupo H. A Colômbia é lanterna, com uma derrota. Polônia e Senegal fazem hoje a outra partida do grupo, fechando a primeira rodada da Copa do Mundo.

Mais Sobre Esporte

Morre ex-jogador Coutinho, célebre parceiro de Pelé no Santos  e campeão mundial

Morre ex-jogador Coutinho, célebre parceiro de Pelé no Santos e campeão mundial

Morreu hoje (11), aos 75 anos de idade, o ex-jogador de futebol Antônio Wilson Vieira Honório, mais conhecido como Coutinho, lendário parceiro de Pelé

Tetracampeão Juventude estreia com vitória na Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol

Tetracampeão Juventude estreia com vitória na Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol

O Juventude Esporte Clube da Linha 6, tetracampeão da Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol Amador (2010, 2013, 2015 e 2016) , começou bem sua pa

Pela terceira vez Brasil: Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe no Havaí

Pela terceira vez Brasil: Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe no Havaí

O paulista de Maresias, Gabriel Medina, conquistou o bicampeonato nesta segunda-feira ao vencer o sul-africano Jordy Smith e avançar à final em Pi

Ginasta da rede municipal concorre a prêmio esportivo em Porto Velho

Ginasta da rede municipal concorre a prêmio esportivo em Porto Velho

Estudante foi indicada ao prêmio pela Federação Rondoniense de GinásticaA Ginasta Wenddy Naelly Cruz Pimentel, de 11 anos, do Clube Escola Municipal