Porto Velho (RO) sábado, 20 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Esporte

Inter vence o Gre-Nal e obriga decisão



A vitória colorada parecia encaminhada no Beira-Rio, quando Junior Viçosa empatou o jogo por 1 a 1, aos 41 minutos do segundo tempo. Nos pênaltis o Inter levou a melhor, vencendo por 4 a 2. Borges e Fernando desperdiçaram os chutes do Grêmio, que pela primeira vez no ano foi derrotado nesse tipo de situação. Agora, os dois próximos domingos serão de clássicos para definir o campeão Estadual de 2011. No dia 8 na casa colorada e no dia 15 no Olímpico.

A opção do treinador gremista por um sistema com três zagueiros e somente um atacante não funcionou, dando o espaço que o Inter queria para se impor. Melhor posicionado, o gol saiu com Leandro Damião, aos 23 minutos do primeiro tempo. Somente um fator novo modificaria o rumo do confronto. O Gre-Nal teve um lance capaz de mudar as características do jogo.

Os 20 minutos finais, com a expulsão de Guiñazu, foram em apneia. Não era possível respirar tamanha a tensão dentro de campo. O relógio era aliado colorado e inimigo gremista. A pressão imposta resultou em gol aos 41 minutos. A virada por pouco não virou realidade.

Antes de um novo clássico, os dois times jogam pela Libertadores, na quarta-feira. O Inter enfrenta o Peñarol precisando empatar por 0 a 0 em casa. No Chile, o Grêmio é obrigado a vencer por dois gols de diferença para eliminar o Universidad Católica.

O clássico - A fragilidade das atuações do Grêmio nas últimas partidas fez Renato Gaúcho optar por um esquema mais conservador. Ele tirou o atacante Leandro e escalou o zagueiro Vilson, que não atuava desde 5 de fevereiro. Ao optar pelo esquema 3-6-1, sistema inédito na temporada, o Tricolor ofereceu o domínio do jogo para o Inter.

Os colorados aceitaram a oportunidade sem ressalvas e passaram a buscar o gol desde os primeiros movimentos. Os gremistas tentavam controlar as ações cometendo faltas. Foram três nos primeiros dois minutos. Mesmo que os donos da casa fossem mais incisivos, o primeiro grande lance foi azul. Gilson arriscou de fora da área e Renan espalmou.

O time de Falcão tentava bastante de fora da área. Aparecendo bem pelo lado esquerdo, Andrezinho não hesitava em arriscar.

Pode ser com dois ou com três zagueiros, os erros do Grêmio se repetem. A bola alta segue sendo uma questão delicada no sistema defensivo. Foi pelo alto, aos 23 minutos, que Damião abriu o placar. Até então com 18 gols no ano, o centroavante havia colocado a bola na rede de todas as maneiras, mas ainda não tinha um em Gre-Nal. Agora, tem. Ele girou sobre Rodolfo, tocando com categoria na saída de Marcelo Grohe.

Na necessidade de mudar a postura de sua equipe e aproveitando-se da lesão muscular de Willian Magrão, Renato colocou Leandro em campo assim que esteve em desvantagem. O embate emparelhou um pouco o duelo. Antes do intervalo, Leandro teve chance em lançamento de Rodolfo, mas chutou para fora.

O início do segundo tempo inverteu as posturas do começo do jogo. O tempo passou a ser aliado do Inter. O Grêmio era obrigado a marcar um gol, agora, também, sem o lateral Gabriel, lesionado. Apesar da mudança de panorama, os colorados seguiam dominantes.

Precisando ir às redes, o Tricolor não tinha força no ataque. O primeiro chute, com boa vontade, foi de Adilson, aos 23 minutos, em arremate torto de fora da área. O adversário havia tentado antes com Andrezinho e D'Alessandro.

O fato é que o Gre-Nal entrava na mesmice de tantos outros clássicos. Muita marcação, pouco futebol e escassas chances de gol. Era necessário um fato novo para o nervosismo ganhar a companhia do calor dentro de campo. Guiñazu foi o responsável por esquentar a tarde no Beira-Rio. Aos 25 minutos, o volante foi expulso ao receber o segundo amarelo.

Necessitando um gol, Renato lançou Junior Viçosa para campo, em sua primeira modificação ofensiva na partida. Falcão recompôs o sistema de marcação com Wilson Matias. O Grêmio se atirou ao ataque. Na pressão, após escanteio, Junior Viçosa, após bate rebate, empatou aos 41 minutos, levando a decisão para os pênaltis. Em seguida, Marcelo Grohe salvou nos pés de Leandro Damião.

O Grêmio começou batendo com Borges. O camisa 9 tocou sobre o gol. Na sequência D'Alessandro marcou. O chute de Fernando foi defendido por Renan. Leandro Damião não desperdiçou. Rochemback conseguiu converter o primeiro gremista. Kleber manteve o 100% colorado. Adilson manteve o Grêmio vivo. A decisão estava nos pés de Rodrigo e ele colocou na rede.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net / Valter Junior
 

Mais Sobre Esporte

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.086 da Mega-Sena, realizado hoje (10) em Joaçaba (SC).As dezenas sorteadas foram  04 - 35 - 43

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

O Presidente Gualter Amélio recebe das mãos de Luiz Carlos o Certificado de Registro de Entidade Esportiva devidamente qualificada, no Conselho Estadu

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 19 milhões

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 19 milhões

Nenhuma aposta acertou o prêmio principal do concurso 2084 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite dessa quarta-feira (3), no Caminhão da Sorte