Porto Velho (RO) sexta-feira, 19 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Esporte

Inter é goleado por 3 a 0 e dá vexame nos Aflitos


Alexandre Ernst
Zero Hora

Está aberta a pré-temporada do Inter de 2013. Com uma atuação vexatória nos Aflitos, o time de Fernandão foi goleado pelo Náutico por 3 a 0 — dois de Souza e um de Kieza — e deu adeus à esperança de conquistar uma vaga na Libertadores do ano que vem. Sem ligação entre o meio de campo e o ataque, desprezando a posse de bola e com muitas faltas desnecessárias, os colorados foram envolvidos pelo grupo de Alexandre Gallo e, faltando quatro rodadas para o final do Brasileirão, seguem no campeonato sem qualquer pretensão.

O Inter sentiu a falta de D'Alessandro, Diego Forlán e Fred. O sistema com três volantes proposto por Fernandão não surtiu efeito contra um Náutico disposto a atacar. Ainda que um time mediano, o grupo de Alexandre Gallo se agigantou com os incentivos da torcida nos Aflitos. Chutava de fora da área, trocava passes e com cruzamentos para a área, buscava penetrar na defesa do Inter. Em dois momentos, conseguiu, com Kieza e com Souza vencendo Índio e Rodrigo Moledo, respectivamente, pelo alto.

Do lado do Inter, Cassiano rodopiava pela direita. Fazia a inversão, pela esquerda, e tentava encontrar Leandro Damião. Sem qualidade pelo meio, com Lucas Lima inoperante devido ao esquema de Fernandão, os gaúchos tinham apenas uma jogada: a correria pelos lados. Aos 15 minutos, Cassiano cruzou da esquerda, na cabeça de Leandro Damião. O centroavante do Inter e da Seleção cabeceou para baixo, mas a bola tocou no pé do zagueiro e saiu para escanteio.

O mundo do Inter começou a ruir aos 22 minutos. Nei chegou tarde na dividida em frente à zaga e cometeu falta. Souza, de pé direito, bateu alto, no ângulo. Muriel pulou atrasado e não conseguiu chegar à bola. Dez minutos depois, uma nova falta sobrada mais uma vez por Souza ampliou o placar. Da intermediária, a bola desviou no meio do caminho e liquidou Muriel.

— Tomamos dois gols atípicos, de bola parada. Temos tempo para reverter o resultado — disse Muriel na saída para o vestiário.

Mas o goleiro colorado estava errado. Fechados na defesa, os pernambucanos optavam por explorar os contragolpes. Ainda que Fernandão tenha voltado para segundo tempo com Otávio e Fabrício nos lugares de Lucas Lima e Josimar, propondo uma espécie de 4-2-3-1, o placar favorável dava tranquilidade ao time de Alexandre Gallo. Otávio, aberto pela direita, e Cassiano, pela esquerda, levaram alguma vantagem em cima de Alemão e Jean Rolt. Fabrício, centralizado, por vezes conseguia vencer a defesa do Náutico, mas com Leandro Damião isolado na área, o Inter pouco incomodou o goleiro Felipe.

O vexame colorado no Recife foi sacramentado aos 17 minutos do segundo tempo, quando Kieza marcou, de cabeça, no canto esquerdo de Muriel. No escanteio cobrado da direita do ataque pernambucano, o atacante do Náutico subiu às costas de Nei e acabou com qualquer chance de o Inter estar na Libertadores de 2013. Com o empate em 1 a 1 entre São Paulo e Fluminense, os colorados poderiam ver a distância para o G-4 diminuir para cinco pontos, com 12 ainda a disputar. Agora, a diferença segue em oito pontos. Os problemas de Fernandão aumentam com Moledo, Índio e Guiñazu suspensos contra a Ponte Preta por terem recebido o terceiro cartão amarelo.

BRASILEIRÃO — 34ª RODADA — 4/11/2012

NÁUTICO

Felipe; Patric (Alison, 39'/2ºT), Alemão, Jean Rolt e Douglas Santos; Elicarlos (Dadá, 13'/1ºT) e Josa; Rhayner, Souza e Rogério (Araújo, 37'/2ºT); Kieza. Técnico: Alexandre Gallo

INTER

Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Kleber; Ygor, Josimar (Fabrício, INT.), Guiñazu e Lucas Lima (Otávio, INT.); Cassiano (Rafael Moura, 26'/2ºT) e Leandro Damião. Técnico: Fernandão

Gol: Souza, aos 22 e aos 32 minutos do primeiro tempo. Kieza, aos 17 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Jean Rolt, Alemão, Patric (N), Leandro Damião, Índio, Guiñazu, Rodrigo Moledo (I)

Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio (GO), auxiliado por Janette Arcanjo-MG e Cleryston Barreto Rios-SE.

Local: Estádio dos Aflitos, em Recife

Mais Sobre Esporte

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.086 da Mega-Sena, realizado hoje (10) em Joaçaba (SC).As dezenas sorteadas foram  04 - 35 - 43

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

O Presidente Gualter Amélio recebe das mãos de Luiz Carlos o Certificado de Registro de Entidade Esportiva devidamente qualificada, no Conselho Estadu

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 19 milhões

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 19 milhões

Nenhuma aposta acertou o prêmio principal do concurso 2084 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite dessa quarta-feira (3), no Caminhão da Sorte