Porto Velho (RO) segunda-feira, 15 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Esporte

Inter consegue virada e decidirá Gauchão contra o Grêmio



De virada é agoniante. Apesar dos pesares, o Inter está na final do Campeonato Gaúcho, no mais clássico jogo do Estado diante do Grêmio. Mesmo apresentando os problemas de sempre, os colorados mostraram vontade, fôlego e coração na decisão do segundo turno. Na base do abafa, muito mais do que qualquer tipo de tática, o time de Jorge Fossati venceu o Pelotas por 3 a 2 na garra, após ter saído perdendo por dois gols de diferença.

Mostrando inúmeras dificuldades com a bola rolando, o Gre-Nal pode ser tudo que o Inter precisa para voltar a trazer paz ao clube. Se como se diz há anos, o clássico arruma a casa, os colorados precisam de uma vitória para tentar ajustar sua vida em 2010.

Fossati errou, inventou, mas no fim, no sufoco, conseguiu virar a partida. O uruguaio voltou a escalar a equipe no 3-5-2, novamente em uma formatação inédita de equipe, poupando quatro titulares. Pouco contundente em campo, O Colorado viu o Lobão marcar dois gols com Clodoaldo no primeiro tempo. Antes do intervalo, Bolívar descontou.

No segundo tempo, mesmo com jogadores fora de posição, mas com um maior número de titulares em campo, com a entrada de Walter e D'Alessandro, a virada chegou, primeiro com Edu e depois com D'Alessandro. Antes de enfrentar o Grêmio no fim de semana, os jogadores terão que lidar com o clima de euforia e desconfiança em mais uma partida em que é obrigado a vencer contra o Deportivo Quito pela Libertadores.

O jogo - Foram nove chutes a gol do Inter no primeiro tempo. O Pelotas arrematou somente três vezes. Se esses números mostram uma superioridade dos colorados em campo, existem alguns atos do técnico Jorge Fossati punitivos, diminuindo a importância da estatística.

Pensando antecipadamente em uma provável final diante do Grêmio e no jogo de quinta-feira pela Libertadores, o uruguaio poupou quatro titulares (D'Alessandro, Guiñazu, Walter e Nei). Ele ressuscitou o famigerado 3-5-2, além de como na eliminação para o Novo Hamburgo, no primeiro turno, colocar em campo uma escalação inédita.

Mesmo tendo maior volume na partida, o Inter insistia demais por dentro do campo. Repetida a bola alta a esmo na área. Andrezinho era o centro do time, por ele passavam as melhores jogadas, seja na bola parada ou rolando. O Lobão esperou pacientemente o momento certo para atacar, não desperdiçando energia, nem oportunidades.

Logo com 2 minutos, os donos da casa tiveram a primeira chance, com Taison batendo para fora, após jogada ensaiada de escanteio. Entrar na área segue uma tarefa complicada para o time de Fossati. Nos tiros de longe, superar o goleiro Jonatas era complicado. O único bom lance sem arremate de longe, ocorreu com Alecssandro. O centroavante girou sobre o defensor e chutou para defesa do camisa 1 pelotense.

Nos confrontos decisivos que tem participado, o Pelotas vem alimentado sua vontade de vencer tendo como trilha sonora a música "Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores", de Geraldo Vandré, na versão do Charlie Borwn Junior. E como diz a letra, "Quem sabe faz a hora". A hora do Áureo-Cerúleo ocorreu aos 29 e aos 38 minutos, de maneira bem similar. Sempre protagonizado pela dupla Alex Dias e Clodoaldo.

Na primeira, Alex lança para Clodoaldo tocar na saída de Abbondanzieri. Na segunda, Alex rolou para Clodoaldo completar para o gol vazio. O Inter conseguiu descontar aos 42 minutos, quando Bolívar acertou chute de primeira após cobrança de escanteio.

Mais dinâmico, mas sem solução. Assim foi o Inter no segundo tempo. Mesmo sendo perseverante, não tinha uma jogada melhor articulada. Em 10 minutos, Fossati multiplicou sua lambança tática, colocando Walter na vaga de Giuliano, adotando o mais torto dos 4-3-3. Eller, zagueiro toda vida, passou para a lateral esquerda. Bolívar, ex-lateral, seguiu no miolo da defesa. Glaydson, volante, foi mantido na lateral direita. E Kleber, lateral com passagem pela seleção brasileira até 2009, um ano atrás, passou a ser volante. Com tudo embolado e com todo mundo fora de posição, os colorados avançavam na base da vontade.

O confronto ficou mais duro. O Pelotas querendo fazer o tempo passar. O Inter apressava cada vez mais a cada avanço do ponteiro. Fora do campo, Bruno Salvador e Sorondo trocaram tapas. Entre um escanteio e outro, uma discussão e outra e uma falta e outra, o primeiro arremate perigoso da equipe do vaio Fossati ocorreu aos 25 minutos, em cabeçada de Walter para firme defesa de Jonatas.

O que não se pode reclamar de Fossati são os lances de bola parada. Há uma grande variedade de lances ensaiados. Em um deles, Edu, um dos odiados da torcida, empatou após cobrança de escanteio de D'Alessandro, aos 28 minutos.

O Lobão defendia-se como podia. Quando se assanhou, levou o golpe fatal. O Inter encaixou contra-ataque, Walter cruzou, aos 36 minutos, o goleiro salvou com os pés e D'Alessandro complementou para o gol. Agora, é Gre-Nal. É final de Gauchão. 

Fonte: Gazeta Esportiva

Mais Sobre Esporte

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.086 da Mega-Sena, realizado hoje (10) em Joaçaba (SC).As dezenas sorteadas foram  04 - 35 - 43

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

O Presidente Gualter Amélio recebe das mãos de Luiz Carlos o Certificado de Registro de Entidade Esportiva devidamente qualificada, no Conselho Estadu

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 19 milhões

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 19 milhões

Nenhuma aposta acertou o prêmio principal do concurso 2084 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite dessa quarta-feira (3), no Caminhão da Sorte