Porto Velho (RO) terça-feira, 26 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Esporte

Gauchão: Inter e Caxias empatam em 1 a 1


Inter e Caxias empataram em 1 a 1 na primeira partida da decisão do Gauchão 2012. Mateus marcou o gol do time da Serra e Oscar deixou tudo igual para os colorados.
 

Primeiro tempo

Movimentado, com toques rápidos e muitas jogadas de linha de fundo. Assim jogou o Caxias na etapa inicial. Do lado do Inter, chutões para a frente, falhas de posicionamento na defesa e no meio-campo e poucos tabelamentos com seu principal jogador: Oscar. Nei subia pouco ao ataque, Fabrício, da mesma forma. Bem marcado, Jô se posicionava na tentativa de fazer o pivô em uma possível chegada de Jajá — bem em campo. O substituto de Leandro Damião, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, pouco tocou na bola e facilitava o trabalho da defesa caxiense.

Sem nada a ver com os problemas do adversário, logo aos dois minutos de jogo, o meia serrano Wangler deu indícios de que seria o nome dos primeiros 45 minutos. Após uma boa jogada em profundidade, o atleta do Caxias recebeu passe de Vanderlei na cara de Muriel, mas na hora do arremate, se desequilibrou e a bola ficou fácil para Muriel. O Inter respondeu cinco minutos depois, com Jajá. Tinga tocou para Oscar na ponta direita e lançou o meia dentro da área. O jogador colorado ficou cara a cara com Paulo Sérgio, mas na hora do arremate chutou para fora. A chance foi tão boa que, ao bater na rede pelo lado de fora, alguns torcedores chegaram a gritar gol.

A verdade é que o Caxias se fechava bem atrás e atacava em bloco com Mateus, Wangler, Vanderlei e Caion. Foi em uma boa jogada do quarteto que o time do estreante Mauro Ovelha chegou ao gol. Após jogada de contra-ataque iniciada por Fabinho, a bola encontrou Mateus na entrada da área do Inter. Ele limpou a defesa colorada e chutou forte, no ângulo, sem chance para Muriel.

Segundo tempo

Inter voltou mais organizado no segundo tempo. Os volantes estavam mais próximos, conseguiam organizar a saída de bola. O Caxias, com a vantagem no placar, fechou-se no campo de defesa e apostou nos contra-ataques. O Inter tinha mais volume de jogo, se aproximava da área do Caxias, jogava em direção ao gol de Paulo Sérgio. Tinga e Jajá passaram a ditar o ritmo do jogo. Acontece que o Inter tinha um trunfo que, até sexta-feira, era dúvida devido à burocracia do futebol brasileiro: Oscar. Com nome no BID da CBF, Dorival Júnior pôde contar com seu camisa 16. E ele mostrou a importância do investimento tanto do Inter quanto de seus advogados para tê-lo em campo no Centenário.

Aos 10 minutos, Muriel iniciou a melhor jogada do Inter na partida. E que resultou no gol de empate colorado. Após cobrança de escanteio, o goleiro colorado deu um chutão para o domínio de Jajá. O meia, próximo à linha de meio-campo, lançou Oscar. Na intermediária, o meia domina a bola, arranca na direção da área, dribla o zagueiro Lacerda e chuta no canto esquerdo de Paulo Sérgio. Gol de empate do Inter. Gol que acordou a torcida colorada. Gol que apavorou o Caxias. Gol que mostrou o amor de Oscar pelo clube gaúcho: na comemoração, correndo em direção aos companheiros com o habitual "L" nos dedos (homenagem à esposa, Ludimila), o craque colorado chora, emocionado. Era seu primeiro jogo após 47 dias afastado dos gramados.

Como o 1 a 1 interessava ao Inter devido ao saldo qualificado — 0 a 0 no Beira-Rio a taça fica na Capital — o Caxias foi obrigado a atacar. E se abriu. Com isso o jogo voltou a ter intensidade dos dois lados. Aos 20 minutos, Vanderlei fez boa jogada pela direita ao passar por dois marcadores e cruzar para Caion. Muriel segurou firme. Aos 22, o Inter quase marcou o segundo: Oscar deixou Paraná para trás na ponta esquerda e cruzou para Jô. O centroavante cabeceou e Lacerda salvou em cima da linha. No rebote, João Paulo chutou na trave.

Caxias, melhor no primeiro tempo. Inter, melhor no segundo. O empate ficou de bom tamanho na primeira partida da decisão do Gauchão. Ainda que a vantagem do gol fora de casa seja importante para o time de Dorival Júnior, está tudo em aberto para o confronto decisivo, domingo que vem, dia 13, no Beira-Rio. Antes, o Inter encara o Fluminense, quinta-feira, no Rio, em busca da vaga nas quartas de final da Libertadores. A semana promete para os colorados.


CAMPEONATO GAÚCHO — FINAL — 1º CONFRONTO


CAXIAS

Paulo Sérgio; Michel, Lacerda, Jean e Fabinho; Umberto, Paraná, Mateus e Wangler (Juninho); Vanderlei (Marcos Paulo) e Caion (Rafael Santiago). Técnico: Mauro Ovelha.

INTER

Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Fabrício; Sandro Silva, Guiñazu, Tinga (João Paulo), Oscar e Jajá (Gilberto); Jô. Técnico: Dorival Júnior

Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul

Arbitragem: Jean Pierre Gonçalves de Lima, auxiliado por Julio César Santos e José Franco Filho.

Gols:

Cartões amarelos: Índio, Jô, Bolívar (I). Fabinho, Paraná, Umberto, Mateus (C)

Fonte: Zero Hora

Mais Sobre Esporte

Morre ex-jogador Coutinho, célebre parceiro de Pelé no Santos  e campeão mundial

Morre ex-jogador Coutinho, célebre parceiro de Pelé no Santos e campeão mundial

Morreu hoje (11), aos 75 anos de idade, o ex-jogador de futebol Antônio Wilson Vieira Honório, mais conhecido como Coutinho, lendário parceiro de Pelé

Tetracampeão Juventude estreia com vitória na Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol

Tetracampeão Juventude estreia com vitória na Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol

O Juventude Esporte Clube da Linha 6, tetracampeão da Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol Amador (2010, 2013, 2015 e 2016) , começou bem sua pa

Pela terceira vez Brasil: Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe no Havaí

Pela terceira vez Brasil: Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe no Havaí

O paulista de Maresias, Gabriel Medina, conquistou o bicampeonato nesta segunda-feira ao vencer o sul-africano Jordy Smith e avançar à final em Pi

Ginasta da rede municipal concorre a prêmio esportivo em Porto Velho

Ginasta da rede municipal concorre a prêmio esportivo em Porto Velho

Estudante foi indicada ao prêmio pela Federação Rondoniense de GinásticaA Ginasta Wenddy Naelly Cruz Pimentel, de 11 anos, do Clube Escola Municipal