Porto Velho (RO) segunda-feira, 20 de setembro de 2021
×
Gente de Opinião

Esporte

Fogo na Premier League contra o VAR: «É ridículo. Isto não é futebol»

Bruce, treinador do Newcastle, se opõe à arbitragem por vídeo, embora isso o tenha ajudado a empatar; Mourinho evita se pronunciar para evitar uma punição


Fogo na Premier League contra o VAR: «É ridículo. Isto não é futebol» - Gente de Opinião

O VAR conseguiu deixar em acordo duas partes muito diferentes: quem se prejudicou e quem se beneficiou. Aconteceu na partida que enfrentou Tottenham e Newcastle  (jogo que muitos puderam aproveitar e se divertir no site apostagolos.com), que foi resolvida com um pênalti revisado pelo VAR na prorrogação que impediu o time treinado por Mourinho de vencer. 

O treinador português nem esperou o lançamento de onze metros e dirigiu-se ao vestiário antes do apito final. Pouco depois deixou alguns depoimentos em que a sua crítica foi mais no silêncio do que no que disse: «Prefiro dar dinheiro a instituições de caridade do que à Federação, depois de me sancionar. Por isso não vou dar a minha opinião ", disse. 

A jogada em questão tinha certas semelhanças com outra que gerou muita polêmica, aquela que favoreceu a partida entre Manchester United e Brighton na véspera, quando os Diabos vermelhos viraram a partida com um pênalti assinalado assim que o final foi declarado. Como havia acontecido no Falmer Stadium, nesta ocasião a ação punível também foi uma mão na área. 

"Amo este clube, mas agora posso ver a diferença entre grandes clubes que têm história e outros", disse Mourinho, que garantiu que a sua equipa fez "um jogo fantástico", em que mereceu vencer por três ou quatro golos ao intervalo. «Não posso pedir mais aos jogadores. Seu goleiro era fenomenal. O time jogou muito, muito bem. Foi um jogo completo ofensiva e defensivamente. Criamos muitas ocasiões. Estou muito feliz com o desempenho ", disse ele. 

No entanto, o mais impressionante nesta matéria não foram as palavras de Mourinho, mas sim as do treinador do Newcastle, Steve Bruce, que apesar de ter ganho um ponto graças à intervenção do VAR, ficou muito zangado: “Isto é um disparate. É uma regra boba, boba. Hoje nos saímos bem, porém, é ridículo. Talvez devêssemos verificar essas novas regras e ver quem as faz. Achei que o VAR valeria a pena o claro e o óbvio. Eu não sou um grande amante disso. Vimos Roy Hodgson ontem à noite. É bobagem. Ontem vimos um ridículo com o Everton e o gol da vitória; hoje vimos um igualmente ridículo. Eu deveria estar feliz, mas não posso dizer que concordo com isso.

 

Primeiro jogo com VAR na Premier League 

A Premier League usou o VAR pela primeira vez  o dia 10/09/2019, no jogo entre Manchester City x West Ham, vencido pelo Manchester por por 5 a 0, no Estádio Olímpico de Londres, e teve um gol anulado pelo árbitro de vídeo, o primeiro da história da liga.

Mais Sobre Esporte

Ginasta do Clube Talentos do Futuro conquista ouro em Sergipe

Ginasta do Clube Talentos do Futuro conquista ouro em Sergipe

A ginasta do Clube Talentos do Futuro, da Prefeitura de Porto Velho, Duda Tavares, ganhou ouro no nível 5, o mais elevado da categoria, durante o Torn

Atleta do Talentos do Futuro participa do Torneio Nacional de Ginástica Aeróbica em Aracaju

Atleta do Talentos do Futuro participa do Torneio Nacional de Ginástica Aeróbica em Aracaju

om muita esperança de trazer a medalha de ouro, a atleta Maria Eduarda Tavares (Duda) viajou na tarde de segunda-feira (13) para Aracaju, em Sergipe,

Prefeitura assina termo e Vilhena será sede dos Jogos Intermunicipais de Rondônia

Prefeitura assina termo e Vilhena será sede dos Jogos Intermunicipais de Rondônia

O prefeito Eduardo Japonês, assinou na manhã desta quinta-feira, 02, o termo que define Vilhena como sede dos Jogos Intermunicipais de Rondônia (JIR