Porto Velho (RO) quinta-feira, 18 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Esporte

FLAMENGO É LIDER NA HORA CERTA



Flamengo vence o Corinthians e fica perto do título 

Os jogadores do Corinthians receberam o apoio que esperavam neste domingo, no estádio Brinco de Ouro da Princesa. A torcida não pediu para o time prejudicar o São Paulo na disputa pelo título do Campeonato Brasileiro, mas, ainda assim, o Flamengo venceu por 2 a 0 e assumiu a liderança com a derrota do Tricolor para o Goiás.

O Flamengo passou a ser o favorito à conquista do troféu. Totaliza agora 64 pontos ganhos, contra 62 do São Paulo. Na última rodada, no próximo domingo, será campeão até se empatar com o Grêmio no Maracanã. Com 49 pontos, o Corinthians encerrará a sua campanha diante do Atlético-MG no mesmo dia, no Mineirão.

Um dos gols que colocaram o Flamengo na ponta da tabela foi marcado por Zé Roberto, aos 26 minutos do primeiro tempo. Pouco antes, Ronaldo havia se machucado e deixado o campo no duelo contra o seu time de coração - até então os corintianos gritavam "o Adriano pipocou" para provocar o astro adversário, que está machucado.

Já no final do jogo, aconteceu um dos fatos mais inusitados da temporada: revoltado com a arbitragem, que assinalou pênalti para o Flamengo, um torcedor do Corinthians invadiu o gramado e trocou socos com a arbitragem. Leonardo Moura converteu a cobrança, o goleiro Felipe ficou parado, e o confronto terminou.

O jogo - Assim que os portões do Brinco de Ouro da Princesa foram abertos, cerca de duas horas antes do início da partida, a torcida do Corinthians já dava mostras de que não estava preocupada com a decisão do título nacional. "Chegamos para vencer", gritou um torcedor, acomodando-se na arquibancada inferior do estádio.

O sistema de som local estava com defeito, o que ajudou ainda mais a torcida a esquecer o restante da rodada do campeonato. Perfilados no gramado, os jogadores das duas equipes tiveram que acompanhar a 'execução' do Hino Nacional Brasileiro através do telão do Brinco de Ouro, que transmitia a letra da música.

O silêncio rapidamente foi substituído pela gritaria das duas torcidas. Ronaldo dividiu o público quando recebeu a bola no primeiro minuto de partida. Jogou-se no gramado e pediu falta. Foi acompanhado na reclamação pelo corintianos, vaiado pelos flamenguistas e ignorado pelo árbitro Evandro Rogério Roman.

Edu também caiu no gramado, mas não levantou mais. Acabou substituído por Moradei. Na sequência, aos 4 minutos, o Flamengo aproveitou que o Corinthians ainda reorganizava a sua formação para atacar. O sérvio Petkovic cobrou falta na área, e o zagueiro Álvaro acertou o pé da trave com uma cabeçada.

O argentino Escudero, então, começou a facilitar as investidas do time carioca. Recuperado recentemente de uma grave contusão no joelho esquerdo, o defensor proporcionava muito espaço para o adversário atacar - já havia mostrado a sua 'força' logo no início do confronto, com uma entrada violenta.

Mas Escudero também era útil. Aos 13, arriscou um chute de longa distância e quase surpreendeu o goleiro Bruno. Foi o suficiente para reanimar os corintianos, que lamentaram pouco depois. Quem havia cantado "o Adriano pipocou" (o Imperador sofreu queimadura no pé esquerdo e não jogou) levou as mãos à cabeça ao ver Ronaldo se machucar.

O astro do Corinthians foi substituído por Souza, que também era flamenguista na infância. Os rubro-negros que estavam nas arquibancadas do Brinco gritaram ironicamente o nome de Ronaldo e, praticamente ao mesmo tempo, comemoraram um gol do Goiás sobre o São Paulo e o do Flamengo em Campinas.

Aos 26 minutos, Zé Roberto foi lançado, invadiu a área e finalizou entre as pernas de Felipe: 1 a 0. O que não tirou o ímpeto do Corinthians. Aos 37, Defederico chegou a driblar o goleiro Bruno e concluir para o gol vazio, mas a zaga rival salvou antes de a bola cruzar a linha. De tão tenso que estava, Mano Menezes foi expulso por reclamação.

No segundo tempo, no entanto, o ritmo do jogo diminuiu. Mas os protestos continuaram. O primeiro a chiar foi Escudero, que manteve a média de um cartão amarelo por partida disputada no Corinthians. Pelo Flamengo, Petkovic demorou a sair de campo ao ser substituído por Fierro e também foi punido.

O próximo cartão que sairia do bolso de Evandro Rogério Roman não era amarelo. O assistente denunciou uma agressão de Chicão a Fierro, e o zagueiro do Corinthians acabou expulso. Os flamenguistas festejaram duplamente, já que o São Paulo havia sofrido mais um gol do Goiás no estádio Serra Dourada.

Evitando perder mais um jogador por cartão vermelho, o Corinthians trocou Escudero pelo jovem Dodô. Nos minutos finais, contudo, nenhuma das equipes demonstrou muito empenho para modificar o placar do jogo. E até os torcedores paulistas começaram a comemorar a troca de líder na tabela do Campeonato Brasileiro.

Quando os corintianos voltaram a pedir "raça" ao time, irritados com a monótona troca de passes no campo de defesa, o árbitro assinalou pênalti para o Flamengo. Um torcedor invadiu o campo para agredir o assistente. O goleiro Felipe, por sua vez, ficou parado na cobrança de Leonardo Moura: 2 a 

Fonte: Gazeta Esportiva/Helder Júnior - Campinas (SP)

Mais Sobre Esporte

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.086 da Mega-Sena, realizado hoje (10) em Joaçaba (SC).As dezenas sorteadas foram  04 - 35 - 43

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

O Presidente Gualter Amélio recebe das mãos de Luiz Carlos o Certificado de Registro de Entidade Esportiva devidamente qualificada, no Conselho Estadu

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 19 milhões

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 19 milhões

Nenhuma aposta acertou o prêmio principal do concurso 2084 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite dessa quarta-feira (3), no Caminhão da Sorte