Porto Velho (RO) terça-feira, 23 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Esporte

Em dia histórico para a capital federal, Suíça e Equador abrem a Copa em Brasília às 13h


Quando a Copa do Mundo de 1950 foi disputada no Brasil, Brasília não existia sequer no papel. Na verdade, naquele ano, construir uma nova capital no coração do país era algo que ainda não havia passado nem mesmo pela cabeça do mineiro Juscelino Kubitschek de Oliveira, aquele que viria a ser o fundador da cidade. Mas neste domingo (15.06), passados 64 anos do Mundial de 1950, a capital que Juscelino transformou em realidade em 21 de abril de 1960 pelas mãos de milhares de operários vindos de todas as partes do país dá início à sua participação na segunda Copa do Mundo da história do Brasil.

Às 13h, Suíça e Equador entram em campo no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha para a primeira das sete partidas que a cidade receberá neste Mundial. Para os moradores, turistas e todos os que se envolveram na construção da arena será um momento histórico. E mesmo os jogadores sentem esse clima, como bem destacou o técnico do Equador, Reinaldo Rueda, que declarou que poder disputar a partida de abertura da Copa em Brasília é, para ele e sua equipe, uma honra.
 

Getty Images

Gente de Opinião

Luiz Roberto Magalhães/Portal da Copa
 

Jogadores da Suíça elogiaram a arena

Neste sábado (14.06), os jogadores das duas seleções fizeram o reconhecimento do gramado e os comentários foram todos com elogios para a arena de Brasília. “É tudo espetacular! Somos privilegiados por estar aqui na capital do Brasil em um cenário tão bonito, tão lindo. A grama é espetacular”, avaliou Reinaldo Rueda.

Dentro de campo, Suíça e Equador estão longe de serem potências em Copas do Mundo. Mas isso não tira a grande expectativa na cidade, uma vez que, com a chegada do primeiro duelo do Mundial em Brasília, a capital entra, efetivamente, no clima da competição. Desde o sábado, a movimentação de torcedores, principalmente do Equador, e também da imprensa internacional é grande.Gente de Opinião

Orientações ao torcedor

Os portões do Estádio Mané Garrincha serão abertos às 10h, três horas antes do início da partida entre Suíça x Equador. Um grande esquema de segurança foi montado para garantir a tranquilidade dos torcedores e facilitar o acesso à arena.

As forças de segurança atuarão de forma integrada e reforçada, com 3.488 policiais militares, civis, bombeiros, auditores de trânsito e stewards, no interior e nos arredores do estádio. Na FIFA Fan Fest, no Taguaparque, em Taguatinga, cidade distante cerca de 20 quilômetros do centro da capital, onde os torcedores sem ingresso poderão acompanhar a partida, o efetivo será de 1.404 profissionais.

A orientação é para que as pessoas saiam cedo de casa e cheguem com antecedência ao estádio. Também aconselha-se levar o mínimo possível de objetos para agilizar o processo de revista.

Acesso ao estádio

Haverá interdição de vias próximas ao Mané Garrincha, a partir das 7h (veja os detalhes abaixo). A dica é recorrer ao transporte público, que terá oito linhas especiais, sendo quatro gratuitas. Os ônibus que vêm das regiões administrativas rumo à área central serão reforçados e haverá também linhas especiais gratuitas com desembarque próximo ao estádio. O metrô funcionará com horário ampliado, das 7h às 22h.

O Detran atuará com 200 auditores de trânsito. Fará o controle de acesso e auxiliará na travessia de pedestres para todos os eventos.

Gente de Opinião

Detalhes da operação para Suíça x Equador
 

Trânsito

Período de interdição de vias:

A interdição será feita das 7h às 18h nos seguintes locais:

- Via N1, da Rodoviária de Brasília até o TCDF, bem como as vias de ligação entre a via N1 e a via S1 localizadas desde a Rodoviária de Brasília até o Setor Militar Urbano
- Via N2, da rotatória junto às vias W5/W4 Norte até a via de contorno do Autódromo
- Via de contorno do Autódromo, desde a Via N2 até a Estrada Parque Abastecimento e Armazenamento
- Via do Setor de Administração Municipal (SAM), desde a via de contorno do autódromo até a via N1
- Via S2, no trecho entre a via S1 e a via W5 Sul
- Acesso ao Parque da Cidade localizado junto à via W5 Sul, na altura da quadra 901 Sul e saída do Parque da Cidade em direção à via S1, próxima ao MPDFT
- Via de ligação N1/S1 localizada em frente ao Centro de Convenções Ulysses Guimarães (CCUG)
- Não haverá interdição de vias entre a Rodoviária do Plano Piloto até a Esplanada dos Ministérios
- Fechamento parcial do Eixão (somente o trecho norte estará funcionando como Eixão do Lazer)
- A ciclofaixa do Eixo Monumental não estará funcionando

Haverá, ainda, alterações no tráfego:
- Via S1, do MPDFT até a Torre de TV: funcionará com duas faixas exclusivas de ônibus à esquerda, junto ao canteiro central, e três faixas para o fluxo geral
- Via de contorno do Parque da Cidade. Funcionará com uma faixa exclusiva de ônibus junto aos bolsões de estacionamento e três faixas para o fluxo em geral, em sentido único (anti-horário)
- Serão instalados Postos de Verificação Veicular no entorno do Estádio e do Autódromo (mancha laranja no mapa) que realizarão o controle de acesso dos veículos credenciados pela FIFA

Transporte

- Para incentivar o uso do transporte público nos dias de jogos em Brasília e facilitar o trânsito na área próxima ao Mané Garrincha, haverá oito linhas especiais:

Linhas especiais sem cobrança de tarifa

108.6 (Viação Piracicabana) – Rod. Plano Piloto/Shopping Popular – saídas a cada 15 minutos
109.7 (Viação Piracicabana) – Rod. Plano Piloto/Funarte – saídas a cada 5 minutos
109.2 (TCB) – Circular Parque da Cidade - saídas a cada 5 minutos
Linha para os Portadores de Mobilidade Reduzida (TCB) – Colégio Militar/Estádio Nacional – saídas a cada 15 minutos

Linhas especiais:

0.102 - Aeroporto/Rodoviária (a cada 30 minutos): R$ 2
108.8 - Rodoviária Interestadual/Rodoviária (a cada 30 minutos): R$ 2
0.104- Setor de Hotéis e Turismo Norte (Palácio da Alvorada)/Rodoviária (a cada 20 minutos) - R$ 1,50
Executiva 0.113 - Aeroporto/Setores Hoteleiros Sul e Norte (a cada 10 minutos) - R$ 8

Metrô

Funcionará das 7h às 22h, com tarifa de R$ 2.

Mudanças:
- Será alterado, a partir da meia-noite, o itinerário das linhas que passam pelo Eixo Monumental. Nas imediações do estádio, somente as linhas 108.6 e 109.7 circularão (entre a Rodoviária do Plano Piloto e antiga Rodoferroviária, em corredor exclusivo) – por determinações de segurança nenhuma outra linha irá transitar na via enquanto houver a interdição do trânsito.
- As linhas que vêm das regiões administrativas rumo à Rodoviária do Plano Piloto circularão em sentido duplo na via S1 (sentido TJDFT/Esplanada).
- Também haverá reforço das linhas de outras Regiões Administrativas para o centro de Brasília

Estacionamentos

Pede-se aos torcedores que deem preferência ao transporte público, à bicicleta, à caminhada até o estádio ou ainda à carona solidária. Quem preferir utilizar carro poderá optar pelos seguintes bolsões de estacionamento:

- Parque da Cidade: 10 mil vagas
- Plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto: 1.057
- Shopping Popular (ao lado da antiga Rodoferroviária): 1.000
- Setor de Rádio e TV Sul: 756
- Setor de Rádio e TV Norte: 696
- Setor Comercial Sul: 590
- Setor Comercial Norte: 2.142
- Setor Bancário Sul: 2.100
- Setor Bancário Norte: 750
- Total: 19.091

Táxis

Haverá um ponto de táxi especial no Complexo Brasil 21. O Detran vai auxiliar na travessia dos pedestres.

Revista

Será feita pela Polícia Militar imediatamente após o cercamento do estádio. Recomenda-se levar poucos objetos e evitar bolsas e mochilas, a fim de agilizar o procedimento.

Não é permitido entrar no Estádio Nacional com instrumentos musicais, guarda-chuvas e capacetes. A lista de objetos vetados inclui, ainda, sinalizadores, armas brancas e fogos de artifício. As bandeiras são permitidas, mas sem mastro.

Segurança

Toda a ação das forças de segurança será coordenada pelo Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR). No estádio serão, ao todo, 3.488 profissionais de segurança. Já na Fan Fest, esse número será de 1.404.

Polícia Militar
Estádio: Vai atuar com 1.620 homens.
Além disso, 400 câmeras de monitoramento ajudam na segurança do Estádio Nacional de Brasília.

Corpo de Bombeiros
Estádio: Ao todo, serão 520 militares. Além disso, 74 brigadistas e 54 socorristas estarão a postos.

Polícia Civil
Estádio: A Polícia Civil do DF empregará um efetivo de 140 policiais. A delegacia do estádio, localizada no 3º subsolo, estará ativada e em condições de registrar boletins e lavrar flagrantes de ocorrências dentro do estádio.

O plantão da 5ª DP também será reforçado para o atendimento de ocorrências na área externa e proximidades do estádio.

Segurança particular
Estádio: Um total de 800 seguranças privados (stewards), contratados pela FIFA, darão apoio aos torcedores.

Polícia Rodoviária Federal (PRF)
Estádio: Atuará com 56 profissionais.

Polícia Federal
Estádio: Vai disponibilizar 109 agentes.

Saúde
Estádio: Dentro da arena, o atendimento será feito pela empresa UTI Vida, contratada pela FIFA. O serviço contará com oito postos médicos e 11 ambulâncias, sendo nove dotadas com atendimento de
UTI.

No entanto, a Secretaria de Saúde terá um Posto Médico Avançado com capacidade para solucionar 99% dos casos no local.

Na área externa, um Posto Médico Avançado será instalado e contará com quatro ambulâncias: duas Unidades de Suporte Avançado e duas Unidades de Suporte Básico. Um Posto Móvel de Regulação vai avaliar cada caso conforme a urgência e encaminhar os atendimentos de maior gravidade para os hospitais.

Hospitais referência

- Hospital de Base (HBDF): atendimento de traumas e problemas neurológicos e cardiovasculares;
- Hospital Regional da Asa Norte (HRAN): emergências clínicas e cirúrgicas;
- Hospital Materno Infantil (HMIB): atendimento a gestantes e crianças.
OBS: Os pacientes que tiverem plano de saúde poderão ser encaminhados para hospitais particulares, conforme orientação da Central de Regulação.

- Toda a ação dos agentes públicos e privados de saúde será coordenada por um núcleo de monitoramento, vinculado ao Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR).
- No Centro Integrado das Ações de Saúde (CIAS), será feito o monitoramento das ações e de eventuais situações de crise. Haverá contato permanente entre as áreas da Saúde, além do acompanhamento de indicadores epidemiológicos, sanitários, ambientais, assistenciais e de gestão e serviço. O CIAS fica no Laboratório Central do Distrito Federal (Lancen), na Asa Norte.

Samu

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) vai manter a atuação de 37 ambulâncias – sete de suporte avançado e 30 de suporte básico – em todas as regiões administrativas do DF.

Para as áreas do Mundial, o Samu vai mobilizar, adicionalmente:

- 10 viaturas: seis Unidades de Suporte Básico e quatro Unidades de Suporte Avançado;
- 8 motolâncias;
- 1 Posto Móvel de Regulação;
- 2 Postos Médicos Avançados: um para o perímetro do Estádio Mané Garrincha e outro para o Taguaparque, local da Fan Fest, e
- 4 veículos de apoio e logística.

Outras 6 equipes do Samu atuação nos seguintes locais:

- Centros de Comando e Controle Local e Móvel;
- Centro Integrado das Ações de Saúde (CIAS);
- Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR);
- Centro de Controle Militar do Planalto.


Fonte: Luiz Roberto Magalhães e Renato Freire, do Portal da Copa em Brasília, com informações do Governo do Distrito Federal

Mais Sobre Esporte

Música e dança marcam a Caminhada Contra a Obesidade neste domingo no Espaço Alternativo

Música e dança marcam a Caminhada Contra a Obesidade neste domingo no Espaço Alternativo

A parceria entre o Instituto Vigor e a Fundação de Cultura de Porto Velho levou atividade física, música e dança Espaço ao Alternativo neste domingo,2

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.086 da Mega-Sena, realizado hoje (10) em Joaçaba (SC).As dezenas sorteadas foram  04 - 35 - 43

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

O Presidente Gualter Amélio recebe das mãos de Luiz Carlos o Certificado de Registro de Entidade Esportiva devidamente qualificada, no Conselho Estadu