Porto Velho (RO) sábado, 23 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Esporte

Cruzeiro mantém hegemonia e vence o clássico contra o Galo



A supremacia cruzeirense continua. No emocionante e disputado duelo deste sábado, a Raposa, que entrou com força máxima, superou mais uma vez o Atlético-MG e venceu o difícil confronto por 3 a 1, no Mineirão, pela sexta rodada do Campeonato Mineiro.

Com a vitória, o Cruzeiro soma nove triunfos contra o rival nos últimos 12 jogos. Gil, Leonardo Silva e Roger marcaram para os cruzeirenses, enquanto o zagueiro Jairo Campos descontou para o Galo. Com mais esse triunfo, a Raposa soma agora 12 pontos e ocupa a vice-liderança do Estadual. O Atlético, que ainda não tinha perdido na competição, permanece em sexto lugar, com seis pontos ganhos.

Os torcedores só ficaram sabendo as escalações de Atlético-MG e Cruzeiro poucos minutos antes do jogo. O técnico alvinegro, Wanderley Luxemburgo, preferiu mudar o esquema e entrou com o time na tradicional formação 4-4-2, com o jovem meio-campista Renan Oliveira entrando no lugar do atacante Obina. Pelo lado cruzeirense, o técnico Adilson Batista não surpreendeu e entrou com todos os titulares.

O jogo: O duelo começou quente, aberto, com muitas oportunidades. E quem iniciou melhor foi o Cruzeiro. Logo no primeiro minuto, o lateral Jonathan cruzou e o meia Gilberto cabeceou por cima do gol de Carini. Depois, aos três, Kléber, livre de marcação, chutou com perigo, mas a bola se perdeu pela linha de fundo.

Após os primeiros cinco minutos, o Galo melhorou e equilibrou o jogo. Aos 11, um lance espetacular, o melhor do jogo até então. O atacante Diego Tardelli foi lançado e tocou por cima do goleiro Fábio. Com a bola praticamente em cima da linha, o zagueiro Leonardo Silva tirou.

As melhores oportunidades do Atlético saíam dos pés do atacante Muriqui, sempre em jogadas rápidas pela direita. E o Cruzeiro, com um meio-campo entrosado e com o lateral Jonathan apoiando bastante o ataque, fazia a bola girar com rapidez.

Depois de uma boa jogada pelo meio-campo, a Raposa conseguiu um escanteio. O camisa 10 Gilberto cobrou, o zagueiro Gil cabeceou, a bola desviou no atleticano Leandro e enganou o goleiro Carini. Bola na rede e o primeiro gol do clássico, aos 22 minutos do primeiro tempo.

O Atlético não se intimidou e foi atrás do empate. E conseguiu. Aos 31 minutos, Coelho cobrou a falta, Jairo Campos chutou, o goleiro Fábio salvou, e, na sobra, o zagueiro fez o gol de empate para os alvinegros.

O jogo era aberto, mas com muita marcação. Os atacantes Diego Tardelli, do Galo, e Kléber, da Raposa, estavam muito bem marcados. As defesas se comportavam muito bem, com Leonardo Silva e Gil do lado cruzeirense, e Werley e Jairo Campos pelo alvinegro.

A última chance do primeiro tempo foi do Atlético. O lateral esquerdo percebeu o goleiro Fábio adiantado e tocou por cobertura. Mas o guarda-redes azul se recuperou e tirou a bola com a ponta dos dedos.

Galo volta melhor, mas Cruzeiro faz dois: O técnico do Cruzeiro, Adilson Batista, fez uma substituição na volta do intervalo, com o meia Pedro Ken entrando no lugar do lateral esquerdo Diego Renan. Com isso, o volante Elicarlos foi deslocado para a esquerda para reforçar a marcação no setor, já que as grandes oportunidades do Atlético no primeiro tempo foram por ali, com o atacante velocista Muriqui.

Logo aos dois minutos, um lance polêmico. O assistente Jairo Albano Félix marcou impedimento de Diego Tardelli, após lançamento de Muriqui. Mas a posição do atacante alvinegro, que mandou a bola para as redes, era legal.

O Atlético voltou melhor para o segundo tempo, criando muitas oportunidades. Tanto que, aos 14 minutos, após cruzamento da direita, o atacante Muriqui furou feio e perdeu um gol inacreditável. Depois disso, o Cruzeiro melhorou a marcação, mas o Galo continuava superior.

Aos 26 minutos, os dois treinadores mexeram. Pelo lado alvinegro, o técnico Wanderley Luxemburgo colocou o atacante Obina no lugar do meia Renan Oliveira, voltando ao esquema dos últimos jogos, com três atacantes. Já o treinador celeste promoveu a estreia do meia Roger, que entrou no lugar de Gilberto.

Sete minutos depois, a Raposa chegou com perigo ao gol do rival. Roger lançou Thiago Ribeiro na área, que emendou de primeira. A bola saiu com perigo à esquerda do gol de Carini.

O Cruzeiro voltou à frente no placar aos 37 minutos, quando o meia Roger cobrou escanteio e o zagueiro Leonardo Silva cabeceou forte para o gol. Cruzeiro 2 a 1.

O técnico Luxemburgo foi para cima do rival em busca do empate. Tirou o volante Jonílson e colocou no jogo mais um atacante: o experiente Marques.

Mas não adiantou. Aos 43, o meia Roger fez um belo gol, chutando de fora da área, para coroar ainda mais a sua estreia com a camisa do Cruzeiro.

O próximo compromisso do Cruzeiro já acontece na próxima quarta-feira, quando recebe o Colo Colo, no Mineirão, às 19h30, pela Copa Libertadores. No mesmo dia, mas em horário diferente, às 21h50, o Atlético encara o Juventus-AC, no Acre, pela primeira fase da Copa do Brasil.

Pelo Campeonato Mineiro, a Raposa visita o Ituiutaba, no estádio da Fazendinha, às 17h, no próximo sábado. No dia seguinte e no mesmo horário, fechando a sétima rodada do Estadual, o Galo enfrenta o Uberlândia, no Triângulo Mineiro.

Tupi vence o lanterna e cola no líder

O Galo Carijó conquistou uma importante vitória neste sábado, contra o Ituiutaba, no estádio Mário Heleno, em Juiz de Fora. Em um jogo tranquilo, o Tupi venceu o lanterna do Campeonato Mineiro por 3 a 0.

A animada equipe de Juiz de Fora permanece na terceira posição do Estadual, atrás apenas do Democrata-GV e do Cruzeiro. Já o Ituiutaba passa por uma situação delicada. Ainda sem vencer na competição, o Boa é o último colocado com apenas um ponto. Na próxima rodada, o Tupi visita o Democrata, em Governador Valadares, enquanto o Ituiutaba joga em casa contra o Cruzeiro. 

Fonte: Gazeta Esportiva

Mais Sobre Esporte

Morre ex-jogador Coutinho, célebre parceiro de Pelé no Santos  e campeão mundial

Morre ex-jogador Coutinho, célebre parceiro de Pelé no Santos e campeão mundial

Morreu hoje (11), aos 75 anos de idade, o ex-jogador de futebol Antônio Wilson Vieira Honório, mais conhecido como Coutinho, lendário parceiro de Pelé

Tetracampeão Juventude estreia com vitória na Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol

Tetracampeão Juventude estreia com vitória na Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol

O Juventude Esporte Clube da Linha 6, tetracampeão da Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol Amador (2010, 2013, 2015 e 2016) , começou bem sua pa

Pela terceira vez Brasil: Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe no Havaí

Pela terceira vez Brasil: Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe no Havaí

O paulista de Maresias, Gabriel Medina, conquistou o bicampeonato nesta segunda-feira ao vencer o sul-africano Jordy Smith e avançar à final em Pi

Ginasta da rede municipal concorre a prêmio esportivo em Porto Velho

Ginasta da rede municipal concorre a prêmio esportivo em Porto Velho

Estudante foi indicada ao prêmio pela Federação Rondoniense de GinásticaA Ginasta Wenddy Naelly Cruz Pimentel, de 11 anos, do Clube Escola Municipal