Porto Velho (RO) sábado, 20 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Esporte

Brasília se prepara para a chegada dos argentinos


Capital espera receber dezenas de milhares de torcedores, que virão acompanhar Argentina x Bélgica, no sábado. Operação especial para receber quem chegar por via terrestre foi montada

A participação da capital na Copa do Mundo FIFA 2014 tem sido intensa. Brasília já sediou cinco duelos – Suiça 2 x 1 Equador, Colômbia 2 x 1 Costa do Marfim, Brasil 4 x 1 Camarões, Portugal 2 x 1 Gana, todos pela fase de grupos, e França 2 x 0 Nigéria, pelas oitavas de final – que foram marcados, além dos 15 gols no Estádio Mané Garrincha, por uma participação maciça de estrangeiros, principalmente dos torcedores sul-americanos vindos do Equador e da Colômbia.

Agora, para sua sexta e penúltima partida do Mundial em Brasília, a cidade já se prepara para ser tomada por uma nova legião de torcedores sul-americanos, vindos, agora, da Argentina. No sábado (05.07), Argentina e Bélgica duelam por uma vaga nas semifinais às 13h e a expectativa é que a torcida argentina seja ainda mais numerosa do que foram os equatorianos e colombianos. Segundo a Inframerica, a seleção da Argentina tem chegada prevista a Brasília para às 18h30 desta quinta-feira (03.07). Já a chegada do time da Bélgica deve ocorrer logo depois e está prevista para às 19h30.

Luiz Roberto Magalhães/Portal da Copa

Gente de Opinião

Da esquerda para a direita: os torcedores Thomas Meabe, Alberto Frente Gastón Roccatagliata e Nicolas Franchino estão confiantes em um bom resulado em Brasília

Motivados pela dramática vitória da Argentina sobre a Suíça, conquistada na terça-feira (01.07), em São Paulo, com um gol de Di Maria quando faltavam três minutos para o fim do segundo tempo da prorrogação, os argentinos estão cada vez mais confiantes em sua seleção. E como ocorreu no Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte e São Paulo, cidades por onde Messi & Cia. já passaram, Brasília espera receber dezenas de milhares de argentinos.

Segundo as secretarias de segurança e de turismo dos estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e São Paulo, cerca de 150 mil argentinos passaram pelo Rio de Janeiro para a estreia da seleção, contra a Bósnia, quando o time venceu por 2 x 1. No último duelo da fase de grupos, contra a Nigéria, em Porto Alegre, quando a Argentina triunfou por 3 x 2, a quantidade foi ainda maior: 200 mil. Em Belo Horizonte, onde o time derrotou o Irã por 1 x 0, 25 mil argentinos desembarcaram em solo mineiro. E em São Paulo, contra a Suíça, nas oitavas de final, 70 mil acompanharam dentro e fora do estádio.

Ainda não existe previsão de quantos argentinos deverão chegar à capital para o duelo contra a Bélgica. Mas eles certamente deverão ser algumas dezenas de milhares. E vários deles já começam a desembarcar em Brasília.

Na tarde desta quarta-feira (02.07), o argentino Gastón Roccatagliata, 27 anos, que vive em Brasília há cinco meses, foi ao aeroporto recepcionar os amigos Thomas Meabe, Alberto Frente e Nicolas Franchino, todos de 27 anos. O trio, que vive em Buenos Aires, chegou de São Paulo, onde os amigos acompanharam de perto o drama da classificação diante da Suíça. “Foi muito sofrido. Pensei que fôssemos para os pênaltis e que viveríamos o mesmo drama do Brasil”, lembrou Alberto, referindo-se à disputa de pênaltis entre a Seleção Brasileira e o Chile.

Para Gastón, o duelo contra os suíços foi o melhor da Argentina na Copa. “Acho que a equipe vai chegar melhor para enfrentar a Bélgica. Imagino que vai ser um jogo de mais qualidade por conta do adversário, que é melhor do que a Suíça”, avaliou. A confiança é compartilhada pelo amigo Nicolas, que acredita em uma goleada no sábado: “Vai ser 3 x 0”, aposta.

Palpites à parte, todos os quatro ressaltaram que estão muito satisfeitos com a organização da Copa do Mundo no Brasil e que torcem para que Argentina e Brasil possam se enfrentar na final, no Maracanã, no dia 13 de junho. “A organização está ótima. Tem muitos policiais na rua, então a segurança é muito boa. E no estádio (em São Paulo) a entrada foi bem tranquila, bem rápida. Até agora está tudo ótimo”, avaliou Thomas.

Bélgica

Do lado da Bélgica os números são bem mais modestos. Segundo o assessor de imprensa da Embaixada da Bélgica, Kris Lapiere, algo entre 2.600 e 2.900 torcedores belgas acompanharam a seleção nos jogos da primeira fase, disputados em Belo Horizonte (Bélgica 2 x 1 Argélia), no Rio de Janeiro (Bélgica 1 x 0 Rússia) e São Paulo (Bélgica 1 x 0 Coreia do Sul).

Segundo Lapiere, esse número caiu para cerca de 600 torcedores na partida entre Bélgica x Estados Unidos, disputada na terça-feira (01.07), em Salvador, e que terminou com triunfo belga por 2 x 1. Assim, para o duelo em Brasília contra a Argentina algo em torno de 400 e 600 torcedores belgas são esperados na capital.

Carro, ônibus ou motor home

Por ser um país vizinho, muitos argentinos optaram por vir para o Brasil de carro, ônibus ou motor home. Assim, para receber bem os turistas que vierem para a capital por via terrestre, o Governo do Distrito Federal montou uma estrutura para acomodá-los. Eles terão à disposição chuveiros, banheiros, água potável e vagas.

Os que chegarem ao Distrito Federal em carros, ônibus e motor home e que pretendem utilizar os veículos como local de hospedagem serão orientados a seguir para o estacionamento do Parque de Exposições da Granja do Torto. Essa orientação já será dada nos postos das rodovias de acesso ao Distrito Federal, pela Polícia Rodoviária Federal, pelo Batalhão da Policia Rodoviária e pelos agentes do Departamento de Estradas de Rodagem do DF.

No estacionamento do Parque de Exposições da Granja do Torto, um local com chuveiros, água potável, banheiros e capacidade para até quatro mil veículos foi montado. A área vai contar, também, com postos de atendimento ao turista (CAT), da Polícia Militar do DF e do Corpo de Bombeiros. A estrutura poderá ser utilizada gratuitamente.

 A área já é atendida com linhas de transporte público até o centro de Brasília e terá o reforço de uma linha especial, para o Taquaparque, onde é realizado o Fan Fest. Essa linha vai funcionar apenas na sexta-feira (04.07) e no sábado (05.07), em operação especial com horário pré-estabelecido, com partida às 10h e retorno às 21h30 do Fan Fest ao preço de R$ 3.

“Temos recebido um grande número de visitantes dos países vizinhos, agora é a vez da Argentina. Isso engrandece Brasília, que tem a oportunidade de mostrar o seu potencial turístico. Estamos preparados para receber os argentinos e vamos dar toda a atenção a eles”, afirma o secretário de Turismo do DF, Luis Otávio Neves.

Outras opções de hospedagem

Os turistas também dispõem de outras opções de hospedagem, além da rede tradicional de hotéis da cidade. Entre as alternativas estão as unidades do programa Cama e Café. O programa foi criado com o objetivo de atender à crescente demanda do setor de hospedagem. Com diárias a partir de R$ 100, a estadia inclui serviços de limpeza e café da manhã. Informações em www.camaecafebrasilia.com.br

Já o Albergue da Juventude possui espaço de camping para a instalação de 100 barracas e 20 veículos motor home, com diárias de R$ 50 por pessoa. Além disso, há banheiros com chuveiro e pontos de água e energia para os veículos. O albergue fica no Setor Recreativo Parque Norte, Quadra 2, atrás do Palácio do Buriti. Informações em www.brasiliahostel.com.br.

Comércio empolgado

Com tantos turistas desembarcando na cidade, o comércio de Brasília está otimista. Rogério Tonato, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hoteis no Distrito Federal (ABIH-DF), explica que a entidade prevê uma ocupação de 100% nos hotéis para véspera e para a data do jogo Argentina x Bélgica, com predominância dos argentinos.

Segundo ele, a ABIH-DF espera que a ocupação seja a mesma registrada na véspera e na data de Brasil x Camarões. “Já temos muitos pedidos de reservas e tudo aponta para esse caminho. Esse aumento do número de pedidos começou pra valer hoje. A demanda já é muito grande”, ressaltou Rogério Tonato.

Renato Freire/Portal da Copa

Gente de Opinião

Lojas da capital já destacam produtos argentinos de olho nos turistas do país vizinho

 Ele lembrou que a taxa de ocupação para o confronto entre Colômbia e Costa do Marfim foi de 80%, devido, principalmente, aos colombianos, e destacou, ainda, que ocupação dos hotéis em Brasília durante a Copa aumentou entre 5% e 10% em relação ao mesmo período do ano passado, com os picos tendo sido alcançados nas partidas citadas acima.

Quem também espera faturar com o confronto entre Argentina e Bélgica são as lojas de artigos esportivos, que estão de olho, principalmente, no público argentino. Nos shoppings, lojas tradicionais da capital trabalharam na decoração de suas vitrines, dando destaque para artigos da seleção da Argentina.

Cultura e gastronomia

Além da movimentação no comércio e na rede hoteleira, a partida entre Argentina x Bélgica motivou algumas ações na cidade envolvendo a cultura e a gastronomia argentinas.

Na sexta-feira, às 20h, haverá um show de tango na Embaixada da Argentina. Como a procura tem sido grande, a embaixada explicou que os interessados deverão enviar um e-mail para o endereço tangonacopa@gmail.com e aguardar uma resposta sobre a confirmação dos convites.

Além disso, entre os dias 2 e 6 de julho, o Norton Grill, localizado no Brasil 21, promove o Festival Sabores do Fim do Mundo, com pratos típicos da Patagônia Argentina, com destaque para a culinária da cidade do Ushuaia, localizada no extremo sul do país.

Considerada um dos polos gastronômicos da Argentina, Ushuaia traz os peixes e frutos do mar como base do cardápio que será preparado por Lino Adillon, um dos mestres da cozinha argentina. A gastronomia do Fim do Mundo também oferece uma ampla oferta de sobremesas elaboradas com os típicos frutos vermelhos dos bosques do Ushuaia, como framboesas, entre outros.

Festival de gastronomia Sabores do Fim do Mundo

Local: Norton Grill – Hotel Meliá Brasil 21
Data: de 2 a 6 de Julho
Programação:
de 2 a 5 de julho – 20h
6 de julho - domingo – 12h
Valor: R$98 + 10%
Reservas: 3218-5550

Luiz Roberto Magalhães e Renato Freire, do Portal da Copa em Brasília, com informações do Governo do Distrito Federal

Mais Sobre Esporte

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.086 da Mega-Sena, realizado hoje (10) em Joaçaba (SC).As dezenas sorteadas foram  04 - 35 - 43

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

O Presidente Gualter Amélio recebe das mãos de Luiz Carlos o Certificado de Registro de Entidade Esportiva devidamente qualificada, no Conselho Estadu

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 19 milhões

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 19 milhões

Nenhuma aposta acertou o prêmio principal do concurso 2084 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite dessa quarta-feira (3), no Caminhão da Sorte