Porto Velho (RO) terça-feira, 26 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Esporte

Atlético-MG perde para o Náutico nos Aflitos


A campanha do Atlético-MG como visitante neste primeiro turno segue sofrível. O time foi completamente domina pelo Náutico neste domingo e deixou os Aflitos com uma derrota por 1 a 0 no placar. O resultado também impede o clube de aproveitar o tropeço do Fluminense no último sábado e mantém o time comandado por Cuca na segunda colocação do Brasileiro.

Apesar de ter desperdiçado a chance de virar líder neste domingo, o Galo pode se sentir aliviado por não ter sofrido um prejuízo ainda maior no Recife. O time foi completamente dominado pelo Náutico e sofreu o gol em uma cobrança de falta do volante Souza, aos três minutos da segunda etapa de jogo. Além disso, o atacante Araújo teve a chance de ampliar com uma penalidade máxima, mas Victor pulou para defender.

Com mais um revés somado neste segundo turno do Nacional, o Atlético-MG voltará a campo no próximo domingo para um jogo de seis pontos contra o Grêmio, em Belo Horizonte. O time aparece na vice-liderança do torneio, com 51 pontos, e precisará torcer para que o Náutico atrapalhe a vida do Fluminense no sábado seguinte. Com 31 pontos, Timbu encontrará o líder da competição no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, para tentar escalar novas posições na tabela de classificação.

O Jogo - O Náutico foi com tudo para cima do Atlético-MG e quase quebra o recorde de gol mais rápido do Campeonato Brasileiro com Rhayner. O atacante recebeu cruzamento de Rogério com poucos segundos de jogo e finalizou por cima da meta de Victor. O lance levou os Aflitos ao delírio e manteve a pressão através de Douglas Santos, que, aos sete minutos, mandou uma bomba por cima do travessão adversário.

Sem se encontrar em campo, o Galo voltou a sofrer aos 15 minutos. O time não emplacava nem uma jogada sequer e viu o volante Souza invadir a área pela esquerda e chutar em cima de Victor. O jogador continuaria levando perigo aos visitantes nas bolas paradas. Em escanteio cobrado da direita, aos 23, o atleta alçou bola para a área e Josa cabeceou perto da trave.

O bom momento do Timbu no confronto contribuiu para a manutenção da pressão exercida sobre os atleticanos. Na última chance de perigo na etapa inicial, aos 26 minutos, Rhayner abriu espaço na frente da área e chutou por cima do travessão. O lance marcaria uma brusca queda no volume de jogo dos donos da casa e daria início a uma partida marcada por passes errados no ataque e discussões entre os jogadores das duas equipes.

A exemplo dos derradeiros minutos do primeiro tempo, o Náutico continuou melhor após a volta do intervalo e chegou ao gol em uma cobrança de falta do volante Souza. Logo aos três da etapa complementar, o atleta aproveitou a infração cometida por Junior Cesar na entrada da área e chutou por baixo da barreira atleticana para acertar o canto do goleiro Victor.

A apatia do Atlético-MG após o gol sofrido levou o técnico Cuca a promover a entrada de Escudero e Neto Berola, mas não melhorou em nada o rendimento daqueles que estavam em campo. O Galo buscou uma tímida resposta ao estilo de jogo adversário com um chute de Bernard, aos 17, que acertou a rede pelo lado de fora do gol defendido por Gideão.

O pequeno susto sofrido pelo Timbu acordou a equipe e deu início a novas investidas na frente. Em contra-ataque rápido, aos 23 minutos, o centroavante Araújo recebeu livre de marcação e foi derrubado por Victor dentro da área após pedalar para cima do goleiro. Na cobrança do pênalti, o camisa 1 se adiantou e aproveitou a péssima cobrança do próprio Araújo para praticar a defesa.

Mesmo com a penalidade desperdiçada, os donos da casa se mantiveram melhor e só seguraram a respiração em cobrança de falta de Ronaldinho Gaúcho, aos 38 minutos. O tiro passou por cima da meta de Gideão e assustou a torcida nos Aflitos. Com a vantagem praticamente garantida, o clube pernambucano ainda teve tempo para puxar contra-ataque e desperdiçar grande chance com Rogério, aos 41, além de ter Josa expulso por falta dura em Marcos Rocha, aos 47.

Fonte: Gazeta Esportiva

 

Mais Sobre Esporte

Morre ex-jogador Coutinho, célebre parceiro de Pelé no Santos  e campeão mundial

Morre ex-jogador Coutinho, célebre parceiro de Pelé no Santos e campeão mundial

Morreu hoje (11), aos 75 anos de idade, o ex-jogador de futebol Antônio Wilson Vieira Honório, mais conhecido como Coutinho, lendário parceiro de Pelé

Tetracampeão Juventude estreia com vitória na Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol

Tetracampeão Juventude estreia com vitória na Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol

O Juventude Esporte Clube da Linha 6, tetracampeão da Taça Regional Cacoal Selva Park de Futebol Amador (2010, 2013, 2015 e 2016) , começou bem sua pa

Pela terceira vez Brasil: Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe no Havaí

Pela terceira vez Brasil: Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe no Havaí

O paulista de Maresias, Gabriel Medina, conquistou o bicampeonato nesta segunda-feira ao vencer o sul-africano Jordy Smith e avançar à final em Pi

Ginasta da rede municipal concorre a prêmio esportivo em Porto Velho

Ginasta da rede municipal concorre a prêmio esportivo em Porto Velho

Estudante foi indicada ao prêmio pela Federação Rondoniense de GinásticaA Ginasta Wenddy Naelly Cruz Pimentel, de 11 anos, do Clube Escola Municipal