Porto Velho (RO) segunda-feira, 15 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Esporte

Artista pinta história dos títulos mundiais do Brasil no muro de Congonhas, em São Paulo


Artista pinta história dos títulos mundiais do Brasil no muro de Congonhas, em São Paulo - Gente de Opinião

A avenida dos Bandeirantes, que liga a Marginal Pinheiros à rodovia dos Imigrantes, é uma das mais importantes de São Paulo e caminho muito utilizado por quem busca o litoral paulista. Não à toa, passa boa parte do dia congestionada. Motoristas estressados e motoboys com pressa costumam apertar mais a buzina do que o acelerador por aquelas faixas.

Trafegar por ali não costuma ser o ponto alto do dia de ninguém. Ainda assim, nas últimas semanas, os usuários da via têm aproveitado o trânsito no lugar para sacar seus celulares e tirar fotos do grande muro do Aeroporto de Congonhas, que margeia parte da avenida.

Isso porque, desde fevereiro, o artista plástico santista Paulo Consentino tem substituído o bege sem graça que antes tomava aquela imensa parede por cenas que ocupam o imaginário de todo fã de futebol brasileiro desde 29 de junho de 1958, quando um franzino Pelé, ainda aos 17 anos, assombrou o planeta em Estocolmo (Suécia) e colocou o Brasil, finalmente, no rol dos campeões mundiais.

No Mural das Copas, como o projeto foi chamado, Consentino replica imagens icônicas dos cinco títulos vencidos pela Seleção Brasileira em quase 900 metros quadrados de arte. A seu jeito, colocou ali Bellini, Rivellino, Garrincha, Dunga, Ronaldo e Cafu, entre outros heróis que transformaram o Brasil no país no futebol.

“Não é um álbum de figurinhas, é uma coisa com vida, com movimento, resgatando essas imagens para as gerações mais atuais”, explica Consentino, enquanto finaliza a representação da emblemática cena de Pelé chorando nos braços de Gylmar após a vitória em 1958. “A história do país passa por esses cinco títulos. Quis representar essas páginas vencedoras”.
 

São Paulo - Congonhas - Mural no Aeroporto

Projeto

O artista começou a pintura em fevereiro, mas o mural, prestes a ser finalizado, demandou um trabalho mais longo. “A preparação vem desde setembro (de 2013), quando comecei as pesquisas e oficinas”, conta. “Apresentei o projeto para a superintendência local da Infraero e foram vários processos até o início”.

Para colocar a arte a rua, Consentino teve o apoio da Suvinil, empresa que forneceu as tintas, e do Sesc de Santos. “Dei algumas oficinas para a molecada lá, e eles vieram aqui dois dias para ajudar, para acompanhar”, afirma.

A expectativa é que o Mural seja finalizado na próxima semana e, para isso, o artista plástico tem a ajuda de Robert Ferreira Barbosa, de 20 anos, que das imagens que tem pintado, só guarda memória das de 2002. “Em 1994 eu só tinha um ano. Eu gosto muito de pintar, adoro futebol. Isso aqui tem dado muito trabalho, mas no final do dia, quando a gente vê a coisa caminhando, já é recompensador”, diz ele.

Gente de Opinião

Além de histórias de Copas anteriores, artista retrata os candidatos a ídolos no Mundial de 2014

Neymar

Além do muro externo do aeroporto, Consentino também está pintando murais no saguão de Congonhas. Ali, porém, a história dá lugar ao presente. Astros do Mundial deste ano, como Neymar, Cristiano Ronaldo e Mario Balotelli estão entre os destaques.

Diante de tantos personagens, o responsável pela obra reluta em escolher sua imagem preferida. Mas acaba cedendo. “A que mostra o gol do Clodoaldo, na Copa de 1970”, revela. “É difícil elencar, mas a do Corró (apelido do ex-jogador), pela parte afetiva”. A escolha se explica quando Consentino conta ser genro do volante tricampeão do mundo, ídolo santista.

Quase no fim das pinturas programadas, o artista plástico já vislumbra ampliar o trabalho após o dia 13 de julho, quando o Maracanã será palco da final da Copa do Mundo deste ano. “Se o Brasil for campeão, quero contar a história deste Mundial no muro que leva para o terminal de passageiros”, afirma. “Mas isso depende de patrocínio e de uma série de outras coisas”.

Independentemente do resultado em campo, o mural já é uma conquista. “Eu adoro futebol e estou vibrando com esta Copa. E a partir do momento que terminar, isso daqui é para o público. Esse é o barato da arte na rua, ela é democrática”.

Leonardo Lourenço, do Portal da Copa em São Paulo (SP)

Mais Sobre Esporte

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 27 milhões

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.086 da Mega-Sena, realizado hoje (10) em Joaçaba (SC).As dezenas sorteadas foram  04 - 35 - 43

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

Federação Rondoniense de Xadrez recebe Certificação do CONEDEL

O Presidente Gualter Amélio recebe das mãos de Luiz Carlos o Certificado de Registro de Entidade Esportiva devidamente qualificada, no Conselho Estadu

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 19 milhões

Nenhuma aposta acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 19 milhões

Nenhuma aposta acertou o prêmio principal do concurso 2084 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite dessa quarta-feira (3), no Caminhão da Sorte