Porto Velho (RO) domingo, 23 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Eleições 2014

No Amapá, sete candidatos disputam voto de quase meio milhão de eleitores


 
Pedro Peduzzi
Agência Brasil

Dos 455.514 eleitores cadastrados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no Amapá (0,319% do eleitorado brasileiro), 3,6% (ou 16.388 pessoas) são analfabetos; 100.339 (22%) não completaram o ensino fundamental e 48.856 (10,7%) têm curso superior completo. São 222.408 homens (48,83%), e 233.106 mulheres (51,17%).

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), no ano passado, a população do estado era estimada em 734.996 habitantes, espalhados pelos 16 municípios que compõem uma área de praticamente 143 mil quilômetros quadrados (km²) – o que dá ao estado densidade de 4,69 habitantes por km². A maioria (90%) vive nas áreas urbanas, principalmente na capital, Macapá.

O Produto Interno Bruto (PIB) do estado representa 0,2% da economia nacional e é o 25º entre os estados, tendo movimentado, segundo o IBGE, R$ 8,96 bilhões em 2011. A economia amapaense é bastante influenciada por atividades ligadas à preservação ambiental, porém, a área de serviços tem maior peso, com participação de cerca de 86% no PIB local.

Entre os produtos que reforçam a economia do Amapá estão as madeiras de valor comercial (andiroba, angelim, breu, cedro, macacaúba, maçaranduba, pau-mulato e sucupira); o açaí, palmito, arroz, feijão, milho, a mandioca, as frutas, a pimenta-do-reino e a castanha.

Sete candidatos concorrem ao governo. Filho do senador João Capiberibe e da deputada federal Janete Capiberibe, ambos do PSB, Camilo Capiberibe, tenta reeleger-se, com apoio de uma frente formada por quatro partidos. Ele é advogado, tem 42 anos e foi deputado estadual entre 2007 e 2010, pouco antes de ser eleito governador. Em 2008 candidatou-se à prefeitura de Macapá, mas não se elegeu. Para este pleito, limitou os gastos de campanha a R$ 6,8 milhões.

Candidato pelo PCB, Décio Gomes, de 44 anos, tenta pela segunda vez um cargo público eletivo. A primeira foi em 2006, quando buscou uma vaga no Senado pelo estado do Amapá. Atualmente, ocupa o cargo de diretor de empresa. Os gastos de sua campanha estão limitados a R$ 200 mil.

Outro candidato é Waldez, do PDT, de 52 anos, que já cumpriu dois mandatos de governador, entre 2003 e abril de 2010, quando renunciou ao cargo para tentar se eleger senador. Acabou não sendo eleito. Waldez foi também deputado estadual por duas vezes e tentou, sem sucesso, chegar à prefeitura de Macapá, em 1996, e ao governo do estado em 1998. O limite de gastos de sua campanha está em R$ 4,96 milhões.

Bruno Mineiro, de 34 anos, é o candidato do PTdoB. Engenheiro Civil, ele é também empresário. Em 2010 conquistou uma cadeira na Assembleia Legislativa do Amapá, único cargo público eletivo que ocupou até o momento. Dois anos depois, foi nomeado secretário dos Transportes. Para esta campanha, registrou o limite de R$ 5 milhões para seus gastos de campanha.

O PSTU tem como candidato o motorista de ônibus Genival Cruz, de 35 anos. Esta será a quinta tentativa de Genival de ocupar um cargo eletivo no Amapá. A primeira, em 2006, foi para deputado federal. Em 2008, candidatou-se a vereador de Macapá, em 2010, a governador do estado e, em 2012, à prefeitura da capital. Em nenhuma delas foi eleito. Ele limitou os gastos de campanha a R$ 50 mil.

Professor e instrutor de formação profissional, Jorge Amanajas, de 49 anos, é o candidato do PPS. Físico e engenheiro civil, foi eleito três vezes deputado estadual, tendo inclusive assumido a presidência da Assembleia Legislativa. Tentou, sem sucesso, eleger-se governador do Amapá no pleito de 2010. Nas atuais eleições, limitou em R$ 3 milhões os gastos de campanha.

Pelo PSD, concorre ao governo estadual Lucas Barreto, de 49 anos, que cumpre mandato de vereador em Macapá. Por quatro legislaturas, entre 1990 e 2006, foi eleito deputado estadual. O limite de gastos de campanha foi estipulado em R$ 3 milhões.

Mais Sobre Eleições 2014

65 milhões de panettones foram produzidas para Natal 2014

A produção dos panettones da Visconti está a todo vapor desde setembro de 2014 e junto com as outras marcas da Pandurata, espera encerrar o ano com 65

TSE registra 290 milhões de acessos no período eleitoral

  Da Agência Brasil O número é 974% maior que o registrado no período não eleitoral, quando a média fica em torno de 27 milhões de acessos. De acordo

No Jornal da Record: Dilma diz que 'mercado vai acalmar' e propõe diálogo

No Jornal da Record: Dilma diz que 'mercado vai acalmar' e propõe diálogo

247 - Um dia depois da disputa pelo segundo turno, em sua primeira entrevista após a vitória, a presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) afirmou, nesta

Confúcio mira na saúde anuncia Hospital do Câncer da Amazônia

Confúcio mira na saúde anuncia Hospital do Câncer da Amazônia

  O anúncio feito na manhã desta segunda-feira (27) durante coletiva de imprensa pelo governador reeleito Confúcio Moura (PMDB) que foi aplaudido por