Porto Velho (RO) sábado, 23 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Educação

TCE: 28 determinações para melhoria do ensino em RO


Após apreciar os resultados da auditoria operacional (Processo nº 1756/2013) realizada para avaliar a qualidade e a cobertura do ensino médio na rede pública estadual, o Pleno do Tribunal de Contas de Rondônia (TCE-RO), reunido em sessão na última quinta-feira (12), aprovou voto por unanimidade, determinando 28 medidas a serem cumpridas pelo Estado, por meio da Governadoria, das Secretarias de Educação (Seduc), Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplan) e da Superintendência de Licitações (Supel).

Essa auditoria operacional compôs um esforço nacional deflagrado por 28 Tribunais de Contas estaduais e municipais, em conjunto com o Tribunal de Contas da União (TCU), a Associação dos Membros dos TCs (Atricon) e o Instituto Rui Barbosa (IRB), visando identificar problemas que afetam o ensino médio oferecido pelo poder público no Brasil. O levantamento é considerado uma das maiores ações de controle do gasto público em curso no mundo.

Na decisão aprovada na última quinta-feira, o Pleno do TCE encampa a análise feita pela comissão constituída para a auditoria operacional, cujo trabalho traçou um diagnóstico aprofundado do quadro do ensino médio em Rondônia, com ênfase em quatro eixos: gestão, professores, infraestrutura e financiamento. Dentre os números apurados, evidenciou-se que o Estado atualmente conta com 170 escolas instaladas nos 52 municípios para oferecer ensino médio a 58 mil alunos, os quais são atendidos por pouco mais de 9,6 mil professores – estes atuando também no ensino fundamental.

Entre outros achados, a auditoria apontou baixa oferta de vagas para o ensino médio, com defasagem de aproximadamente 40%; morosidade no atendimento às escolas com bens e materiais e instalações físicas inadequadas; fragilidades na gestão escolar, em especial quanto ao projeto político pedagógico (PPP) e ao planejamento anual; número insuficiente de professores, com agravante de que 31% do quantitativo total está próximo da aposentadoria, além da ausência de uma política focada na capacitação continuada desses docentes.

DETERMINAÇÕES

Buscando soluções para os problemas e fragilidades identificados na auditoria operacional, o TCE fez uma série de determinações preventivas e corretivas à administração estadual, entre as quais, a realização de estudos visando priorizar, em curto prazo, o atendimento ao ensino médio; criação de setor específico para o monitoramento e avaliação dos programas e ações do setor educacional; criação de mecanismo visando à conscientização sobre importância do PPP e do planejamento anual.

O Pleno determinou ainda a realização de estudos para, dentro das possibilidades orçamentário-financeiras, contratar mais professores; observar o disposto em lei no tocante ao cumprimento do Piso Salarial Nacional para os profissionais do magistério, incidente sobre seu vencimento e não apenas sobre a remuneração, além de oferecer capacitação aos servidores e dotar as escolas de melhor infraestrutura.

A decisão, cujo documento-base tem 78 páginas, e o relatório completo da auditoria operacional também serão encaminhados ao Comitê Nacional, composto pelo TCU, Atricon e IRB, com vistas à apresentação em fevereiro de 2014, em Brasília, do sumário executivo, que traz uma compilação de todos os dados dos estados referentes à situação do ensino médio no Brasil.

Fonte: TCE

 

Mais Sobre Educação

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

Uma cerimônia com homenagens e muita emoção marcou o lançamento na última quarta-feira (20) da 6ª Olimpíada de Língua Portuguesa, no Auditório Guajuvi

Acadêmicos do curso de Biomedicina realizam triagens no projeto "Posso escolher"

Acadêmicos do curso de Biomedicina realizam triagens no projeto "Posso escolher"

Nesta quarta-feira (21), acadêmicos do curso de Biomedicina da FIMCA participaram do projeto "Posso escolher", realizado pela Prefeitura de Porto Velh

ONU declara, 2019 será  o Ano Internacional das Línguas Indígenas

ONU declara, 2019 será o Ano Internacional das Línguas Indígenas

Iniciativas apoiadas pela Fundação Banco do Brasil reforçam a relevância dos povos na história, cultura e preservação do meio ambienteA ONU (Organizaç

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

Aconteceu na última sexta-feira (15) o segundo e último dia de colação de grau da Faculdade FIMCA, realizado na Vila Olímpica do campus. O momento foi