Porto Velho (RO) domingo, 17 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Educação

Seminário Intermunicipal promove a educação inclusiva


Gestores das unidades escolares da rede municipal, professores que atuam nas salas de aula de recursos multifuncionais, equipe da divisão de Educação Especial, cursistas da pós-graduação em Atendimento Educacional e secretários de educação dos municípios participaram nesta sexta feira,25, do Seminário Intermunicipal ‘Promovendo a Educação Inclusiva’, realizado pela secretaria municipal de Educação por meio da Divisão de Educação no teatro Banzeiros que objetiva apresentar as experiências que façam valer o direito dos alunos especiais, buscar uma educação sem exclusões, discriminação e preconceito e realizar discussões sobre o atual cenários desses estudantes.

Participou da mesa de honra, as secretárias municipais de Educação, Maria de Fátima Ferreira de Oliveira; de Assistência Social, Benedita do Nascimento; chefe da divisão de Educação Especial, Conceição de Maria Azevedo; a Tutora Maria de Lurdes Souza Santiago e a representante das cursistas de educação especial, Cristiane Carvalho dos Santos.

A secretaria municipal de Educação Maria de Fátima Ferreira de Oliveira, representou o prefeito durante a abertura do evento. “Queremos refletir sobre a didática e mostrar as experiências de Porto velho e demais municípios como Machadinho do Oeste, Cacaulândia e Buritis, aqui representados. No início da Gestão do prefeito Roberto Sobrinho havia apenas dois alunos portadores de alguma necessidade matriculados, agora são quase quinhentos. Temos vinte salas multifuncionais e estamos buscando construir mais dezessete, que serão instaladas com a parceria do Governo Federal. O prefeito tem acompanhado este trabalho e percebo que está muito feliz com os resultados alcançados”, afirmou Maria de Fátima.

Conceição de Maria Azevedo, chefe da divisão de Educação Especial, explica que o trabalho de inclusão está inserido nas escolas municipais. “Quando são entregues os kits completos de trabalho também é feito pela prefeitura com apoio do Ministério de Educação a capacitação de quem vai trabalhar, esta que iniciou em 2007 agora virou uma especialização”, explica.

Quem foi ate o teatro Banzeiros pode observa logo na entrada um grande painel com muitas fotos de aulas ministradas na Escola Joaquim Vicente Rondon, além de quadros, artesanatos feitos com palitos de picolé e tapetinhos de tecidos amarrados, um exemplo de experiência que deu certo. A secretaria municipal de Assistência Social, Benedita Nascimento disse que a Semas busca fortalecer a rede de apoio a deficientes com a qual trabalha. “Estamos em parceria com educação e trabalhamos diretamente com portadores de necessidades especiais. Pedimos a todas as entidades que procurem a secretaria de Assistência Social e façam parcerias na intenção de melhorar a qualidade de vida destes”, afirmou Benedita.

Durante o evento que aconteceu pela parte da manhã e tarde, ocorreu a apresentação de 19 trabalhos de conclusão do curso de pós-graduação em Atendimento Educacional Especializado – AEE, que teve início há um ano, com os temas: Deficiência Intelectiva; Baixa Visão; Síndrome de Down: desafio para os educadores; A inclusão do aluno surdo na escola comum: um desafio para o atendimento educacional especializado; Desenvolvimento de uma aluna com deficiência intelectual no contexto do atendimento educacional especializado; Deficiência Visual; Autismo; Atendimento para alunos com Déficit de aprendizagem como: Hiperatividade, deficiência intelectiva e física; Deficiência visual, e Atendimento para alunos com atraso neuropsicomotor.

Cristiane Carvalho dos Santos, cursista conta da satisfação de estar terminando a especialização. “Quero registrar a alegria de estar participando dessa formação. E dizer em nome de todos, pois acredito o que sentimento é o mesmo, que é muito bom fazer a diferença para aqueles que necessitam de cuidados maiores”, disse Cristina.

Fonte: Rebeca Barca

 

Mais Sobre Educação

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

Aconteceu na última sexta-feira (15) o segundo e último dia de colação de grau da Faculdade FIMCA, realizado na Vila Olímpica do campus. O momento foi

Campus Vilhena do IFRO oferta cursos gratuitos nas áreas  de espanhol, francês e italiano

Campus Vilhena do IFRO oferta cursos gratuitos nas áreas de espanhol, francês e italiano

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Vilhena, abre inscrições para os cursos de Formação Inicial e Conti

Senai oferece cursos gratuitos de  aprendizagem industrial na Capital

Senai oferece cursos gratuitos de aprendizagem industrial na Capital

Inscrições em cursos de aprendizagem industrial básica estão abertas e 70 vagas estão disponíveisEstudantes com idade mínima de 14 anos e cursando a p

Primeira noite de colação de grau da FIMCA é marcada por agradecimentos

Primeira noite de colação de grau da FIMCA é marcada por agradecimentos

Na última quinta-feira (14) a FIMCA teve a honra de realizar a colação de grau dos formandos dos cursos de Administração Agronomia, Biomedicina, CIênc