Porto Velho (RO) quarta-feira, 26 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Educação

Semed prorroga prazo de entrega de currículos


A secretaria municipal de Educação (Semed) prorrogou até o dia 24 de fevereiro o prazo para a entrega de currículos de alfabetizadores para o programa do Governo Federal ‘Brasil Alfabetizado’, voltado a atender jovens a partir dos 15 anos, adultos e idosos (até os 70 anos). O objetivo é proporcionar a elevação da escolaridade no país.

A Prefeitura de Porto Velho aderiu ao programa por entender que uma população com acesso à educação, aprende a ler e escrever e adquire conhecimento dos seus direitos, deveres e de cidadania. “A meta é atender pelo menos 450 alunos na zona urbana e 250 na zona Rural”, explica Luciane Lina Ferreira de Souza, chefe da Divisão de Educação para Jovens e Adultos (Dieja).

Segundo ela para ser um alfabetizador o interessado deve entregar na divisão, um currículo que atenda a requisitos como ter no mínimo o Ensino médio completo. “O alfabetizador deve dispor de um espaço para as atividades, que pode ser em sua própria casa, escola, associações, igrejas. Ele identificará em sua comunidade pessoas que querem e necessitam se alfabetizar e deve respeitar o limite mínimo de 14 para a área urbana e 07 para a área rural, sendo o limite máximo de vinte e cinco alfabetizandos por turma”, acrescenta Luciane.

A chefe de divisão esclarece, que o alfabetizador é capacitado pela Semed sobre o programa, a didática, objetivos e diferentes metodologias. “Ele estará capacitado e trabalhará com alunos, de diferentes idades, não só o português como a matemática”, disse.

Como funcionará

Os cursos de alfabetização terão duração de oito meses ininterruptos com no mínimo, trezentas e vinte horas-aula. A carga horária semanal será de dez horas, que são distribuídas a critério do alfabetizador.

O alfabetizador recebe, além da declaração de voluntariado, uma bolsa de R$ 250 mensais por turma de no mínimo 14 alunos e pode ser responsável por até duas classes, desde que uma delas tenha no mínimo 20 alunos. Para a zona rural o valor é o mesmo para turmas de pelo menos sete alunos. Se houver na classe alunos Portadores de Necessidades Especiais (PNE) e valor passa a ser R$ 275.

A Semed disponibiliza material didático, uniformes, formação inicial e continuada para os alfabetizadores e a merenda escolar;

Para esclarecimentos pelo telefone 3901-3317. Ou na Divisão de Educação de Jovens e Adultos- Semed – Rua Aparício de Moraes, Nº. 3619, Bairro: Setor Industrial.

Fonte: Rebeca Barca

 

Mais Sobre Educação

IFRO organiza etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica

IFRO organiza etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica

Esta será a 6ª edição organizada pelo IFRO no estado de Rondônia

Acadêmicos de engenharias da Uniron sensibilizam governador Daniel Pereira com o livro “A vida secreta das árvores”

Acadêmicos de engenharias da Uniron sensibilizam governador Daniel Pereira com o livro “A vida secreta das árvores”

De uns tempos para cá, a ciência comprova que as árvores e o homem têm muito mais em comum do que poderíamos imaginar. Da mesma forma que o ser humano

Movimento Rondônia pela Educação vai apresentar planejamento estratégico a candidatos ao governo de Rondônia

Movimento Rondônia pela Educação vai apresentar planejamento estratégico a candidatos ao governo de Rondônia

O movimento Rondônia pela Educação, liderado pela Federação das Indústrias de Rondônia e composto por mais de cem entidades e instituições rondoniense