Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Educação

Representante da SETEC discute educação inclusiva nos câmpus do IFRO


Nesta semana, a representante da SETEC/MEC (Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica), Maria de Nazaré Bezerra de Oliveira, visita três câmpus do Instituto Federal de Rondônia. Na pauta está o programa TEC NEP (Educação, Tecnologia e Profissionalização para Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas) e as ações afirmativas, de inclusão da população negra e indígena, mulheres e outros públicos.

Nazaré passará pelos Câmpus Porto Velho no dia 18/04, às 15 horas, Ariquemes (19/04, 9h30) e Ji-Paraná (20 e 21/04, a partir das 8 horas), neste último faz palestra na sexta à noite no evento “IFRO Indígena em Rondônia: um sonho em construção”, realizado em parceria com a UNIR e outras entidades. Na Reitoria do IFRO, a reunião desta quarta-feira foi com o Reitor Substituto, Jackson Nunes.

Nas reuniões em cada unidade do IFRO discute o acesso, permanência e êxito dos alunos que se matricularão principalmente nos FIC (Formação Inicial e Continuada), por meio do PRONATEC (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego). No caso do atendimento às pessoas com necessidades específicas, ela diz ser importante trabalhar de forma colaborativa com todos: alunos, professores, técnicos e, especialmente, família.

Explicando que na Rede Federal as escolas possuem boa estrutura e professores qualificados, ela diz que muitas vezes há uma ideia errada de não se pode estudar nos Institutos, pensando que é uma escola elitista. “Esses novos alunos são pessoas diferenciadas, têm uma deficiência, mas muitos já têm formação. Eles estão vindo atrás de um novo curso, pois as empresas hoje precisam cumprir as cotas. E depois de qualificados, essas pessoas vão integrar o mundo do trabalho, como empregados ou mesmo como empreendedores”.

Nacionalmente a representante da SETEC diz que estão trabalhando com o banco de recursos humanos, em que as próprias pessoas se cadastram em busca de vagas de trabalho. “Mas como existe o BPC, que é um benefício pago pelo governo federal, muitos acreditam que perderão essa ajuda ao começar a trabalhar. Só que a partir do momento em que é demitido, quando encerra o Seguro Desemprego, ele volta a receber o benefício”. No caso dos aprendizes, contratados a partir dos 16 anos, o benefício é pago simultaneamente ao salário.

Viver sem Limites – O Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Viver sem Limites, ofertará cerca de Cerca de 150 mil vagas serão destinadas a deficientes físicos, mentais, intelectuais ou sensoriais. Envolvendo 15 ministérios, com eixos de atuação que incluem saúde, inclusão social, acessibilidade e educação. As vagas criadas para os cursos FIC do PRONATEC por intermédio da Rede Federal, Sistema S e Brasil Profissionalizado trarão a matrícula automática, sem necessidade de qualquer forma de seleção, para alunos com deficiência.

Devido à implantação do Viver sem Limite, o MEC está organizando a compra nacional de cerca de R$ 20 milhões em equipamentos (impressoras e globos em Braile, leitores de tela, projetores especiais, sorobans, calculadoras falantes, cadeiras de rodas, lupas de aumento, entre outros que servem a pessoas com multideficiências) que auxiliarão nas aulas e atendimentos especiais. A compra contemplará os 260 NAPNEs (Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Especiais), distribuídos pelos Institutos Federais em todo o Brasil.

Fonte: Rosália Silva
 

Mais Sobre Educação

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

Uma cerimônia com homenagens e muita emoção marcou o lançamento na última quarta-feira (20) da 6ª Olimpíada de Língua Portuguesa, no Auditório Guajuvi

Acadêmicos do curso de Biomedicina realizam triagens no projeto "Posso escolher"

Acadêmicos do curso de Biomedicina realizam triagens no projeto "Posso escolher"

Nesta quarta-feira (21), acadêmicos do curso de Biomedicina da FIMCA participaram do projeto "Posso escolher", realizado pela Prefeitura de Porto Velh

ONU declara, 2019 será  o Ano Internacional das Línguas Indígenas

ONU declara, 2019 será o Ano Internacional das Línguas Indígenas

Iniciativas apoiadas pela Fundação Banco do Brasil reforçam a relevância dos povos na história, cultura e preservação do meio ambienteA ONU (Organizaç

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

“Nossas experiências irão nos alavancar por este novo mundo”, afirma formanda durante segunda noite de colação de grau da FIMCA

Aconteceu na última sexta-feira (15) o segundo e último dia de colação de grau da Faculdade FIMCA, realizado na Vila Olímpica do campus. O momento foi